Lançado o KDE Plasma 5.25, confira as novidades!

O Plasma 5.25 traz novos recursos e conceitos para o ambiente de desktop.

Uma série de novos recursos e novos conceitos interessantes no Plasma 5.25 dão a você um vislumbre do futuro da área de trabalho do KDE.

Destaques

Gestos

Gestos em touchpads e telas sensíveis ao toque colocam o Plasma ao seu alcance

Cores

Cansado do cinza? Plasma coloca literalmente um arco-íris de possibilidades à sua disposição

Feito sob medida

Personalizar sua área de trabalho nunca foi tão fácil… ou mais divertido!

Navegar nos espaços de trabalho

O KDE Plasma 5.25 redesenha e aprimora a maneira como você navega entre janelas e áreas de trabalho.

Introdução

O efeito Visão geral mostra todas as janelas abertas e áreas de trabalho virtuais.

Você pode pesquisar aplicativos, documentos e abas do navegador com KRunner e o Iniciador de Aplicativos .

Você pode adicionar, remover e renomear desktops virtuais.

Mantenha pressionada a tecla Meta (“Windows”) e pressione W para entrar no modo Visão geral ou use uma pitada de quatro dedos no trackpad.

Gestos

No seu touchpad:

Uma pitada de quatro dedos abre a Visão geral.

Um deslize de três dedos em qualquer direção alternará entre os desktops virtuais .

Um deslize de quatro dedos para baixo abre o Present Windows .

Um deslize de quatro dedos para cima ativa a grade da área .

Na sua tela sensível:

Você pode configurar deslizar da borda da tela para abrir Visão geral , Grade da área, Apresentar janelas e Mostrar área de trabalho conforme eles seguem diretamente seu dedo.

Abra as Configurações do Sistema e escolha a guia Abrir Comportamento do Espaço de Trabalho e, em seguida, Toque na Tela. Clique em qualquer um dos quadrados mostrados nas laterais do ícone do monitor e um menu suspenso será aberto. Selecione Visão geral, Grade da área de trabalho, Janelas atuais ou Grade da área de trabalho e clique em Aplicar. Agora você pode deslizar o dedo da borda da tela selecionada para o meio da tela e ver a mágica acontecer.

Cores

Sincronize a cor de destaque com seu papel de parede! A cor dominante da imagem de fundo pode ser aplicada a todos os componentes que usam a cor de destaque.

Abra Configurações do sistema e escolha a guia Aparência, e então Cores. Selecione Do papel de parede atual e clique em Aplicar. É tão fácil.

Com papéis de parede de apresentação de slides, as cores são atualizadas quando o papel de parede muda.

Pinte todas as cores de qualquer esquema de cores usando a cor de destaque e adapte a cor dos elementos de cada janela ao plano de fundo. Você também pode escolher a quantidade de tonalidade que gostaria de ver misturada com seu esquema de cores normal.

Abra as Configurações do sistema e clique na guia Aparência. Escolha Cores e clique no ícone Editar (o pequeno botão de lápis) no canto inferior direito de uma visualização do esquema de cores e uma caixa de diálogo de configuração será aberta. Na guia Opções, marque a caixa Matizar todas as cores com as cores de destaque e deslize Intensidade da tonalidade: para o valor desejado. Clique em Salvar como e dê um novo nome ao esquema de cores. Clique em Fechar. Selecione o esquema de cores recém-criado e clique em Aplicar.

Ao configurar seu esquema de cores, você também pode fazer com que a área do cabeçalho ou a barra de título usem a cor de destaque.

Toque e sinta

Ative o Modo de Toque desconectando a tela, girando-a 360° ou ativando-a manualmente.

Se o seu laptop suportar desanexar ou girar o teclado, faça isso agora. O modo de toque será ativado. Caso contrário, você pode habilitar manualmente o Modo de toque abrindo Configurações do sistema, clicando na guia Comportamento do espaço de trabalho e selecionando o botão de opção Modo de toque: Sempre ativado no final da página.

O Gerenciador de Tarefas e a Bandeja do Sistema tornam-se maiores quando no modo de toque, tornando mais fácil para seus dedos. Você também pode personalizar o tamanho dos ícones quando o Modo de toque estiver desativado.

Para aumentar manualmente o espaçamento dos ícones no Gerenciador de Tarefas, clique com o botão direito do mouse no Gerenciador de Tarefas e selecione Configurar Gerenciador de Tarefas Somente Ícones. Selecione Grande na opção Espaçamento entre ícones:. Para aumentar manualmente o espaçamento dos ícones na bandeja do sistema, clique com o botão direito do mouse na bandeja do sistema e selecione Configurar bandeja do sistema. Selecione Grande na opção Espaçamento do ícone do painel.

