Como mudar o comportamento da lixeira do KDE/Dolphin

Resolvi testar o KDE, mas em pouco tempo de uso me deparei com um incômodo, a lixeira do KDE. A mesma não funciona como as outras lixeiras de outros ambientes que já testei, onde quando se deleta um arquivo, o sistema cria uma pasta oculta .Trash-1000 e com isso os arquivos são movidos para essa pasta no dispositivo (Hd, pendrive, etc….).

Já no KDE ele move os arquivos para a pasta .Trash do usuário no /home, mesmo se a pessoa estiver em um HD externo ele vai mover para a lixeira da pasta /home e não criar uma pasta oculta .Trash e mover os arquivos para ela e isso realmente é um incômodo (demora uns 500 anos quando tem muitos arquivos).

Gostaria de saber se tem como contornar isso, editando algum arquivo para deixar o sistema de exclusão como os dos outros ambientes gráficos, criando a pasta .Trash em cada partição/unidade quando excluir o arquivo.

Gostei do KDE, mas o modo de exclusão do mesmo é realmente muito chato!

Olha não sei como resolve isso mas acredito que isso tenha a ver com algum comportamento do dolphin.

Até existe algumas configurações que modificam a forma com a lixeira se comporta mas infelizmente não existe uma configuração sobre o que você falou.

Então sobra duas opções:

  1. Como você falou de poder editar algum arquivo,apesar que acho que seja bem improvável.

  2. Ter que editar o codigo fonte do dolphin para mudar a forma como ele se comporta quando alguém exclui algum arquivo em um hd externo ou pendrive.Se for de fato isso complica um pouca as coisas