Linux Mint 19.2 com processamento alto

bom dia amigos, recentemente instalei em minha máquina o Mint 19.2 e estou com um problema e uma duvida.
1- meu processador fica com 90% de carga mesmo sem nenhum programa aberto, olhei no monitor do sistema e lá não mostra nenhum processo utilizando o processador, detalhe o notebook esquenta bastante.

2- tenho uma HD externa ligada ao meu roteador, gostaria de montar ela como uma unidade de rede, atualmente consigo apenas por FTP.
obrigado!!

Qual a configuração da sua máquina?

Core i5 450M, Gforce 310M, 6GB RAM e 500 GB de HD

troquei o Kernel 4.x para o 5.x e resolveu o prolema, melhorou também a velocidade de transferência de arquivos em unidades NTFS.

1 Curtida

Pois é… e há quem diga que é besteira ficar atualizando Kernel… tsc tsc
Mesmo que você não tivesse com o problema do alto processamento, só com a atualização ja ganharia no aumento de desempenho e assim fazendo valer a pena a atualização

Ao meu ver, um Kernel mais novo surge no intuito de corrigir bugs, melhoria na compatibilidade, desempenho e etc… caso contrário, nem justificaria o lançamento de novas versões
Se fala muito em “dispositivo X deixou de funcionar depois da atualização de Kernel”, (aqui pelo menos nunca aconteceu) mas caso aconteça basta descer uma escada e aguardar a próxima versão e testar…

1 Curtida

estava com medo de dar incompatibilidade de hardware, pois o note é antigo.

Antigo ?? Então nem sei como classificar um Celeron 900 Single Core que tenho aqui e está com o Kernel 5.3 kkk

nossa, esse é antigo mesmo, mas é que por ser notebook da Dell, tive muitos problemas com drivers, principalmente com a placa de vídeo que no linux funcionou perfeitamente

Verifiquei que não está claro o funcionamento das versões do kernel para vocês. Sugiro ver esse video para consolidar o conhecimento!

O princípio do kernel é aditivo, ou seja, só se adiciona módulos e somente são retiradas características que podem interferir nas novas funcionalidades.

1 Curtida

Trabalho com info, então instalo o Linux nos mais variados tipos de hardware que vão desde um Athlon 64, passando pelos Intel 775 até os Intel i7 da vida…

1 Curtida

Esse vídeo é muito bom… ja havia assistido antes…
Eu acho o Kernel LTS mais útil no caso de empresas ou revendedores de PC’s e Notes, que não podem correr o risco de entregar um produto e ele bugar devido à alguma atualização de Kernel… sim, pode acontecer, principalmente com as famigeradas placas de vídeo NVidia

Mas em se tratando de PC’s/Notes que vez ou outra formatamos, pulamos de distro em distro, ainda acho vantagem tentar manter o Kernel nas últimas versões desde que “stable”
Na época que pulei das versões 4.x p/ 5.x… notei uma diferença significativa no desempenho e etc

Pelo que percebi nesses meses de forum o problema não é no kernel, mas sim no driver proprietário. Ao que me parece, pela busca incessante de suporte às últimas placas e recursos, as distribuições colocam as últimas versões dos drivers proprietários que não foram devidamente testadas no hardware antigo. Tanto que se o problema fosse o kernel, é muito fácil instalar uma versão “downgrade” e coexistir. Já o driver proprietário precisa desinstalar uma versão e adicionar outra. Ainda tem o fato que cada distro ainda modifica um pouco a configuração desses pacotes e todo esse trabalho é perdido. Se o trabalho fosse realizado no driver opensource, toda nova versão seria montada na contribuição de todos.

Aliás foi por isso que eu comprei a placa de vídeo da AMD, pois sabia que no inicio da vida do produto, o suporte seria mais dificil pela demora inerente do suporte do kernel à placa, coisa que nvidia seria melhor nos primeiros meses. Porém depois que o módulo do kernel estivesse estabilizado, sabia que a placa funcionaria “pelo resto da vida” sem problemas.

É… hoje em dia as placas de vídeo AMD estão sendo as melhores escolhas no mundo Linux. Lembro que quando eu tinha uma Radeon, o Batocera Linux rodava os jogos de GameCube lisos… quando eu parti pra NVidia, o Batocera inicia com o driver Nouveau da NVidia e aí fica um lixo… e mesmo editando o arquivo p/ habilitar o Opensource, fica horrível… o jeito é jogar pelo Dolphin emu sob o Ubuntu 19.04 com os drivers proprietários devidamente instalados

Citei os problemas entre Kernel X NVidia, porque durante a atualização “compilação” sempre há módulos e etc que são inclusos no processo e ja vi caso de o vídeo não subir quando o Kernel foi atualizado p/ o 5.3… enquanto no 5.2.16 rodava de boa… mas bastou um purge no 5.3 e voltar pro 5.2.16 enquanto não surgir uma solução…

1 Curtida