As barras de título dos aplicativos do KDE ficam mais altas no modo de toque, facilitando pressionar, arrastar e fechar janelas com toque. Os itens do menu de contexto ficam mais altos no Modo de toque, dando a você mais espaço para tocar no item correto.

Costumização

Painéis flutuantes adicionam uma margem ao redor do painel para fazê-lo flutuar, enquanto o anima de volta para parecer normal quando uma janela é maximizada.

Clique com o botão direito do mouse no painel, selecione Entrar no modo de edição e, em seguida, Mais opções. Selecione Flutuante.

Os efeitos de mesclagem animam graciosamente a transição quando os esquemas de cores são alterados.

Mova toda a sua área de trabalho, com pastas, widgets e painéis, de um monitor para outro com a janela Gerenciamento de contenção.

Clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e selecione Entrar no modo de edição. Escolha Gerenciar área de trabalho e painéis na barra de ferramentas superior e arraste e solte áreas de trabalho ou painéis de uma tela para outra ou clique no menu de hambúrguer.

Outras mudanças

  • A página de configurações do Tema Global permite escolher quais partes aplicar para que você possa aplicar apenas as partes de um tema global que mais gosta.
  • A página do aplicativo do Discover foi redesenhada e fornece links para a documentação e o site do aplicativo, além de mostrar a quais recursos do sistema ele tem acesso.
  • Se você errar sua senha, as telas de bloqueio e login tremerão, dando a você uma dica visual para tentar novamente.
  • A página de configurações dos Scripts do KWin foi reescrita, facilitando o gerenciamento dos scripts do gerenciador de janelas.
  • Os painéis de plasma agora podem ser navegados com o teclado e você pode atribuir atalhos personalizados para focar painéis individuais.

Mantenha pressionadas as teclas Meta (“Windows”) e Alt e pressione P para alternar o foco entre todos os seus painéis e navegar entre seus widgets com as teclas de seta. Você também pode clicar com o botão direito do mouse em um painel e selecionar Entrar no modo de edição. Em seguida, escolha Mais opções para definir um atalho personalizado para focar esse painel específico.

…E há muito mais acontecendo. Se você quiser ver a lista completa de mudanças, confira o changelog do Plasma 5.25.

Fonte original: Plasma 5.25 - Comunidade KDE
Changelog: Plasma 5.25.0 complete changelog - KDE Community

16 curtidas

KDE Plasma 5.25 “chegou” aqui hoje, com minhas atualizações dominicais:

  • openSUSE TUmbleweed

  • Arch Linux

  • KDE Neon

  • PCLinuxOS

Em todos 4, o primeiro efeito que percebi, é que desmarcou a Montagem Automática (Automount) de todas as partições adicionais – aquelas que não fazem parte do sistema – p.ex.: Sites, Works, Warehouse, Depot1, e demais distros.

Em todas 4, precisei montar pelo menos Warehouse manualmente, pelo Dolphin, para poder salvar a primeira Captura de tela.

Depois disso, sim, todas as partições adicionais voltaram a ser montadas automaticamente no início da sessão.

(Mesma coisa no openSUSE, KDE Neon, PCLinuxOS).

Costumo desabilitar várias coisas em Plasma Search e em Background Services – e agora senti necessidade de desabilitar mais algumas. – Podem ser coisas que eu tinha desmarcado (e não lembro), mas pode ser coisas novas:

  • Canto superior esquerdo da tela, com toda certeza eu tinha desmarcado em todas as distros – e voltou nessas 4 agora.

Em Plasma Search – acho que já tinha desativado – mas não tenho certeza, pois podem ser novidades com nomes parecidos, ou coisas um pouco alteradas:

  • Browser History
  • Browser Tabs
  • Desktop Search
  • Dictionary
  • Help Runner
  • Locations
  • Places
  • Software Center
  • Spell Checker
  • Web Search Keywords

Em Background Services:

  • SMB Watcher
  • Touchpad

Em Desktop Effects:

  • Overview
  • Present Windows

Há outras perdas de configuração, que acho que são um pouco anteriores ao KDE Plasma 5.25:

  • Janela de configuração do Dolphin deixou de abrir no Tamanho e Posição que eu tinha configurado no KWin.
    – Agora, é preciso re-introduzir manualmente as opções de Position, Size, Transparency etc. – que antes eram partes integrantes de “Config Special Windows Settings”.

