Diolinux Start me up - Uma ideia de projeto pra ajudar a comunidade linux

Aviso


Isso é apenas uma proposta de projeto, não é até o presente momento endorsado por @Diolinux ou qualquer pessoa associada ao projeto

Introdução

Estava eu assistindo esse pitch do sharktank e achando admirável o projeto do cara, foi então que eu me lembrei de ter visto algo vagamente parecido, foi então que eu me lembrei de uma pequena frase nesse post do @Dio (ou outro membro da equipe, não importa):

  • Um local onde novas empresas e startups sejam criadas;

E eu pesquisei, foi no Diolinux Play, no Discord, no Canal, no Blog e não vi nada a respeito, pelo menos não de forma direta (o mais próximo é o finado Digital Jobs), por não achar nada e por achar que o “mercado linux” tem o mesmo potencial que o de jogos, eu fiquei pensando sobre até chegar no ponto atual

Por que?

O Brasil é sub servido de tecnologia nacional e nós temos um grande potencial, a linguagem Lua é um ótimo exemplo, todo mundo que joga já usou ela sem saber, o Synaptic, famosa interface gráfica pro APT também é brasileiro, parece que o Brasil perdeu a magia, ok, eu sei tem o BigBash View e suas ferramentas, o Konsole do Tomaz e por aí vai, mas e aquela magia? Fora do Brasil tá pipocando de soluções FOSS comerciais para e usando Linux, porque aqui não? Bom eu levantei alguns pontos:

  1. Falta de motivação
  2. É custoso
  3. No Brasil é difícil conseguir divulgação ao mesmo tempo que valida o produto

E por aí vai, não é meu objetivo explanar o maior número possível, só mostra que existem impecilhos

Mas como?

Não creio eu que exista uma fórmula, mas com certeza dá pra melhorar a situação após analisar dezenas de formatos eu imagino ter chegado ao formato “master”, eu imaginei que o estilo rodadas se enquadra melhor:

Rodada 1 - Cadastro

Aqui poderia ser feito um post especial onde nos comentários cada competidor lança seu projeto com uma descrição simples mostrando a ideia do projeto (templates podem ser providenciados), poder ser limitada por data ou por quantidade, podendo ou não ser cobrada uma taxa de participação

Rodada 2 - Eliminatórias base

Aqui a página anterior é fechada e uma votação com o link para a descrição de cada projeto é criada, os mais votados passam pra próxima fase, essa rodada vai servir pra evitar gastar energia com um pitch

Rodada 3 - Os Pitches

Aqui cada projeto monta seu pitch em um post (temos uma ótima oportunidade de vender um curso sobre como fazer um pitch no Diolinux Play), um pitch nada mais é que uma apresentação que descreve todo o projeto com detalhes relevantes

Rodada 4 - A votação final

Similar a rodada 2 mas os usuários não vão votar na ideia mas sim no projeto em si

Rodada 4.5 - O parecer técnico

Aqui a própria equipe Diolinux pode ter um voto de peso maior pra casos de projetos impossíveis

Rodada 5 - O incentivo financeiro

Aqui o vencedor ganha um pequeno prêmio em dinheiro (simbólico como 150 reais por exemplo) para desenvolver o projeto (ok, eu sei é pouco mas antes se tinha nada), obviamente teria um prazo (por exemplo, 6 meses)

Rodada 6 - A implantação

Aqui o projeto começa a ser desenvolvido sabendo que existem pessoas interessadas no projeto (o que evitaria desistência), ao mesmo tempo que poderia receber mentoria da equipe @Diolinux

Rodada 7 - Divulgação

Com o projeto feito, o @Dio poderia fazer uma “Semana do projeto X” com divulgação no canal YouTube, Instagram, Twitch, Blog, post destacado no fórum etc… em troca o projeto divulgaria em suas mídias sociais os post do projeto Diolinux (a forma pode e deve ser discutida caso aceitem o projeto), ao mesmo tempo que caso vire uma startup dê preferência aos membros do Projeto Diolinux nas rodadas de captação

Rodada 8 - O inicio

Basicamente volta até a Rodada 1

Por que eu não tomo a iniciativa?

Bom, isso exige estar no controle de uma plataforma ativa, ter canais suficientemente grandes de divulgação e uma equipe multidisciplinar de mentoria… basicamente tudo que eu não tenho

Conclusão

Na minha visão isso seria um projeto onde tanto o Diolinux quanto os envolvidos ganham, além de poder ajudar a mudar a realidade brasileira tanto no tocante a desenvolver mais soluções para (e usando) Linux quanto atiçar o espírito empreendedor brasileiro, e aí, o que acham?

7 curtidas

Acho que essa frase foi do post que fizemos quando mudamos um pouco das diretrizes do fórum, há alguns anos.

Sinceramente, eu gostei bastante da ideia. :slight_smile:

Vamos ter que pensar em como isso pode ser feito de uma forma realmente eficiente, quem sabe com algum patrocinador para poder engordar o prêmio do vencedor.

Mas por hora, é importante recomendar que as pessoas exibam seus projetos na sessão Mural de empregos e Eu que fiz! , é uma forma muito simples de divulgar essas iniciativas e fazer com que mais pessoas tenham conhecimento sobre o que está sento feito. Se não conseguirmos nem isso, fica difícil fazer algo mais.

Obrigado pela contribuição @Natanael.755 :facepunch:

8 curtidas

Fico feliz em saber disso :slight_smile:

Se ver que eu posso ajudar só entrar em contato

A divulgação já é de grande valia o prêmio pelo menos a priori pode ser menor, uma rodada de teste antes de tentar encontrar patrocínio poderia ser um boa, o que acha?

De fato, só que eu posso ter entendido o conceito errado, mas isso me parece mais pra projetos já validados, especialmente a Eu que fiz!


Abraço

3 curtidas

Até que não, sabe? O preceito básico é ter sido você que fez hehe.

Mas no caso do Mural de empregos em especial, esse tem um imenso potencial. Pessoas anunciando seus currículos ou serviços, ou mesmo procurando por freelancers ou algo assim. Acho que temos que divulgar ele mais. :slight_smile:

1 curtida