Kernel Linux 5.10 LTS é lançado com algumas melhorias e novidades

Neste domingo (13/12/2020) Linus Torvalds lançou mais uma versão do Kernel Linux, e essa sendo uma versão LTS que terá pelo menos 5 anos de suporte. E essa versão veio com melhorias principalmente na parte de drivers para hardwares como processadores da nova geração (Intel e AMD), chips de processamento gráfico e também para a parte de armazenamento.

No começo do anúncio, que foi feito no Linux Kernel mailing list (LKML), Torvalds deu a seguinte declaração:

”Ok, aqui está - 5.10 está lançado.

Eu sempre desejei que a última semana fosse ainda mais calma do que foi, e isso também é verdade aqui. Há uma boa quantidade de correções aqui, incluindo algumas reversões de última hora para coisas que não foram corrigidas, mas nada me faça dizer “precisamos de mais uma semana”. As coisas parecem bastante normais.

É, em sua maioria, drivers - como deveria ser - com uma grande quantidade de correções por toda parte: conexões em rede, arquiteturas, sistemas de arquivos e ferramentas. O shortlog esta em anexo, e o rastreamento dá uma boa ideia do tipo de coisas que existem. Nada que pareça assustador: a maioria dos patches são muito pequenos, e a maioria deles são correções de definições de mapeamento de pinos para um driver de pincontrol.

Algumas das novidades

Como a lista de novidades e correções é extensão, vamos mostrar as que mais chamaram a atenção. A lista completa você pode conferir no Kernel Newbies ou no LKML.

Na parte de processadores, com a família Intel trouxe melhorias para a sua 11ª geração Rocket Lake além de começar a funcionar na 12ª geração (Alder Lake) e na 13ª geração (Meteor Lake). Teve uma adição de suporte aos processadores voltado para IoT Ingenic MIPS X2000 / X2000E e o suporte para o PowerPC 601 foi retirado como processador de 32 bits do PowerPC.

Já pela parte da AMD tivemos mais avanços no suporte para o AMD Zen3 que agora conta com um gerenciador de frequência melhorado, graças ao driver k10temp. Além da adição do suporte ao ERVG (encrypts the memory of virtualized guests).

Na parte gráfica tivemos melhorias na família Tiger Lake, adicionando suporte ao HOBL e assim melhorando a vida útil da bateria e também o contínuo trabalho para compatibilizar as GPU da AMD, RDNA 2/Radeon RX 6000, que começaram no Kernel 5.9, além de melhorar o gerenciamento de energia.

O filesystem ext4 recebeu o suporte para “fast commit” e assim ter um desempenho mais rápido nos metadados. Um bug que preocupava uma parte do pessoal do filesystem, era referente ao XFS e com o “temido” “year 2038” e que agora terão Timestamps dentro dele funcionando até 2468, no mínimo.

Quem recebeu o suporte foi o smartphone Purism Librem 5 Linux. O Creative SoundBlaster AE-7 é um DAC PCEI-e de última geração também foi incluído.

Bom a lista é extensão e se fosse colocar tudo aqui “viraria um dicionário" :sweat_smile:, mas basta entrar no link do Kernel Newbies que deixei logo acima e conferir tudo ali.

Nos vemos no próximo post, forte abraço! E confira nosso Feed RSS

4 Curtidas

Tanta novidade legal do Kernel e o que me chamou atenção foi o suporte ao controle do Switch, eu não presto mesmo.