Identificar cada partição de disco em um DualBoot, para saber qual partição é de qual sistema

Olá pessoal,
Estou com um problema no meu computador com dual boot (Elementary OS e Windows 10) e gostaria de pedir ajuda para identificar as partições de disco e saber qual sistema operacional está em qual partição. Recentemente, tive problemas com o Windows e decidi formatar a partição onde ele estava alocado para instalar outro sistema. No entanto, ao verificar as partições, percebi que o técnico que fez o dual boot não formatou completamente o computador antes da instalação. Parece que o antigo Windows (que eu já tinha antes do dual boot) está na mesma partição que o Windows atual. Como posso identificar corretamente as partições e deletar/formatar a partição onde o Windows está sem afetar o Linux?
para fazer isso eu utilizarei o gparted.
aqui tem uma imagem do gparted de como esta os particionamentos:

Olá.

percebi que o técnico que fez o dual boot não formatou completamente o computador antes da instalação.
[…]
Parece que o antigo Windows (que eu já tinha antes do dual boot) está na mesma partição que o Windows atual.
[…]
aqui tem uma imagem do gparted de como esta os particionamentos:

Vendo daqui parece uma instalação ok.
Um dual boot com Windows e uma distro Linux (Elementary, você disse?) ok.
(Parece até que criou duas partições de boot; uma para cada sistema: Windows e Elementary - e parece que cada sistema está mesmo usando a que foi designada).

De cima pra baixo, ou da esquerda pra direita:
. Partição de 100 MB, fat32 - parece ser a partição de boot do Windows;
. Partição de 16 MB, ?? - parece ser aquela partição que o Windows cria automaticamente;
. Partição de 878 GB, ntfs - parece ser o disco c: do Windows,
. Partição de 532 MB, ntfs - a outra partição criada automaticamente na instalação do Windows.
. Partição de 500 MB, fat32 - parece ser a partição de boot do Elementary,
. Partição de 983 GB, ext4 - parece ser a partição raiz do Elementary.

Senti falta de dois espaços não alocados. Um no início e outro no fim do dispositivo de armazenamento… Já que parece estar formatado com a tabela de partição gpt…
(Depois eu vou pesquisar isso… Não lembro de já ter visto algo parecido… Ou então alguma boa alma vai dar uma explicação aqui 0:-) ).

*Sobre o que eu disse das duas partições que são criadas automaticamente na instalação do Windows: só é válido isso que eu disse numa instalação gpt/uefi… Numa instalação mbr/bios eu não lembro quantas partições são criadas. Acho que uma a menos. Não tenho certeza. Se for isso, não sei qual o tamanho.

Minhas perguntas:

  • O que parece errado nesse dual boot, olhando dai de onde você está?
  • O que te faz ter a percepção de que “o antigo Windows (que eu já tinha antes do dual boot) está na mesma partição que o Windows atual”?
  • Você não quer mais o Windows instalado? Vai fazer dual boot entre distros Linux?
  • Isso aconteceu mesmo? Um técnico fez o dual boot pra você? Digo, você foi numa loja, e lá o pessoal te ofereceu esse serviço de instalação de distribuição Linux? Por favor, fale mais sobre isso. (Não diga o nome da loja, nem da pessoa, nem da cidade onde isso aconteceu… Por segurança).

gostaria de pedir ajuda para identificar as partições de disco e saber qual sistema operacional está em qual partição
[…]
Como posso identificar corretamente as partições e deletar/formatar a partição onde o Windows está sem afetar o Linux?

Acredito que se excluir as quatro primeiras partições (de cima para baixo ou da esquerda para a direita - na imagem do gparted) a distro Linux não será afetada.

Vê as fechaduras nas duas últimas partições na imagem do gparted?
Significa que você não pode mexer nessas partições, pois estão montadas. Estão em uso.
E como você estava usando o Elementary instalado no seu computador, para usar o gparted, essas são as partições do Elementary.
As coisas poderiam ficar um pouco mais complicadas - para identificar partições usadas em um ou em outro sistema - se tivesse um disco d: no Windows, ou equivalente a isso feito a partir do Linux. Mas parece que não tem isso por aí.

