Instalar Linux num tablet antigo

Galera, eu tenho um tablet bem antigo, um Genesis GT-7204, com Android 4.0.3 (Ice Cream Sandwich). Ele acabou de ser formatado, mas a atualização anda travando demais, a Play Store não se atualiza e daí fica impossível baixar até um simples leitor de PDF. É um típico tablet “da Xuxa”, no WiFi come bateria como louco. Daí pensei em colocar um Linux nele (pensei no Ubuntu Touch). Disso surgem duas perguntas:

  1. Aparentemente precisa fazer root. Como fazer isso no Linux? (No caso, no Manjaro/Arch)
  2. O Ubuntu Touch ainda serve pra essas coisas? (Tendo em conta que é antiguinho, o que imagino que seja vantajoso no caso do Kernel)

O único post decente que achei sobre o assunto é do @Diolinux mesmo, mas tem um bom tempo de publicado…
Eis o dito cujo:
image

2 Curtidas

Eu já tentei instalar o Linux num Galaxy Tab 2 p3110.
Consegui usar o Devuan Jessie por debootstrap e chroot on android.
Sinceramente não vi muita vantagem, já que usava uma ROM Android custom e funcionava bem.
Teria que configurar o wifi, touchscreen e não estava disposto a correr atrás de drivers proprietários…
Tudo isso com root.
Se quiser mostro fotos.

OBS: o meu dispositivo possui suporte oficial ao TWRP, algo essencial para tudo isso descrito acima…

2 Curtidas

Como disse o @gu_1, compensa mais você instalar uma custom ROM nesse tablet e continuar num Android, só que mais segurança.

Configurar Linux no tablet Android é um ■■■■ trampo porque há zero padronização nesse mundo:

A arquitetura do Android é baseada na bifurcação (pode-se também dizer copiar e colar) toda a base de código para cada dispositivo e versão do Android. E então trabalhar naquela versão independente, basicamente instantaneamente incompatível. Especialmente a adição de drivers específicos de dispositivo desempenha um papel importante.

Ou seja, cada telefone Android é uma distro Linux independente uma da outra. Nem o Linux de desktop consegue esses recordes de fragmentação.


Se estiver disposto:

O Root não vai ser no Linux (o root já tá destravado de qualquer jeito no Linux de desktop, na hora que você faz sudo qualquercoisa você tá usando root).

O root vai ser no dispositivo Android, que por padrão é feito para você só controlar o que interessa ao fabricante que você controle. O procedimento varia bastante de aparelho para aparelho, mas tem apps genéricos pra isso:

Com isso você vai ter acesso a porções normalmente “proibidas” do Android, como a partição do sistema pra fazer a substituição.

A partir daqui tem várias coisas que você pode fazer, como instalar ir atrás de uma Custom ROM pra ele ou, no seu exemplo, um Linux.

Sim, ele ainda tá sendo atualizado inclusive de forma não oficial pelo time UBPorts. Desde então tem inclusive surgido outras opções de Linux Mobile, como o https://postmarketos.org/

Siga as instruções nessa página aqui para ver se consegue preparar o telefone pra receber Linux. É meio longo e sem garantia de sucesso, mas pode ser um projeto estranhamente divertido para a quarentena, já que é praticamente um tablet “de sobra”.

Tá, mesmo pra instalar uma Custom ROM, preciso fazer root. Só que tô perdidinho aqui - no Windows é mais fácil, basta instalar um KingoRoot da vida e tentar. Acho que lá vou eu apelar pro dual boot.
Quanto ao Ubuntu Touch, ele não seria mais aplicável, já que é voltado a espertofones e tabletes?

custom rom não precisa de root
precisa apenas de um recovery personalizado

E usar o kingoroot não é seguro

Eu usei o magisk para fazer root…

Eu pesquisei aqui e não parece ter nenhuma custom pra esse modelo
acho que de qualquer forma vai dar um bom trabalho e tbm não parece ter nenhuma forma fácil de instalar um custom recovery nele

Precisa de root e de preferência bootloader desbloqueado.

pelo recovery n usa root pô

Eu achei algumas, mas beeeeem antigas

Para instalar o recovery, precisa de root.

Não. você desbloquea o bootloader e faz o flash do recovery via fastboot

1 Curtida

Se possui uma build oficial do Ubuntu Touch, acho legal sim.
Porém, caso contrário, não recomendo que o faça a não ser que seu dispositivo tenha um bom suporte e fontes acessíveis de seu kernel (pois terá que compilá-lo).

No caso bem provável de o que eu ter falado não se aplicar, uma custom ROM Android até mesmo mais recente poderá casar bem com ele. Isso porque, mesmo que seu dispositivo não tenha desenvolvedores ativos em comunidades como o XDA, é muito mais fácil compilar uma build da mesma utilizando o source da sua stock.

1 Curtida

Errado. O “root” (superuser) é um binário que é flasheado em um recovery customizado. A ordem normal do esquema é OEM Unlock > Custom Recovery > SU binary > SU client.

1 Curtida

Tanto que geralmente as custom ROMs não necessitam de root para serem instaladas, apenas do recovery. O root é um passo opcional.

1 Curtida

Há 6 anos pelo menos, quando eu mexia com isso, era obrigatório ter root.

1 Curtida

É o que eu sempre soube. Mas o que pesquisei no assunto é que root no Android é sempre feito pelo Windows ou direto no celular, em Linux tem pouquíssima coisa

Tenta usar o magisk pelo android adb

Não achei nenhum dos 2 no PAMAC…