Instalação do Microsoft Office e fontes do Windows no Linux

Também tive problemas com isso e não acertei resolver. :pensive:

A princípio achei que esse era um problema com as novas versões 4.x e 5.x do Wine, mas numa nova instalação do *ubuntu 18.04 com o Wine que vem nos repositórios oficiais da distribuição, a versão 3.0, tive o mesmo problema, o que é muito estranho, pois eu havia conseguido rodar o Microsoft Toolkit sem problemas nesse mesmo sistema operacional com essa mesma versão do Wine.

Como eu já terminei a universidade e não preciso mais lidar (pelo menos por enquanto… rsrsrs) com documentos do Microsoft Office, eu não me liguei mais nisso. Mas, de qualquer forma, quando quero testar algo, instalo o Microsoft Office 2013 numa instalação 32 bit do Windows 7 numa máquina virtual. 32 bit porque é para consumir menos recursos do meu computador, que já não é essas coisas.

Procurando por aí encontrei esse tutorial no Ask Ubuntu em que o cara recomenda instalar um pacote chamado Wine Gecko, que segundo ele é o que permite que seja acessado conteúdo online via Wine (como a janela de ativação do MS Office).

Pesquisando mais cheguei na página do Wine Gecko, na wiki do Wine e lá tem o pacote para download, porque pelo visto não está no repositório do Ubuntu. Pelo visto precisa ser compilado manualmente, o que não sei fazer. :confused: Aparentemente, eles ensinam como fazer no final desse README, dizendo que é só rodar o comando:

$ wine/make_package

Eu realmente não faço a menor ideia do que é isso, se roda isso do jeito que está aí no terminal ou se altera alguma coisa, se eu preciso rodar isso de dentro da pasta do pacote do Gecko baixado na wiki do Wine… Enfim, se isso te indicar alguma coisa, me diga aí que eu tento aqui haha aproveitar enquanto estou com tempo.

Já usei um MS Office sem ativar por muito tempo numa VM e nunca deu nada, nunca parou de funcionar. Será que desse jeito vai ser a mesma coisa? Em todo caso estou com uma mensagem aqui dizendo que preciso ativar até segunda-feira 11 de maio haha

Rapaz, quando o prefixo do Wine é criado pela primeira vez, normalmente o próprio programa Wine se encarregava de baixar e instalar o Gecko (substituto do Internet Explorer) e o Mono (substituto do .NET Framework). É, realmente, parece que essa nova versão que vem com o *ubuntu 20.04 não fez isso. Que gozado.

Bom, dê uma lida nessa tópico aqui: https://www.vivaolinux.com.br/topico/Wine-Wine-X-Cedega/Como-instalar-Wine-Mono-e-Wine-Gecko

A propósito, @almijr , é bom que você leia o FAQ do Wine, vai sanar muitas das suas dúvidas: https://wiki.winehq.org/FAQ

1 curtida

Instalei o Office 2007 via Wine para um parente. O Word e o Excel iniciavam de boas depois de instalar, mas o PowerPoint não. Lendo no WineHQ, a solução foi:

Nessa etapa, além do riched20, adicione gdiplus e inkobj.


Adicionalmente: site com backups de fontes do Windows: https://www.w7df.com/ (pegue o zip e, com o gerenciador de arquivos no modo administrador, crie uma pasta em /usr/share/fonts para jogar o conteúdo dele).

3 curtidas

Muito obrigado, @Capezotte, essa é uma grande contribuição para o tópico! :heart_eyes:

se seu wine já estiver instalado e funcionando, veja esse topico para o photoshop

1 curtida

Muito obrigado, meu caro! Vou olhar com certeza!

Olá, @Pablo8
Também sou professor de Matemática e utilizo o LibreOffice para elaborar minhas provas. Se tiver algum desses arquivos docx que você possa compartilhar para eu dar uma olhada, talvez possamos obter alguma solução juntos.

1 curtida

Que bom. Eu já utilizei o libre para digitar minhas provas (Ele é muito bom). O problema é quando tenho que conferir e acertar uma prova de outro professor (um prova que iremos disponibilizar junto para varias turmas) e depois, ainda enviar para a secretaria que também modifica a formatação para adequar a um padrão. Resumindo…

O documento vai passar e ser modificado por vários professores que utilizam os software da Microsoft. Eu sou o único que não utilizo.

Então ele chega em mim com esses problemas e possivelmente vai para o próximo com outros problemas que eu irei criar ao introduzir minhas mudanças.

