Dá ruim usar ISO antiga do Arch?

Só pra saber se vocês já tiveram problemas por instalar o Arch com uma ISO antiga. Tecnicamente não dá, já que é netinstall, mas vai saber né?

Tu diz instalar pacotes antigas? Creio eu que a única coisa que daria ruim seria os patches de segurança.
Eu não sei como fazer pra baixar por versão no Arch, mas é bom utilizar alguns binários compilados antigamente por questão de compatibilidade com software.

Respondendo mais especificamente: Se tu compilar por tu mesmo, existe uma chance de funcionar.

Não é isso, digo usar uma ISO de 2019 por exemplo. Os pacotes são puxados dos repositórios, então aí não tem erro.

Ao meu conhecer, não vejo problema. Usar uma distro antiga é como usar uma distro nova, só que sem os patches de segurança a quem utiliza e a quem faz tweak.

Acho que se não tiver tido mudanças na formação da equipe de maintainers do Arch, não vai ter problema. E mesmo se tiver, acho que basta fazer atualizar parcialmente (pacman -Sy) o archlinux-keyring no ambiente da ISO para remover os problemas de “assinatura inválida”.

2 curtidas

Quando eu estava instalando e reinstalando o Arch, 7 vezes eu repeti o processo, o live pendrive me pareceu mudar a versão… tava algo com xx6-x-x e nas ultimas vezes foi para xx7-x-x não tenho certeza em afirmar isso mas sei que eu não tinha refeito o live os. Então eu acredito que o Arch atualiza o próprio Live pen drive. Alguém consegue confirmar? Irei fazer umas pesquisas.

No Arch propriamente eu não sei, mas, nas derivadas dele não. Já fiz instalações do ArcoLinux por exemplo com DVDs antigos e bastou atualizar os pacotes durante a própria instalação. Agora, não sei como ficaria se eu fizesse a instalação com a imagem antiga e depois de instalado fizesse uma atualização geral abrupta.

1 curtida

Aproveitando o post, será que é seguro usar essa iso, mesmo que a assinatura esteja invalidada?

É meio que esquisito, pois o site recomenda a não utilização da iso, caso a assinatura não seja encontrada.

Good signature from “Pierre Schmitz pierre@archlinux.de” [unknown]
gpg: AVISO: Esta chave não está certificada com uma assinatura confiável!
gpg: Não há indicação de que a assinatura pertence ao dono

Eu não tinha visto essa orientação na época que fiz o post. Enfim, recomendo dar prioridade a ela – os mantenedores fizeram e sabem a visão por trás da distribuição, então a palavra deles carrega bem mais peso.

2 curtidas

Se vc usar uma ISO antiga, ela contém alguns repositórios com alguns pacotes. Claro que não são os repos oficiais completos disponíveis por internet.

Você deve manter os pacotes consistentes. Ou seja, se usar os repositórios de uma determinada data, todos os binários vão ter sido compilados com versões compatíveis de biblitecas (libs). Assim, não ligue para nada, só mantenha os pacotes consistentes! A imagem de ISO do Arch é feita a partir do repositório do dia primeiro de cada mês do ALA (ver a seguir), ou também chamado de repositório month

Por exemplo, uma funcionalidade que pouco se fala do Arch Linux, é o ALA (Arch Linux Archive). Eu dei uma olhada aqui, e eles ainda mantém uma cópia de janeiro de 2019. Então você pode muito bem configurar o pacman.conf (ou seu mirrorlist) para usar esses repos do ALA ou baixar todos os pacotes em um repo local. Assim, manterá todos os seus pacotes consistentes!

\https://archive.archlinux.org/repos/2019/01/20/core/os/x86_64/

Por exemplo, eu só sincronizo com o repositório do primeiro dia de cada mês. Assim, no meu mirrorlist está:

# /etc/pacman.d/mirrorlist

## Arch Linux Archives
#ALA fallback server +1day which should work
Server = https://archive.archlinux.org/repos/2021/10/01/$repo/os/$arch
Server = http://archlinux.arkena.net/archive/repos/2021/10/01/$repo/os/$arch
Server = https://archive.archlinux.org/repos/2021/10/02/$repo/os/$arch

Agora, se for sincronizar com o repositório last, ou seja, o mais recente, daí terá que tomar as providências que estão na lista de notícias do Arch Linux… Não me recordo de nenhuma modificação muito grande desde 2019 no Arch Linux, somente modificações nos arquivos de configuração de certos pacotes e Pacman… Uma das últimas mudanças drásticas no Arch deve ter sido aquela em que migraram para o SystemD, aquela migração foi f***…

Mas teve updates no Pacman, esse pode dar problemas também… Daí no caso, você deveria usar o ALA para sincronizar nas datas próximas das atualizações do Pacman, no caso quando a mudança 5.2.2 → 6.0.0 , por exemplo…