Ah! Mas não faça nada ainda! :no_entry_sign:

Você tem arquivos importantes onde o Windows está?
Se sim, tem backup desses arquivos importantes num outro dispositivo de armazenamento?
Se não tiver, providencie.

É recomendável ter backup antes de começar a excluir partições assim, sabe?
Aproveite e faça o mesmo com arquivos que estiverem na partição do Elementary.

[edit]
Ao apagar uma partição, os dados contidos nela serão apagados também. Ponto.
Falo isso não necessariamente para você. Falo para alguém que vier consultar esse tópico… Alguém com pouco conhecimento sobre essas coisas…

Há formas de recuperar arquivos apagados. Mas são formas trabalhosas. E nem sempre 100% eficazes.
[/edit]

[edit2]
Se for excluir as quatro partições que parecem ser do Windows, para depois reinstalá-lo… Antes de iniciar a nova instalação você deverá - através do gparted no Elementary - criar uma partição de 100 MB em fat32 com as flags “boot” e “esp” no início do espa de armazenamento.

Caso não faça isso, é bem possível que o Windows use aquela partição de 500 MB de boot do Elememtary como sua partição de boot. Ao invés de criar sua própria partição.

Isso já aconteceu comigo. Quando eu estava testando se dava pra instalar o Windows no início do armazenamento após já ter uma distro Linux já instalada no final.

A parte ruim é que vai ter aquela partição de 500 MB no meio do espaço de armazenamento. Daí você não poderá (ou pelo menos será mais complicado) aumentar ou diminuir as partições livremente…
O Windows costumava criar as partições no início do armazenamento… Parece que depois de alguma versão - não sei dizer qual - passou a deixar essa de 500 MB no fim
[/edit2]

1 curtida

bom sua explicação já me ajudou a entender algumas coisas que eu ainda não sabia.
respondendo suas perguntas.
Eu nunca tive estudado sobre dualboot, comecei após ver um vídeo sobre o assunto, então eu não sei se realmente tem algo de errado, porem ao abrir as opções de boot sempre me apareceu as opções: 1 - elementary os, 3 - windows 4 - windows, como na imagem abaixo


sabendo disso, um dia desses eu observei melhor essas opções de boot, e comecei a pesquisar para entender. decidi fazer um teste e entrar na segunda opção do windows e percebi que ali tinha todos os arquivos que eu tinha antes de levar o PC no técnico, dai decidi fazer um teste e criei uns arquivos aleatórios e excluir outros para ver se aparecia no boot do outro windows que eu estava utilizando, e isso realmente aconteceu. depois disso eu testei outras coisas ainda e percebi que na segunda opção do windows, tinha certas ações que eram bloqueadas de fazer, dizendo que precisava de permissões de um administrador. sabendo disso eu associei essa informação com a primeira opção do windows, pensando que esse administrador seria no caso o usuário da primeira opção de boot do windows. conseguiu entender? isso fez com que eu pensasse que pudesse ter algo que o técnico fez de errado.

Eu realmente não to mais querendo utilizar o windows, eu venho a um tempinho tendo alguns problemas com o windows que não me ocorrem no linux, e isso me fez utilizar mais o linux do quer o windows, até chegar a esse ponto de querer remover o windows para instalar outro sistema, porem ainda estou em duvida de qual sistema eu irei escolher, mas estou querendo testar o windows 11. então eu tenho em mente de trocar do win. 10 para o 11.