Mas se ainda assim quiser algum exemplo de documento, me informe um meio para eu enviar até você.

1 curtida

Entendi o contexto agora. Realmente é ter mesmo o Office instalado. Acho que de todos o 2007 é o mais simples de instalar pelo wine.

1 curtida

O Microsoft Office (tanto faz se é o 2007, 2010 e 2013) em si pode ser instalado com tranquilidade. O que pega nas versões 2010 e 2013 é que, pra quem faz uso de ativador pirata, está impossibilitado de validar uma vez que o Microsoft Toolkit não está funcionando direito nesses últimos tempos.

Mas se você tem a versão original do Microsoft Office 2010/2013, vai estar tudo de boa para você

2 curtidas

Você sabe se tem diferença na escrita matemática do office 365 para esses 2007, 2013…

Pq eu só ia usar o office no documento que tenho que reenviar mesmo. Iria ser uma não na roda não ter que sair do Linux para entrar no W10 só pra ver isso.

Eu até compraria de boa uma licença dessa para não ter essa dor de cabeça. (Eu ja tenho a do 365, acredito que desses outros deva ser mais barato).

1 curtida

Eu tenho o Office 2007 instalado numa máquina virtual. Se você quiser é só mandar um arquivo gerado no 365 que eu abro aqui e vejo pra você se é 100% compatível. Pode mandar pro e-mail [email protected]

1 curtida

Por que você já não o instalou no seu sistema Linux através Wine? Ele é o mais fácil de instalar uma vez que você não tem que se preocupar em rodar ativadores, apenas em ter o serial em mãos.

1 curtida

Porque eu uso o LibreOffice, não utilizo o Office, então não preciso dele instalado no meu sistema. Como eu testo algumas distros no Virtualbox, também tenho o Windows 10 instalado lá.

1 curtida

Opa, fui ver agora, confundi você com o Pablo :sweat_smile:, ele sim que necessita muito da suíte de escritório da Microsoft.

2 curtidas

Eu estava dando uma olhada nas modificações das versões release candidate do LibreOffice 6.4.4 e tem muita coisa referente à compatibilidade com o DOCX.

Os desenvolvedores são competentes e dão atenção aos bug reports, ainda que sua solução possa vir a demorar, mas eles olham, sei disso por experiência própria.

É como falei lá atrás, você tem que reportar essas falhas para que os desenvolvedores do LibreOffice, muitas vezes eles não estão nem sequer cientes do problema! Já teve problema que reportei e eles já encontraram solução para colocar na versão seguinte do programa.

1 curtida

Resolvi virtualizar o W10 e o office365 em uma maquina virtual. (Meu PC é parrudo e aguentaria de boa e eu tenho o seria original dos dois).

Porém a sorte não está definitivamente comigo. Até instalo o virtualbox, mas ao abrir algum software ele trava.

Meu PC tem 16GB de ram, deixei 7 para a maquina virtual e 5 núcleos do meu i7. Ainda assim trava.

Uma atualização que infelizmente posso colocar no post de abertura deste tópico:

Encontrei um tutorial no YouTube que ensina a ativar o Microsoft Office sem ajuda de programa externo, eu o adaptei ao caso de um Microsoft Office instalado no Linux via Wine.

Abra o Regedit

wine32 wine regedit

É normal que demore um pouquinho.

Siga esse caminho: HKEY_LOCAL_MACHINE > SOFTWARE > Microsoft > Office > 15.0
Dentro dessa pasta 15.0, delete a pasta com o nome Registration ou Registro

Pode ser que continue aparecendo a janela com a mensagem “Assistente para Ativação do Microsoft Office”, mas basta apertar em “Cancelar”.
E também pode ser que, no título da janela do programa, fique com o nome “(Produto Não Licensiado)”, mas você não precisa se preocupar com isso.

Testei esse método num Office que acabei de instalar, verei como ele se comportará nas próximas semanas.

2 curtidas

Gente sou novo no mundo Linux e desculpe minha ignorância, mas se é tão importante assim utilizar esses softwares via Wine, não é melhor comprar o CrossOver?

Sei que o preço é salgado ($30 para versão única ou $50 para 1 ano de atualizações). Mas acho mais prático gastar esses R$150 e comprar uma licença do Office por R$50 (vendem um monte por aí, e é licença oficial).

O CrossOver já configura tudo sozinho não é? Tipo, sem dor de cabeça.

Sei lá, escrevi porque as vezes algumas pessoas não conhecem esse caminho.