Como funciona a licença do Sublime Text?

Bom… no site ele diz o seguinte;

Sublime Text may be downloaded and evaluated for free, however a license must be purchased for continued use. There is currently no enforced time limit for the evaluation.

Porém, caso eu instale e continue a utilizar ele… tem algum problema?

5 Curtidas

É basicamente um WinRAR da vida. O programa tecnicamente é pago, mas você pode avaliar ou “avaliar” ele por anos e anos com apenas com um diálogo te incomodando.

5 Curtidas

Aaah, muito bom saber. O VSCode (e seus forks) estava pesando aqui, já com o Geany eu tive alguns problemas para me adaptar.

2 Curtidas

O sublime é muito bom, já testei o vscode e o atom mas sempre acabo voltando pro sublime. Até gostaria de comprar uma licença pra ajudar mas puts 80 doleta é fogo kk

2 Curtidas

Bem como o @Capezotte disse, “É basicamente um WinRAR” e assim como o WinRAR basta uma simples pesquisa no Google você já acha uma licença :shushing_face: para pelo menos tirar a mensagem “chata” que aparece se você não pode comprar uma licença é claro…

Eu recomendaria comprar a licença para o Sublime Merge é uma ferramenta muito interessante para organizar o processo de desenvolvimento utilizando Git, vale cada $ pago, apesar de ser $99,00… é uma facada ainda acho, no entanto, ainda digo não me arrependo.

1 Curtida

Sim, o Sublime Text me surpreendeu por ser extramamente leve em relação a outras IDEs (like VSCode que até então eu utilizava).

1 Curtida

Nem me fale disso de achar licença haha, quando eu usa o win7 eu achei um tutorial dando uma licença e ensinando como trancar o servidor do sublime de saber q eu não era a dona da licença, coisas do windows você sabe kk
Mas com o Linux não faço mais essas coisas, até pq nem sei como kkkkk

2 Curtidas

kkk mas, tem um pessoal que compra Licença em nome de empresa que nem existe e largam em tópicos e forúms para qualquer um pegar…

Agora vai de cada um, se você não quer ativar com uma licença de outro, suas virtudes finas aqui no Brasil são únicas :innocent:

Tem um gist relevante de uma conta interessante que fala sobre o assunto :shushing_face: … procure pelo assunto no seguinte perfil do Github Gist:


Edit(1):

@stephkeys,

Para bloquear, o “trancar” o servidor nas distros Linux basta adicionar o endereço em /etc/hosts.

Não é como se eu soubesse o endereço, até porque nunca fiz isto.
127.0.0.1       license.sublimehq.com

Obs.: Não sou a favor da pirataria :zipper_mouth_face:

1 Curtida