Há como recuperar um HD de badblock físico?

Acho que minha dúvida está descrita no título.

Tenho em mãos um Samsung ATIV Book 2 (2015) que possui um HD interno de 500GB.
Ele andou passando por fora do notebook, e derrubaram.
Basicamente, acredito que está com badblocks físicos.
Tem como recuperar?
Não tenho acesso ao Windows 10 nele instalado. A inicialização dele está quebrada, e com o LiveCD do W10 no “Reparo de Inicialização” ele fica num loop infinito.
Alguma ideia?

Ha dados pessoais no HD? Você tem backup deles? Se não é a primeira coisa que você deveria fazer. Já é um teste para ver se o HD tem futuro, se você conseguir ler os dados dele provavelmente vai poder recuperar.

Quanto ao Windows, improvável já que nem o Live-CD consegue recuperar, a história seria outra se você tivesse um backup total (imagem da partição).

Formatar em BTRFS costuma dar uma pequena sobrevida, já funcionou pra mim algumas vezes.

Recupere os dados importante e jogue o HD fora.
O fabricante deve ter software de recuperação do HD mais você usar um HD com badblock pode voltar o problema e voltar a dor de cabeça em dias.
Recuperar dados de HD com badblock não é para leigo precisa estudar bastante.
Leve em uma assistencial técnica.

Primeiro: recupere as informações, as mais importantes primeiro. Cada minuto ligado aumenta a chance de mais um badblock. Recomendo usar um programa de cópia específico que pule para o proximo arquivo no caso de um erro, não tente recuperar nada nessa fase. Eu uso o Krusader (aprenda a mexer nele antes de tentar recuperar o arquivos). No Windows eu uso o FreeFileSync.

Segundo: tente criar uma imagem inteira do disco com programas específicos para recuperação de HD.

Terceiro: Faça aquele processo chato de tentar recuperar o hd e ficar com ele ligado dois dias para formatar, se você e o HD aguentarem!

Eu aconselharia também durante o processo de cópia/recuperação dos dados, montar em modo leitura apenas.

agora, quanto a reutilização do HD, se você conseguir formatar, fique de olho nos blocos defeituosos via S.M.A.R.T. eles não podem estar aumentando, se estiverem, toca no lixo mesmo…

Agora, se eles não aumentarem, fique feliz, não precisa descartar o HD, mas infelizmente não será tão simples reutilizar esse HD de forma segura, não confie apenas numa formatação em BTRFS pois você poderá ter uma surpresa ruim.

BTRFS só protege contra dead blocks e outros defeitos do HD em RAIDs 1 ou com alguma sorte com dados e metadados duplicados no mesmo HD (ideia ruim), eu pessoalmente só recomendo para RAID 1 com pelo menos 1 HD saudável e tantas cópias de dados e metadados quanto dispositivos no array, até o máximo suportado que são 4 cópias atualmente, de qualquer outra forma você corre um risco enorme de apenas saber quando o arquivo está corrompido sem ter uma versão sã para substituir a versão corrompida do bloco.

Resumindo, Não use este HD mais sozinho para dados sensíveis, apenas em setup similar a RAID 1 em BTRFS/ZFS. Eu sei parece inútil, mas pelo menos você vai acelerar a leitura destes dados! :slight_smile:

Mesmo assim, observe diariamente seus HDs, e utilize a funcionalidade scrub do sistema de arquivos para verificar e corrigir possíveis blocos defeituosos em um dos HDs no RAID. E sempre tenha backups, não considere sob hipótese alguma esse RAID um backup.

1 Curtida

Como eu disse: (20chars)

Não disse que usar BTRFS não pode dar uma sobrevida ao HD, honestamente não sei se iria durar mais apenas por formatar em BTRFS, apenas alertei para o fato de que apenas formatar em BTRFS não vai tornar o HD confiável para dados sensíveis, pelo menos não mais do que qualquer outro sistema de arquivos com journaling.

No máximo ele irá saber que um arquivo foi corrompido em alguma parte mas não será capaz de reparar o problema pois o sistema de arquivos não terá como descobrir o estado original do arquivo já que hashes não são reversíveis de forma prática.

Torno à enfatizar:

Não faz sentido argumentar com um longo texto sobre algo que já está escrito no tópico em poucas palavras.

Ai que está. Acho que houve um mal entendido. O que eu falar sobre a confiabilidade de apenas usar BTRFS out-of-box tem a ver com você falar sobre sobrevida usando BTRFS? Confiabilidade != sobrevida.

Provavelmente você não deve conhecer o significado das palavras que eu usei, clica nos links que vai te ajudar.
Pequena sobrevida = Não há confiabilidade, pois vai durar pouco tempo.

Acho que está ai a confusão. Pelo menos para mim, na definição de sobrevida que você passou inclusive, não entendi como sendo algo com confiabilidade ou duração especial, para mim significa que vai durar mais tempo do que o esperado, apenas isso. Até porque falar de “expectativa de vida” de um HD é complicado, tenho 2 HDDs nesse estado desde que comprei a 2 anos.

Por isso minha resposta ao colega, pois realmente um HDD na sua sobrevida pode ser tão confiável quanto um HD saudável, e durar muito até, nas condições certas.

E como muita gente associa BTRFS a proteção de dados eu tomei o cuidado de explicar que feito da forma errada, essa sobrevida não vai ser mais confiável que com qualquer outro FS, mas se feito da forma certa, é possível integrar o HD em um sistema de produção de forma tão confiável quanto um HD normal.