Canal NCommander instala Debian 2.1 de 1999

O canal NCommander pegou um Debian 2.1 de 1999 (!) ainda na caixa e fez a instalação dele num antigo ThinkPad. O vídeo está em inglês, mas tem legendas em inglês também, o que pode facilitar a compreensão.

Especialmente pensando em quem não tem muita familiaridade com o idioma inglês, destaco uma série de aspectos do vídeo.

Destaques (apresenta spoilers):
  • Como era típico da época, o ThinkPad não dava boot pelo CD e a forma mais fácil foi inicializar o Linux pelo DOS
  • O instalador do Debian jogava o usuário diretamente no cfdisk para fazer o particionamento
  • O Debian 2.1 foi o primeiro a integrar as tecnologias do APT
  • Todo o processo de pós-instalação foi tedioso, com perguntas repetidas, ausências de padrões sãos, zero assistência ao usuário e muitas perguntas difíceis
    • E tudo em modo texto, é claro
    • De fato, mesmo o autor do vídeo sendo uma pessoa que já enviou patches para o kernel, já participou do desenvolvimento do Debian e ainda participa do desenvolvimento do Ubuntu, ele relatou ter dificuldades
    • A cada gerenciador de janelas instalado, o usuário era questionado se ele queria torná-lo seu padrão
  • Apesar de ser um produto aparentemente caro, que veio acompanhado de um livrão da O’Reilly, apenas o primeiro CD de instalação foi incluído, o que resultou numa falta absurda de pacotes, incluindo o pacote adequado do cliente DHCP

Eu me identifiquei bastante com o vídeo, porque peguei essa época (não usando Debian, felizmente). O Red Hat (e o Conectiva Red Hat, que era basicamente um Red Hat traduzido e com pacotes do KDE) forneciam uma experiência melhor, mas ainda com instalador em modo texto e pouca detecção automática de hardware.

2 Curtidas

Desafio para “hackers”, rsrs. O fato mencionado era uma característica dos IBM ThinkPads antigos?

Não, era comum nas máquinas da época em geral. O ThinkPad ainda se destacava por ter um setup gráfico.

1 Curtida

Me lembrou do 386 quando rodava Windows 3.11, onde primeiro carregava em DOS e daí chamava o Windows por um comando. Creio que o primeiro Windows a ter um bootloader foi o 95…

O Windows 95 mascarava melhor o DOS, mas ele ainda estava lá (era possível desabilitar a carga automática do Windows, inclusive). Quem tinha um bootloader de fato, pra setups com múltiplos SOs, era o NT (era bem cru, mas era possível gravar o LILO num arquivo e configurar o NTLDR para carregá-lo).

1 Curtida