(e agora aparece um aviso de que coisas misteriosas podem acontecer).

Não lembro dessa pré-visualização de páginas Web / HTML no Dolphin – mas não sei dizer quando apareceu, pois não olho isso com frequência.

Ultimamente, levei um susto ao ver tantas partições associadas à Lixeira. – Se me assustei, é porque isso é novidade – mas não sei desde quando.

Só sei que não fui eu quem fez isso… :innocent:

Hoje, meu antigo celular começou a aparecer no KDE Connect (não só nessas 4 distros, portanto não é coisa do KDE 5.25). – Se me assustou, é porque não acontecia. Talvez ficasse oculto? – Mas foi bom aparecer, para desemparelhá-lo.

O fato é que as mudanças são frequentes no KDE Plasma – o tempo todo – e algumas a gente só percebe tempos depois, porque não olhamos tudo, todos os dias.

4 curtidas

E pensar que quase três semanas e nada de chegar no Manjaro; acho que desta vez esperarão a revisão de número dois pra enfim chegar no ramo estável da distribuição. Dá até vontade de ir pro Arch, apesar que o Dio esta semana me fez pensar seriamente no openSuse.

1 curtida

Tá vindo. A vantagem é que quando chega, tem menos chance de dar ruim…

2 curtidas

Talvez venha no início de julho, vou aguardar.

1 curtida

Anteontem (2ª Feira, dia 27), apareceu o KDE Plasma 5.25.1 no:

  • Void
  • KDE Neon
  • Arch
  • openSUSE Tumbleweed
  • PCLinuxOS

Posso ter esquecido alguma distro (muito improvável!), pois a busca do Dolphin por “5.25.1” no conteúdo dá mais resultados do que existem de fato – e não recarreguei todas as distros para capturar a tela com esse detalhe no Conky.

Recarreguei apenas o openSUSE, usei por pelo menos 25 minutos, e não percebi nenhum bug.

Infelizmente, tenho usado quase que só o Redcore Linux – que ainda está no Plasma KDE 5.24.5. – Aliás, zero atualizações nos últimos 17 dias.

EDIT - Esqueci de fazer minhas atualizações no Domingo (26) – portanto, essas atualizações cobrem desde o Domingo anterior (19). – Provavelmente, essas distros atualizaram para o KDE Plasma 5.25.1 durante a semana de 19 a 27 Junho.

1 curtida

Até o KaOS tá com o 5.25 já, esperando chegar no Manjaro; agora fiquei curioso pra saber como anda aquelas distros como o Netrunner que nunca mais ouvi falar. Você tem testado ela recentemente?

Nunca tinha ouvido falar :flushed:

Segundo o Distrowatch, o último lançamento foi em Fevereiro do ano passado – ainda com o KDE Plasma 5.14.5.1.

Achei um vídeo do Dio – notando que já não era muito promissor, na época.

Eu só instalo (até) 12 distros – quase sempre as mesmas, ano após ano.

Netrunner parece ser um “Debian stable”. – Já tenho o MX Linux, nessa categoria. – Me atende bem. Não trocaria por outro.

1 curtida

Sim, não faz sentido trocar não; Netrunner e o Neptune sempre apareciam no passado como alternativas ao Kubuntu, já cheguei a usar o Netrunner, o KaOS e Nitrux para testar o KDE Plasma em outras distros. Destas a única que realmente faz sentido, deve ser o KaOS.

1 curtida

Pelo que vi agora no Distrowatch, KaOS era baseado no Arch e se tornou independente. – Rolling-release, último “lançamento” há apenas 1 semana, com KDE Plasma 5.25.1 e Kernel 17.5.15.

Pode ser alguma coisa muito interessante, mas tento manter meu foco nos “galhos da árvore Linux” – vale dizer, “os velhos e bons ramos” :innocent:

Se eu fosse instalar todos os “novos ramos” (distros “independentes” recentes), eu estaria frito.

1 curtida

Me recordo que desde a base anterior o KaOS tinha como foco a qualidade, seus repositórios sempre foram mais enxutos que os de distros como Manjaro e logicamente o próprio Arch, talvez esse cuidado na seleção de softwares fosse um contra a muitos usuários.

1 curtida

O repositório “oficial” do Arch tem “menos” pacotes, porque agrupa inúmeros pacotes – que no Debian (por exemplo) são fragmentados em milhares de outros pacotes.

