Em um futuro próximo poderemos ver uma crescente de softwares maliciosos (vírus) no Linux?

Hoje em dia já existem softwares maliciosos presentes no Linux, mesmo que raros, eles existem. Mas uma preocupação que eu venho tendo, é que com a popularização que o Linux vem ganhando nesses anos, e provavelmente vai continuar ganhando nos próximos, os desenvolvedores que antes só viam o Windows como uma boa plataforma para destribuir esses softwares maliciosos, passem a ver o Linux tambem como uma opção, e que isso aumente muito o numero de softwares maliciosos presentes nos sistemas operacionais de base penguim.

Acho que o Linux ainda tá bem longe da “massa crítica” necessária para ter malwares frequentes. Dependendo de quem está contando, o macOS tem 5 a 10 vezes mais usuários que o Linux tanto no Brasil quanto no mundo em geral e só nos últimos anos que o Mac tem se tornado um alvo “prioritário” dos criadores de malware.


Agora, se o Linux de desktop finalmente chegar a essa massa crítica, não duvido, especialmente quando tem uma engenharia social. User Account Control, Gatekeeper, repositório e sudo não significam muita coisa quando você consegue convencer o usuário a confirmar a permissão de execução e dar a senha dele.

3 Curtidas

Cara, voce tem razao, hoje mesmo eu estava imaginando como seria se o linux e o windows “trocassem de lugar” sabe? E, nao tinha pensado nisso.

1 Curtida

com certeza, e, honestamente, acho que será um desastre (pelo menos se continuar com as configurações atuais)

1 Curtida

Continua do mesmo jeito a anos, as distros linux sairam de 0,01% a 3% e nada mudou

Popularidade é um dos fatores, mas não é nem o top 3 dos principais:

  • O Linux usa um meio diferente de executar programas, sendo assim você precisa não só dar permissão pra executar, quanto dizer explicitamente pro sistema que é pro Linux executar ele

  • As distros Linux geralmente não trazem o usuário administrador por padrão o que impede a maioria dos ataques, ainda que passe da primeira “fase” o malware a menos que consiga explorar uma brecha do kernel, vai se limitar a ser um greyware ou um ransonware

  • O usuário das distros linux geralmente tem o “desconfiometro” ligado e isso está diretamente ligado a primeira

Sendo assim, a quantidade de malware até pode aumentar, mas a efetividade dos ataques continurará baixa… se não fosse um detalhe, cada dia que passa os usuários Linux estam cada vez mais descuidando com a segurança acreditando que apps em sandbox resolvem as questões de segurança… se isso continuar, realmente vai ser um problema

2 Curtidas

Realmente você trouxe bons pontos, mas eu me preocupo com os usuários Linux que já estão a muito tempo na plataforma, e que não estão acostumados a terem uma preocupação com esse tipo de coisa.

Se adotarem uma filosofia semelhante ao Android é possível que sim.

1 Curtida

Acho que os usuários que estão a mais tempo na plataforma são os que mais se preocupam com isso (segurança), hoje mesmo na parte da manhã estava olhando a página de segurança da minha distro, e o fator segurança para mim é o que vem em primeiro lugar, não a ponto de ser paranóico e colocar o OpenBSD como desktop.
Sempre que posso rodo o spectre-meltdown-checker e verifico a quais CVES estou vulneravel, hoje só tenho problemas com smt pois não desabilito por questões de desempenho na minha máquina.

3 Curtidas

Alguns detalhes pra se refletir sobre esse assunto:

1 Curtida

Os primeiros ataques que irão acontecer com frequência é com comandos o tal do copiar colar dar sudo e enter sem ler o comando ^^.
Quando esse dia chegar vai ser louco o numero de gente chorando ^^.

4 Curtidas

Bem lembrando. A execução de comandos sem ter uma noção profunda do que eles fazem é um perigo. Esse tanto de tutorial internet à fora ia ser o terror de muita gente.

2 Curtidas

Atualmente muitos usuários Linux tem tido problemas com suas distribuições exatamente por terem copiado e colado comandos de tutoriais de internet sem saber exatamente o que eles fazem. Imagine quando o Linux se popularizar, vão aparecer vários scams via zapzap ou e-mail explorando isso.

3 Curtidas

Nas versões mais recentes do fedora alguns diretórios e comandos só podem ser acessados pelo root, mesmo com sudo não é possível. Daí já é um pouquinho de segurança a mais.
Confinamento SELinux

1 Curtida

Verdade, cara, eu crio um usuário meu e outro pra minha irmã, pq as vezes ela mexe no meu pc.

3 Curtidas

O bloqueio de acesso só resolve para impedir que usuários não autorizado faça o que não esta autorizado.
No caso quem é o portador da conta root isso adianta nada já que ele é o portador de todo o acesso de tudo do sistema.
Tipo eu tenho root e sudo configurado a que e se a minha irmã tentar modificar alguma coisa não vai conseguir.
Já eu posso fazer o que eu quiser.
Se eu quiser pegar um comando destrutivo na internet nada vai me impedir de rodar.
Já a minha família não vai conseguir.
Esses bloqueio de permissão só serve para bloquear pessoas não autorizadas.
Bom esse o root não consegue rodar.
rm -f /
Mais eu já tentei este.
rm - r /
Começou a deletar a minha pasta pessoal e eu dei Ctrl+C.

2 Curtidas