bom vou explicar como ocorreu essa ideia de fazer dual boot. Eu curso Ciência da Computação e nesse ultimo semestre eu comecei a estudar sobre sistemas operacionais e percebi o quão interessante é o linux, pois eu nunca tinha ido atras de buscar conteúdos sobre linux e sistemas operacionais num geral. Durante minhas aulas comecei a utilizar a distro mint que tinha instalada no PC. Por ter pego o gosto de linux, decidi fazer isso em meu computador pessoal e testar outras distro, que nesse caso foi o elementary os, mas como eu ia fazer dual boot? com essa pergunta eu decidi levar em um técnico, para não fazer cagada, e também, já aproveitar e instalar um ssd que meu computador ainda não tinha. Então no final disso, foi eu que procurei por um técnico que saberia fazer dual boot.

só para finalizar tudo de importante que eu tenho no windows, já fiz um backup, para garantir, pois antes de vir aqui no fórum, pensei em fazer sozinho.
por fim, eu ainda não compreendo muito bem sobre essas de Sistemas de arquivos (fat32, ext4, ntfs e por ai vai…). teria alguma recomendação para mim ler/ver para compreender melhor? o único conteúdo que eu vi sobre foi no canal do diolinux. talvez se existir uma documentação especifica disso seria bom para mim.

1 curtida

Eita!

Tem a imagem que mostra um “sdb2” e tem essa parte no seu comentário:

já aproveitar e instalar um ssd que meu computador ainda não tinha.

… então parece que você tem mais de um dispositivo de armazenamento aí.
Agora compreendo a parte do:

percebi que o técnico que fez o dual boot não formatou completamente o computador antes da instalação.

Você parece ter um nvme de 2TB (aproximadamente) e um outro dispositivo de armazenamento.
É isso mesmo?

Que segundo armazenamento é esse? Pode enviar print no gparted dele?
O outro Windows que você mencionou pode estar aí.
Tem mais algum outro dispositivo de armazenamento interno no seu desktop/notebook, além desses dois?

Se tiver um Windows nesse segundo dispositivo de armazenamento - e você não tiver mais nenhum arquivo importante exclusivamente nesse dispositivo - é seguro apagar as partições do Windows desse armazenamento.

Aí depois é só rodar um comando no terminal de atualizar o Grub no elementary OS…

sudo update-grub
Ou
sudo update-grub2

… que essa segunda entrada no grub referente ao Windows antigo desaparecerá.
Ou assim eu espero. Se essa entrada não desaparecer após isso, há outras coisas que podem ser feitas.

Você acreditaria se eu dissesse que pensei em perguntar sobre isso, mas depois descartei essa ideia?
0:-)
Que pensei em perguntar se havia mais de um dispositivo de armazenamento no seu desktop/notebook?

Então no final disso, foi eu que procurei por um técnico que saberia fazer dual boot.

Legal. \o/
Você procurou por um técnico para fazer dual boot. Você o encontrou. E ele executou o serviço.
Legal. \o/ (2)


teria alguma recomendação para mim ler/ver para compreender melhor? o único conteúdo que eu vi sobre foi no canal do diolinux. talvez se existir uma documentação especifica disso seria bom para mim.

=] hehe
Por acaso eu conheço essa coletânea aqui (que soube - de fonte segura - que está para ser atualizada em breve):

Sobre partições e sistemas de arquivos, você pode consultar o item:

  • 2.1.3. Partições de Disco e Sistemas de Arquivos

Nesse item também é abordado o tema “tabela de partição”.

Eu nunca tive estudado sobre dualboot, comecei após ver um vídeo sobre o assunto

Sobre isso tem alguns tópicos aqui no fórum que você pode consultar.
Mas não acredito que a teoria pode substituir a prática.
No meu modo de ver as coisas, teoria e prática são complementares.

Você pode dar uma pesquisada por “dual boot” aqui na ferramenta de pesquisa do fórum, pra ver os problemas que o pessoal enfrenta. Ver porquê os problemas aconteceram, como corrigi-los e consequentemente como evita-los.

