CEO da Microsoft se arrepende de encerrar Windows Phone

Houve um tempo em que o mundo dos smartphones não estava completamente dominado pelo Android e iOS, tínhamos outras opções de sistemas operacionais relativamente populares, como o Symbian da Nokia e o Windows Phone.

O sistema para dispositivos móveis da Microsoft passou por altos e baixos, teve um começo promissor, mas frustrou muitos usuários pelas atualizações do sistema que não chegaram a celulares com versões anteriores, mesmo que suas especificações equivalessem a dispositivos novos, além da falta de aplicativos, talvez pelo desinteresse dos desenvolvedores por uma fatia tão pequena do mercado, sem falar do Google, que deixou de fornecer seus aplicativos oficiais.

Com o lançamento do Windows 10 Mobile, houve a expectativa de alguma integração do sistema móvel com o mais popular sistema operacional para computadores, o que poderia resolver o problema de falta de aplicativos, apesar da grande dúvida sobre como unificariam aplicativos de plataformas com formatos tão diferentes - algo que não aconteceu.

Em entrevista ao Business Insider, Satya Nadela, CEO da Microsoft, ao ser perguntado sobre algum erro estratégico pelo qual se arrependia, citou a saída do mercado de celulares. Ele diz acreditar que poderiam existir jeitos de fazer funcionar, talvez reinventando a categoria de computação entre computadores, tablets e celulares.

Bill Gates, numa entrevista ao Village Global, contou sobre outro arrependimento no mercado de celulares: ter perdido o Android para o Google.

9 curtidas

Eles agora contam com os serviços como por ex: Azure, Launcher, Edge, Bing, Office 365, etc. noutras plataformas concorrentes Android/iOS e talvez no HarmonyOS…

1 curtida

Não tinha como o WP vingar dada a forma como a Microsoft estava levando pelo menos, imagina ter que comprar um celular novo a cada release do WP? O Windows Phone/Mobile não tinha retrocompatibilidade se o dev quisesse parar de suportar versões antigas (e motivo de sobra ele tinha) eu tinha que gerar 2 binários e enviar para loja e como a Microsoft quebrava API a rodo… Basicamente só compensava manter apps de conteúdo ou seja: Windows Phone cometia o exato mesmo erro que o Linux Desktop comete até hoje

2 curtidas

Microsoft entrou no chat.
MIcrosoft: Já temos o monopólio nos PCS e teremos o monopólio do mercado de smartphones.
Apple entrou no chat.
Google entrou no chat.
Microsoft saiu do chat.

1 curtida

Os desenvolvedores já começaram a torcer o nariz para isso logo na transição da versões 7.0 para 7.5 do Windows Phone e assim seguiu posteriormente, aparentemente a Microsoft não se decidia o que realmente queria na plataforma e toda hora mudava suas APIs.