DeskMini UM700 é o mais novo computador com Manjaro de fábrica

https://diolinux.com.br/tecnologia/deskmini-um700-com-manjaro.html

A Minisforum, uma fabricante de minicomputadores anunciou recentemente o DeskMini UM700 que oferece um hardware poderoso com o Manjaro de fábrica!

7 curtidas

Eu tenho muita vontade de ter um mini-PC desse, de trocar meu PC gigante por algo pequeno assim pra trabalhar (programação), esse tipo de PC cai como uma luva

1 curtida

Bela máquina… pelo câmbio daria um preço razoável (por volta de R$ 3 mil). Mas aqui vão meter a faca e cobrar uns 8 (independente dos impostos, pq esse preço lá fora inclui impostos tbm)

1 curtida

Aqui é % + % por isso tudo fica super caro.

Exemplo simples 20% é menor o valor que 10% + 10%:
20% de 100 = 120.
10% de 100 = 110 + 10% de 110 = 121.

Aqui tem um monte de % + % + % + % + %… fazer oque…

E sim, excelente máquina!

Sim, eu sei que aqui há impostos em cascata. Mas tem uma “lenda urbana” que imposto sobre valor agregado = sem imposto. Não é bem assim…

1 curtida

Esses mini pcs com linux nada mais são do que um intel nuc customizado

1 curtida

A questão não é só esta.
Infelizmente, me esqueci da fonte, mas teve alguém que explicou muito bem como era o problema, do ponto de vista mercadológico.

Em termo macro, somos uma economia muito fechada, grande, mas não gigante. Aí é a “questão Tostines” que já vem a bordo sobre sermos uma economia fechada por ser isolado e tal…
Aí já começam os problemas: frete para o Brasil é caríssimo. E a gente exporta pouco, então quase sempre tem que cobrir as “duas pernas”. Diferentemente de outros países em que você desembarca peças aqui e tem um computador montado para levar para outro lugar, pegando um exemplo de TI.

Segundo problema: instabilidade cambial. Ninguém sequer abre um negócio se lá no estudo de viabilidade não trabalhar com um câmbio médio muito acima do oficial. Na época que o dólar era 3 ~4 reais, ouvi falar que esta banda, conforme a empresa, era de 6 a 7. E isto para poder absorver as oscilações e cobrir um período em que, necessariamente, você vai trabalhar no prejuízo no Brasil.

Por fim, não bastassem estes dois problemas, caímos na questão dos tributos. Pagamos muito caro sobre TI, que deveria ser encarado como bem essencial. O modelo de tributação, desconto por fora (para maquiar alíquota), e custos em cascata comprometem nossos preços.
Os poucos que sobrevivem, além de heróis, têm como prêmio um mercado pouco disputado, permitindo, portanto, ainda trabalhar com margens de lucro acima de outros mercados.


Sobre a máquina em si, particularmente não sou muito fã, nem pensando em uso corporativo, salvo situações muito específicas em que o espaço é fundamental.
Entretanto, como media center, um segundo computador, ou mesmo um server caseiro, vejo que tem muito potencial. E é bom ver este tipo de máquina recebendo Linux.

1 curtida

500 dol já nasceu morto