Esse post, por exemplo, alerta sobre separar as partições de boot e porque pode ser um problema não separar:

E reforço a parte de instalação de Windows após já ter uma distribuição Linux no espaço de armazenamento:

… para o caso de você deciddir instalar o Windows 11.

bom, eu esqueci desse detalhe, mas sim, o técnico não “me obedeceu” kk
eu pedi para retirar o hd e deixar apenas o ssd. e no final das contas ele não fez isso, mas eu decidi deixei quieto e seguir a vida.
e bom, eu olhei aqui e mostra que eu tenho 3 partições, alem daquela que eu mandei na resposta anterior, onde mostra o nvme. Essas partições são as a seguir:

qual você me recomenda apagar as partições?

obrigado pelas recomendações, vai ser muito util.

1 curtida

Um modo de reunir todas as informações, de todas as partições existentes em todos os dispositivos, é usar o comando lsblk (de preferência com sudo, ou como root), a partir de sua distro Linux. – Fica até mais fácil copiar a salvar como texto:

# lsblk -o name,mountpoint,label,fstype,size,fsavail,fsused,FSUSE%,uuid
NAME    MOUNTPOINT                  LABEL     FSTYPE   SIZE FSAVAIL FSUSED FSUSE% UUID
sda                                                  447.1G
├─sda1  /boot/efi                   EFI       vfat       2G      2G  35.6M     2% 7A0B-66E....
├─sda2  /run/media/flavio/Linux1    Linux1    btrfs     50G   17.1G  29.9G    60% e93c93ad-...
├─sda3  /                           Linux2    ext4      30G   12.6G  15.3G    52% 54f072c0-...
├─sda4  /run/media/flavio/Linux3    Linux3    ext4      30G   14.7G  13.2G    45% fc576ba0-...
├─sda5  /run/media/flavio/Linux4    Linux4    ext4      30G   12.2G  15.6G    53% ff537725-...
├─sda6  /run/media/flavio/Linux5    Linux5    ext4      30G   13.6G  14.2G    48% e9bc1bdf-...
├─sda7  /run/media/flavio/Linux6    Linux6    ext4      30G   18.5G   9.3G    32% c5382186-...
├─sda8  /run/media/flavio/Home1     Home1     xfs       15G    6.3G   8.7G    58% ffd244bc-...
├─sda9  /home                       Home2     ext4      15G    3.7G  10.2G    69% 5737d3f8-...
├─sda10 /run/media/flavio/Home3     Home3     ext4      15G      8G   5.9G    40% 1eb92b4b-...
├─sda11 /run/media/flavio/Home4     Home4     ext4      15G    6.2G   7.7G    52% 727546b6-...
├─sda12 /run/media/flavio/Home5     Home5     ext4      15G    8.6G   5.3G    36% 93cfce0e-...
├─sda13 [SWAP]                      Swap      swap      11G                       a6bc03e6-...
├─sda14 /run/media/flavio/Home6     Home6     ext4      15G    9.2G   4.7G    32% c82ea2d1-...
└─sda15 /run/media/flavio/Warehouse Warehouse ext4   144.1G   86.4G  47.1G    33% a192c2f3-...
sdb                                                  447.1G
├─sdb1  /run/media/flavio/Linux7    Linux7    ext4      30G   15.9G  11.9G    41% 78220386-...
├─sdb2  /run/media/flavio/Linux8    Linux8    ext4      30G   11.9G    16G    54% be6a47ed-...
├─sdb3  /run/media/flavio/Linux9    Linux9    ext4      30G   15.9G    12G    41% 77670fae-...
├─sdb4  /run/media/flavio/Linux10   Linux10   ext4      30G   10.6G  17.2G    59% d95f77d3-...
├─sdb5  /run/media/flavio/Linux11   Linux11   ext4      60G   32.5G  23.6G    40% 58f196fa-...
├─sdb6  /run/media/flavio/Linux12   Linux12   ext4      30G   19.1G   8.7G    30% 81d7d31c-...
├─sdb7  /run/media/flavio/Home7     Home7     ext4      15G   10.1G   4.5G    31% 54151423-...
├─sdb8  /run/media/flavio/Home8     Home8     ext4      15G    9.8G   4.1G    28% 9c985f7f-...
├─sdb9  /run/media/flavio/Home9     Home9     ext4      15G    7.1G   6.8G    47% 3a41a158-...
├─sdb10 /run/media/flavio/Home10    Home10    ext4      15G    7.2G   6.7G    46% 0324be6b-...
├─sdb11 /run/media/flavio/Home11    Home11    ext4      15G    8.1G   5.8G    40% 49387323-...
├─sdb12 /run/media/flavio/Home12    Home12    ext4      15G    8.3G   5.6G    38% 73f1fe8c-...
├─sdb13 /run/media/flavio/Linux13   Linux13   ext4      30G   16.7G  11.1G    38% b7445b86-...
├─sdb14 /run/media/flavio/Sites     Sites     ext4       2G  630.7M   1.2G    62% aa76e322-...
└─sdb15 /run/media/flavio/Works     Works     ext4       2G    1.8G    24K     0% fb187fcb-...

