Linux Mint 20.1 é lançado! Dessa vez com novidades.

Confira o post completo no blog: https://diolinux.com.br/sem-categoria/linux-mint-20-1-lancado.html

O Linux Mint chegou recentemente à sua versão 20.1. Confira o trajeto desse lançamento até aqui e as mudanças que ocorreram de última hora!

9 Curtidas

Tá sem os links de download, só as imagens sem as url’s por detrás

Meio atrapalhado esse lançamento não?

A migração do 20.0 para o 20.01 já está do gerenciador de atualizações ?

2 Curtidas

Provavelmente vai entrar daqui a pouco, a equipe deve estar fazendo os últimos testes

1 Curtida

Vejo muito o pessoal falando do Linux Mint, mas fiquei um pouco triste quando eles abandonaram o KDE. Digo abandonaram, pois sei que é possível instalar o Plasma nos repositórios do Linux Mint, mas eles deixaram de lado a ISO baseada no KDE. Sou um admirador e entusiasta do KDE. Entre as muitas DE’s disponíveis, acho que é a que mais me atende no dia a dia. Tanto pela sua beleza, possibilidade de customização e, atualmente, uma das mais leves, com muitas opções. Além dos seus aplicativos que não encontro similar nos GTK’s da vida. E olha, não é pra dizer que não dei chance para outras distros e DE’s, pois até o Moksha, um fork do Enlightenment, eu estive usando, com o Bodhi Linux. Aliás, muito boa distro, muito bela e funcional. Não é para novatos, mas quem gosta de customização e aprecia temas, é excepcional.
Quem sabe um dia o Linux Mint resolve dar uma nova chance para o KDE, né? Enquanto isso, vou de Opensuse, que também é muito boa, e no final das contas, tão “verdinha” quanto o Mint (hehehe). Abraços.

5 Curtidas

Se eu não me engano eles abandonaram o KDE Plasma porque os Xapps só funcionam nos ambientes gráficos GTK, acho difícil eles voltarem atrás.

E parece que eles não tavam dando conta

1 Curtida

Acho certa a decisao. Não adianta tanto ambiente gráfico e acabar se perdendo tentando dar conta de tudo. Diminuir o número de opções e focar nos padrões Cinnamon e Mate é a melhor decisão.

4 Curtidas

Só se eles fechassem o Cinnamon – o que iria acabar com a originalidade do Mint. O Cinnamon atende o mesmo público-alvo que o KDE Plasma, logo manter os dois é canibalizar o próprio projeto.

1 Curtida

3 postagens foram divididas em um novo tópico: Linux Mint em duas boot com resolução e hora errada

Alguém já está usando ele? O que está achando?

Eu instalei a versão (ainda Beta) em 2 máquinas de uso WEB e venho usando de atualizando…

Tanto a versão XFCE como a Cinnamon vem funcionado perfeitamente s/ apresentar nenhum bug aparente… com base nisso, as próximas instalações em outras máquinas já será a versão final

1 Curtida

Exatamente! E sinceramente, a única coisa que me faz gostar do Mint é justamente o Cinnamon, acho um dos melhores ambientes que existe. Mas tá merecendo mais cuidados e mais foco da equipe, por isso acho acertado se livrar de muitas opções e focar mais nele, e no Mate também.

Tenho a versão 20 no meu Pen Drive Bootavel, é possível atualizar pelo terminal? (ou sem precisar baixar a iso de novo)

Ops, acho que li errado kkkk… (refazendo a resposta D: )

Acredito que só baixando a ISO de novo.

É aquea velha questão de gosto. Tem a ver com atender as suas necessidades também, né? O Cinnamon não me atende. Acho ele com uma cara de velho, entende? Não simpatizo com o GTK, e olha que já tentei. Tem distros que focam em um só ambiente gráfico, e o que eu mais me identifiquei, apesar de usar o XFCE, foi o Duzeru. Pena que desistiram do projeto, pois era muito bonito e funcional. Me atendia perfeitamente, e era muito bonito. Por isso vou de KDE. Uma comunidade vibrante, que não está amarrada a um só tipo de desenvolvimento. Já ouvi dizer que qualquer um que queira utilizar da comunidade para hospedar um projeto, poderá fazê-lo, independente se é desenvolvido em QT ou não. Desejo sorte ao Mint, mas, como já falei antes, não é para mim. E nem para quem prefere o KDE como DE principal.

Eu percebi (só agora, desculpem a ignorância) que o Linux Mint tem ISOs ‘Edge’, que servem para quem tem máquinas com software muito recente. Provavelmente vem com kernel e drivers mais recentes, ainda não chequei a fundo.
Descobri por aqui, enquanto fuçava o guia de usuário deles.
Também percebi que eles mudaram a argumentação contra o snap, como pode ser visto aqui.
Achei que o método de atualização foi mais simples que o anterior, tudo via GUI, sem uso de terminal.

Não. Da pra atualizar da anterior sim.

Da sim. Pode instalar essa, e depois atualiza