Market share do Linux subiu

A parcela de desktops Linux monitorados aumentou de uma forma consistente e contínua por vários meses. Os números de junho de 2020 que demonstram bem isso, com o Linux subindo de 3,17% em maio de 2020 para 3,61 em junho. Esse aumento no uso do Linux, é uma tendência para o futuro.

Quando comparamos os dados de hoje com outros anos, o Linux está na maior alta da história no ramo de Desktops. Os sistemas baseados no Ubuntu, compõem a maior parte do market share, com 2,57% da participação em junho. O Linux mint é rastreado separadamente e sua participação é de 0%.

Bem, 3,61% ainda é pouco se formos comparar com o Windows para desktop, mas demonstra que a participação dos usuários Linux está crescendo.

Nunca saberemos a participação de mercado exata do Linux no desktop, mas com base em outros dados (como classificações do Distrowatch, downloads ISO, instalações de aplicativos Snap e outros), certamente está ao norte das suposições da maioria das pessoas.

6 Curtidas

É muito bom ver que o Linux em desktops vem crescendo de forma consistente! Acho que isso se deve pelas distros com foco em usuários gerais tornarem a experiência dos usuários cada vez mais confortável, assim como o fato de que esse ano teve muito gente migrando do Windows 7 para distros Linux.

1 Curtida

Eu pessoalmente não espero que o Linux chegue perto do Windows, até porque isso é muito difícil, e se for acontecer vai demorar muito, mas chegando perto do macOS já vai ser uma vitória e tanto

3 Curtidas

Mas por qual motivo, você acha que o Linux não poderia chegar perto do Windows, exatamente?

é um dado interessante. Acredito que o fato de alguns fabricantes estarem distribuindo máquinas nativamente otimizadas para Linux, como System76 e Pine entre outras pode estar influenciando esse mercado, além do bom suporte do Linux na arquitetura ARM. Afinal, com um rapsberry pi com 8GB de Ram por 75 dólares dá pra montar um desktopzinho bacana. E tem também os Chromebooks, que lá fora fazem um bom sucesso. Só não sei se contam como desktop linux pra essa monitoração.

1 Curtida

Eu não disse que acho que não chega perto do Windows, eu disse que não espero, pelo menos não em pouco tempo, se isso for acontecer vai demorar muito, papo de décadas mesmo. Já a respeito do macOS, o Linux não está tão longe assim, pode empatar com ele em poucos anos…

1 Curtida