Para uma comparação com o GParted:

As partições que “fazem parte” do sistema (em uso, no momento), estão montadas em /boot/efi (em outra distro, pode ser /boot/EFI), além da / (“raiz” do sistema), a /home, e a [SWAP], no meu caso específico.

Para as partições que “não fazem parte” do sistema em uso no momento, os pontos-de-montagem (mountpoints) variam, conforme a distro. – Algumas distros usam /run/media/$USER/, enquanto outras usam /media/$USER/.

Nas partições que não estão montadas, não será exibido nenhum “ponto-de-montagem”.

(Abreviei os identificadores UUID, por não serem necessários aqui).

Um recurso que pode ser útil, é você montar cada uma das partições e “olhar” o que existe nelas – de preferência, exibindo “data” e outros detalhes.

Um recurso que facilita muito a minha vida são os Rótulos (Label) – que podem ser aplicados a partições já existentes. – Ficará mais fácil identificá-las.

Nas partições que já têm “nome”, não precisa aplicar “Label”. – Aplicar Rótulo não prejudicava o antigo Windows XP – mas não posso afirmar nada, no caso do Windows 10.

Em geral, eu uso partições ext4 para todas as minhas distros e suas respectivas /home – e também para minhas partições de documentos, p.ex.: Warehouse, Works, Sites.

(Quando eu ainda tinha Windows, usava uma partição com Label “E” para os sites, e uma partição com Label “F” para os demais documentos – ambas em NTFS, se não me engano – de modo que também podiam ser lidas e gravadas pelo Windows).

Apenas para o openSUSE, desde 2017 uso a partição / em BtrFS – com direito a “instantâneos” (Snapshots), para “voltar atrás” (Rollback), caso alguma atualização quebre o sistema – e a partição /home em XFS.

Nunca tive qualquer problema com BtrFS ou XFS, nesses 7 anos – mas muitos ainda consideram esses formatos não 100% “maduros”, não sei porquê.

Até hoje, evitei usar BtrFS em mais alguma distro, porque isso dificulta “olhar de fora”. – Quando estou usando openSUSE, consigo ver todos os arquivos de sistema, nos lugares onde se espera que estejam. – Mas quando olho a partição do openSUSE a partir de outra distro, é muito difícil encontrar certas coisas, pois na realidade estão em alguma subpasta da pasta /.snapshots… que aparece vazia:

Ora, muitas vezes uso uma distro para “corrigir” alguma coisa nos arquivos de sistema de outra distro (com muito cuidado, claro) – mas isso pode ser muito difícil, numa partição BtrFS.

Quanto às suas partições do Windows, não posso ajudar, pois parei no Windows XP – e mesmo esse, deletei há muito tempo. – Mas você pode montá-las, examiná-las no Gerenciador de Arquivos

2 curtidas

Este tópico foi fechado automaticamente 3 dias depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.