Clonar Partição

Boa tarde pessoal.
Eu instalei o Debian ao lado do Windows no meu notebook e agora quero deixar apenas o Debian.
O problema é que existe uma partição de boot entre a partição do Windows e do Debian, impossibilitando de juntar as duas partições, estendendo a do Windows no Debian.
Quero apagar todo o SSD e deixar só o Debian, mas não queria perder minhas configurações e nem os programas.
Se eu usar a ferramenta do Disk Utility para clonar a partição EXT4 que está instalado o Debian, apagar todas as partições, instalar ele novamente, e depois pelo Live USB eu clonar essa partição, terei sucesso?
Ou seria melhor usar o Timeshift?
Obrigado!

Pelo GParted:

  1. eliminar o Windows: – Formatar a partição dele para ext4.

  2. copiar a partição do Debian e colar na nova partição “ext4” recém criada. – Se a nova partição for maior, a cópia será automaticamente expandida para ocupar todo o espaço. – Certifique-se de que a cópia mantém o UUID (é o padrão).

  3. para testar, altere o UUID da partição original do Debian. – O Grub deverá carregar o Debian-cópia, pois utiliza o UUID.

  4. Se tudo estiver Ok, delete a partição original do Debian. – (Não é formatar. É deletar mesmo).

  5. No final do espaço liberado, crie uma partição igual ou maior do que sua atual “partição de boot”. – Copie para lá. – Delete a original.

  6. Já pode expandir a nova partição-Debian para ocupar todo o espaço liberado que ainda resta.

Já fiz isso dezenas de vezes, nos últimos 6 ou 7 anos.

Em resumo:

Como “mover” uma partição

640x360
Copiando uma partição e colando em outra

Quando digo “mover uma partição”, é um modo simplificado de dizer “copiar uma partição e colar em outro lugar” — o que pode ser feito pelo GParted, pelo KDE Partition Manager ou pelo Clonezilla, entre outras ferramentas.

  • O mais recomendado é fazer isso em uma sessão Live, pois as partições não podem estar montadas. — Como tenho várias distros em dualboot (multiboot), às vezes uso uma para lidar com as partições de alguma outra — dispondo de todas as ferramentas já instaladas e configuradas.

Acima - Exemplo de como “movi” (copiei) uma nova instalação do MX Linux 21 e “colei” na partição onde estava a instalação anterior da mesma distro. — Isso me permite testar a nova instalação (em uma partição provisória), e se der certo, sobrescrever a instalação anterior. — Se a nova instalação não agradar, basta deletá-la, pois a instalação anterior não foi afetada.

No caso de partições ext4, a cópia terá o mesmo identificador UUID — dispensando a necessidade de editar o arquivo fstab — mas antes de testar a cópia, lembre de desconectar o HDD / SSD onde está o original, caso contrário ambas as partições serão montadas, o que pode gerar problemas.

  • Se o original e a cópia estiverem no mesmo HDD / SSD, uma saída é alterar o UUID da partição original. — Para voltar a usá-la, edite seu fstab.

Após conferir que a cópia funciona bem, já se pode deletar a partição original.

640x324
Capacidades do GParted e do KDE Partition Manager

GParted e KDE Partition Manager não oferecem suporte para copiar partições XFS, por exemplo. — O Live Clonezilla funcionou bem.

Esse é um trecho do relato mais recente que fiz dessas experiências.

Outros relatos, anteriores:

Infelizmente, em todos esses relatos, a “movimentação” de partições é apenas um detalhe entre outros – mas dá para localizar os trechos relevantes.

2 curtidas

Obrigado pela resposta completa amigo.
No final, fiz um backup no Timeshift e apaguei todas as partições do SSD. Instalei o Debian novamente, bootei no Live USB, iniciei o Timeshift e realizei a restauração.
Após isso foi necessário apenas logar nas minhas contas novamente (calendário, email, navegador) e estava tudo certo!

1 curtida

Não há de quê! Só tentei responder a uma de suas perguntas.

Se tenho uma distro funcionando bem, toda configurada, cheia de programas – acho mais prático apenas “movê-la” – em vez de reinstalar e começar tudo de novo.

Mas, a opção é de cada um.

1 curtida

O Timeshift fez exatamente isso!

Não entendi.

Se o Timeshift fez isso que eu falei, então por que você teve de instalar de novo o Debin?

O Timeshift não fez o que você falou, fez o que eu precisei (manter meus apps e configurações).
Eu reinstalei pois seria mais rápido do que clonar as partições.

Ah, bom.

Pensei que você quisesse preservar a instalação anterior do Debian.