Agora que o KaOS se tornou “independente” – com repositório próprio" – fica difícil comparar.

Uso o Arch – é minha distro “principal” há muitos meses – e considero seu repositório “oficial” bastante completo. – Uso poucos pacotes do AUR.

No caso do Manjaro, não vejo “diferença”. – Pra mim, é a mesma coisa! – Mas o Manjaro oferece “facilidade demais” para um usuário “achar” que existem “muitos pacotes a mais”… Ou seja, Flatpaks, Snap2s, AppImages, AURs etc.

Mas, devo lembrar que sou muito “espartano”. – Vejo inúmeros colegas “precisarem” de inúmeras coisas que eu prefiro não “precisar”. – Essa é uma opção minha, que vivo comentando… sem nenhuma expectativa de “obrigar” ninguém a seguir :joy:

2 curtidas

Estou migrando de ramo no Manjaro, indo para o “instável”; o desenvolvedor respondeu no fórum oficial do Manjaro que quem quisesse testar o Plasma 5.25 mudasse de ramo kk; o Manjaro não vai trazer agora não, mesmo sendo já a segunda revisão de versão lançada pelo projeto KDE, já estamos no 5.25.2 e o pessoal do Manjaro disse que no ramo estável se vier vai vir o 5.24.6 kk.

E isso rendeu algumas respostas kkk

2 curtidas

Não comentei no fórum oficial porque não sou bom no inglês mas concordo que não pode o Manjaro não trazer para o ramo estável o Plasma 5.25 na sua versão de revisão de número 2 já; entendo que com isso pretendem trazer maior estabilidade ao Stable entretanto o Plasma 5.25.2 está muito estável, ao menos para mim.

1 curtida

O pessoal tão meio lôco… Não existe 5.24.6

O Redcore, hoje, pulou do KDE 5.24.5 para o 5.25.2

(Pode ter sido durante a semana. Só atualizo aos Domingos)

Do Frameworks 5.93.0 para 5.95.0

Do Qt 5.15.3 para 5.15.5.

Acho que é comum pular algumas versões menores – já vi isso em outras distros – pois cada pulinho exige muito trabalho, então preferem pulos mais espaçados.

Poucas distros atualizam cada versão. Talvez, só as que têm maior número de testadores e desenvolvedores.

1 curtida

Também achei que essa versão por agora nem existiria, mas não me recordo se o 5.24 é LTS, sendo LTS por certo pode ter mais alguma correção até o lançamento da próxima LTS.

Também acostumei-me a não ter sempre de imediato as novas versões do Plasma no Manjaro, mas sempre lançavam quando viesse a primeira correção, e no caso do 5.25 mesmo na segunda correção de bug’s o time do Manjaro nem cogitou trazer ao ramo estável, algo estranho ao meu ver.

Tenho visto que no fórum oficial do Manjaro são poucas interações e creio que o número de testadores não seja o ideal que a distro almejasse; até achei que não lançar o 5.25 no stable pode ser uma maneira de que mais pessoas se tornassem testadores do Manjaro, apesar de não achar correto responder que se quiser testar o 5.25 mude de base na distribuição kk.

1 curtida

O engenheiro ou o médico mais competente nem sempre é o que tem “mais jeito” ou mais preparo para lidar com o respeitável público.

O desenvolvedor mais competente, nem sempre tem bom domínio da linguagem. – Tem uns que nem o Google Translator consegue entender.

Lembrei aquele vídeo do Diolinux:

1 curtida

Perfeito, é o que falta não só no Manjaro mas em muitas distros; nem sempre quem é bom desenvolvedor é bom em se expressar ao público; não achei que fora ironia mas é complicado dizer que mude simplesmente do ramo estável para o instável para assim testar o novo Plasma 5.25; imagina se tornar isso algo rotineiro, recomendar mudar de base sempre que tiver nova versão do Plasma kk.

2 curtidas

Fedora também pulou do KDE 5.24.5 para o 5.25.2, hoje.

(ou esta semana… só atualizei hoje).

2 curtidas

Alguém tem o problema de quando retornar da suspensão o teclado repetir as teclas? Toda vez que suspendo a sessão o teclado externo fica louco, tenho que tirar do USB e recolocá-lo para somente assim digitar a senha.

E outro bug do KDE é quando retorna a sessão o mesmo mostra a área de trabalho antes de ir para tela de login, se alguém por ventura mexer em seu PC e tiver algo que não quisessem que visse aberto veriam antes do PC ir pra tela de login e senha.