Como deixar CS:GO minimamente jogável em notebook modesto (Manjaro GNOME)

Fala, galera! Depois de algum tempo, convenci um amigo a experimentar o Linux. Ele me dizia que as únicas coisas que o seguravam no Windows era o MS Office e o CS:GO. Falei pra ele que se era só isso, então não teria problema nenhum porque temos Libre, WPS, fora as opções em nuvem; e o CS:GO roda nativamente há algum tempo. O Office não foi problema nenhum mesmo, já o CS…

Pois é, no Windows 10 ele precisava fechar tudo que estivesse aberto, às vezes até dar uma reiniciada, antes de jogar, mas jogava. Ele também tinha que fazer umas “configurações” muito específicas pro jogo não ficar horrível, então ele seguia esse tutorial aqui:

E dava certo. Ele tinha que deixar a tela na resolução 680x800, aspecto 4:3, que deixava umas bordas pretas laterais, mas que, segundo ele, deixava o jogo ótimo (acho que ele ficava com seus 60 de fps). Essa última configuração por alguma razão não funciona no Linux, a tela não deixa aquelas bordas pretas, ao contrário ela estica a imagem pra preencher tudo, o que deixa horrível de visualizar, fora que não melhora em nada o fps. Quando não fica assim, ela vira uma telinha minúscula kkkkk impossível de ver alguma coisa.

Jogando com a resolução normal da tela dele, em fullscreen (como já vi o @Dio recomendar) o lag come solto, não por causa de internet (o ping fica em 40~50), mas pelo gráfico, que nas palavras do meu amigo “está bom demais”. O fps fica na casa dos 30~40, trava muito mesmo.

Trata-se de um Dell, 4gb RAM, 1tb HDD, intel i3 (3ª geração), sem placa de vídeo.

Então vamos lá, existe alguma maneira de melhorar a experiência do meu amigo com esse simples jogo? Eu até pensei que poderia ser o GNOME que pode ser muito pro notebook dele, mas o sistema roda tão bem, só pra essa função que dá certo. Ou será mesmo isso? Seria melhor outro ambiente gráfico? Outra distro? Existem configurações especiais como o do vídeo que mandei aqui que possam também ser feitas no Linux pra notebooks mais fracos?

Realmente, o Gnome pesa para um pc de 4gb com Intel HD Graphics…
quando eu usava um note de 4gb eu preferia usar o LXDE ou até o Mate, você pode instalar sem formatar:
Não desinstale o Ubuntu, apenas mude a interface parte 3 - MATE (edivaldobrito.com.br)

A integrada compartilha memória ram, então com isso o gnome acaba pesando um pouco, mas não espere grande diferença, já que a Intel HD Graphics é horrível (Tive um I5 de 5 gen com 8gb e não rodava os jogos direito por causa da integrada)

EDIT. Tente reduzir a resolução antes de abrir o jogo pra ver se você consegue colocar essa resolução específica…

1 curtida

Foi o que eu comentei com ele enquanto aguardava uma resposta aqui no post.
O que você acha do XFCE nesse quesito? Ele pode se juntar a esses dois?

Não lembro se tentamos isso (tentamos muitas coisas kkkkkkkk), mas uma coisa aparentemente é certa, as “black boxes” que o Windows deixava no Linux (pelo menos no Manjaro GNOME) não rolam, ele diminui a janela como um todo, mostrando o desktop, por exemplo, ou o que estiver por trás.

Eu particularmente prefiro o LXDE e o Mate do que o XFCE, mas é questão de preferência minha mesmo…

É difícil mexer, mas, é muuuuito leve… tenta usar a interface Openbox (Espero não estar errando o nome kk) que ele é um dos mais leves que eu vi, mas, não tem nem barrinha de iniciar nem área de trabalho, vc abre as coisas apertando com o botão direito
é literalmente uma tela preta com o mouse kkk

Eu recomendava o KDE ou o XFCE para um PC mais fraco…

2 curtidas

Olha, se fosse pra mim, acho que eu até faria, de verdade kkkk (o Openbox), mas meu amigo é um completo noob em Linux e eu não sou lá essa referência (uso há uns 3 anos só). O LXDE é bem personalizável, mas não conheço absolutamente nada.

Eu cheguei a pesquisar sobre isso há um bom tempo, mas na época não achei nenhuma maneira de deixar só barrinhas pretas (ou black bars).
Porém, pesquisando agora na Arch Wiki (o que é que não se acha lá? rs), encontrei isso:


Se quiser testar: xrandr --output LVDS1 --set PANEL_FITTING center
Ou então: xrandr --output LVDS1 --set "scaling mode" "Center"

Não creio que trocar a DE vá fazer muita diferença pra ele. No meu PC com GPU AMD até que o Windows e o Linux performam de forma similar, mas no meu notebook com apenas vídeo integrado (Intel), o CS roda muito melhor no Windows (pelo menos rodava, faz séculos que não uso o ‘janelas’ :sweat_smile:)

1 curtida

Caramba, parece interessante! Mas esse código vai entender que só quero que isso aconteça quando eu abrir o jogo? Como dizem, tem de tudo na Arch Wiki, eu só tenho um pouco de dificuldade de entender kkkkk

almijr, não tenho certeza, mas no início do tópico na Wiki eles fdizem que “Isso pode ser útil para algumas aplicações em tela cheia” (This can be useful for some full screen applications).
Então leva a crer que o comando só vai se aplicar em programas que rodam em tela cheia e não rodam na resolução nativa do monitor (provavelmente 1366x768), assim ao invés dele ser esticado pra caber na tela, o programa vai rodar na resolução escolhida (800x600) no centro.

1 curtida

Já vi um pessoal rodando CS nuns setup teoricamente bem ruins. Talvez até dê com o Gnome mesmo, vale o teste. Porém, se não der, tem algumas outras interfaces mais leves do próprio Manjaro, o Xfce e o Openbox, este que é de comunidade.

Olha, não creio que seja culpa do GNOME mas sim do próprio CS:GO em seu port para Linux.
Os jogos da Valve tem um comportamento curioso no Linux nessa parte de gráficos e resolução. A resolução do jogo é alterada mas não a resolução do sistema operacional. Eu percebi isso quando eu jogava Half Life 2, Gmod, Left 4 Dead 2 e Portal 2. Para a mudança de resolução fazer uma diferença real, precisa também mudar a resolução nas configurações da distro linux dele.

Mas o GNOME de certa forma também não ajuda. Mas se essa distro tiver opção, veja se ele pode iniciar uma sessão com o GNOME Classic. Esse faz login usando o GNOME 2 ao invés do GNOME 3. Se não tiver essa opção, o MATE é um fork do GNOME 2 que evoluiu a partir daí mas manteve a leveza. O Ubuntu MATE vem com essa DE. Porém recomendo procurar por outra DE ou distro somente se a troca de resolução do sistema não funcionar. Eu nunca joguei CS:GO nesse computador que eu tenho, então não sei se é de fato um problema com o port de Linux do jogo ser mal otimizado ou esse da resolução mesmo. Eu tenho um Lenovo com Intel Core i3-7020U. Veio também com 4 GB RAM mas troquei por um pente de 8 GB e coloquei um SSD de 120 GB em adicional do HD de 1 TB que ele já tinha. Sem placa de vídeo, só usando o UHD 620 (Que é bem decente para jogar a maioria dos jogos da Valve). E eu tenho o openSUSE Tumbleweed com KDE Plasma instalado.