Atualizações / versões do KDE Neon e Kubuntu 20.04.2

Fala meu povo. Seguinte, o Ubuntu/Kubuntu LTS está agora na versão 20.04.2, onde o “.2” é apenas um point release para corrigir bugs, atualizações de segurança, etc…Então minha dúvida é a seguinte, se o KDE Neon é baseado na última versão LTS do Ubuntu/Kubuntu (20.04), o KDE Neon sempre ficará com softwares e etc da atualização 20.04 e não atualiza para o 20.04.2? Ou seja, o KDE Neon sempre tem o KDE mais atual, ok, porém não recebe as atualizações “.2” que o Ubuntu/Kubuntu recebe?

Me deparei com essa dúvida pois, por exemplo, o KDE Neon está com o kernel 5.4, apesar do Ubuntu/Kubuntu já estarem com o kernel 5.8, que veio com as atualizações “.2”. É claro que minha maior preocupação não é necessariamente o kernel, mas sim as correções de bugs e atualizações de segurança que vêm com as atualizações do 20.04.2.

Muito Obrigado.

2 curtidas

Pra entender essa situação é preciso entender como as versões do Ubuntu são estruturadas, vamos pegar seu exemplo: 20.04.2

  • 20 É o o ano de lançamento
  • 04 É o mês de lançamento

Esse par é chamado de release, você não pode atualizar qualquer um desses números sem fazer uma mudar completamente a base do sistema, por outro lado temos os bugfixes da base, que no caso é esse .2 no final eles não precisam mudar a base do sistema porque é um bugfix da própria base

Então chegamos a resposta da sua pergunta:

Sim, ele vai receber as atualizações, porque são atualizações da própria base (ou release)

Mas porque isso acontece? Também é simples de entender, essas atualizações geram novas ISOs ficando a critério da flavour ou do projetos derivados fazerem uma ISO com as atualizações da base pré instalada, se não lançarem uma nova ISO com as atualizações não tem motivo (e nem deveriam) colocar que atualizaram, acho que mesmo o Ubuntu não deveria mas anyway

1 curtida

Certo, acho que entendi alguns pontos, obrigado pelas explicações. Uma coisa que ainda não entendi é a seguinte: como disse, minha preocupação não é o kernel, mas as atualizações de segurança e bug fixes, porém se o KDE Neon recebe sim as atualizações que vêm com o “.2” como você disse, por que o Neon não recebeu o kernel 5.8, por exemplo, kernel esse que só chegou ao Kubuntu após a atualização 20.04.2? Pq independentemente de gerar uma nova ISO, ou só disponibilizar os updates nas ISOs existentes, se o Neon tem acesso a essas atualizações .2, então deveria ter recebido o kernel 5.8, certo.

1 curtida

Não necessariamente, o Debian (e o Ubuntu herda esaa filosofia) tem um pacote chamado “kernel-image-generic” que puxa uma determinada versão do kernel (no caso do Ubuntu LTS o 5.4) e ele fica nessa até o fim da LTS e vai atualizando apenas os patches de segurança, isso é uma medida de segurança, um apt dist-upgrade mal sucedido e você perde a inicialização do sistema operacional porque ele pode quebrar o GRUB, novas versões do Kernel até estão presentes, porém você tem que instalar elas a parte manualmente

1 curtida

Minha experiência de 3 anos com Kubuntu LTS e KDE Neon instalados em dualboot:

  1. O Kubuntu LTS xx.04 evolui automaticamente para xx.04.1, para xx.04.2 etc., pelas simples atualizações regulares.

    • Só o Kernel não muda “espontaneamente”. Se começou com o 5.4, continua com ele eternamente, apenas recebendo revisões (5.4.xx).

    • Os novos Kernels estão nos repositórios. Basta você instalar o 5.8, reinicia, carrega o Neon com ele, e se quiser já poderá até remover todos os 5.4.xx

    • Quando lançam uma ISO “xx.04.2”, é só para adiantar a vida de quem vai instalar agora ─ para não ter de baixar 30000 atualizações logo que acaba de instalar

    • O mesmo vale para o KDE Neon e para a “base-buntu” do Linux Mint, por exemplo. ─ Exceto, claro, aquilo que o Neon acrescenta (repositórios próprios), ou o que o Mint acrescenta (idem). ─ Mas tudo que atualiza no Kubuntu e demais “buntus”, de um modo geral, automaticamente atualiza no Neon e no Mint. ─ Ou seja, seu Neon já é um buntu-LTS “xx.04.1”, ou “xx.04.2” etc., conforme o caso. Basta instalar o Kernel 5.8.

2 curtidas

O que não é lá muito seguro, pois ele já chegou ao fim da vida…

Ou fica no 5.4, que é LTS, ou veja como instalar o 5.10, que também é LTS

2 curtidas

Calma… Não criemos pânico.

Quando a Canonical lança um Kernel, ele fica lá ─ e recebe correções de segurança ─ até não ser mais usado por nenhuma versão do Ubuntu ainda suportada. Aqui, uma lista.

A própria Linux Kernel Organization chama atenção para isso:

«Muitas distribuições Linux fornecem seus próprios kernels de “manutenção de longo prazo” que podem ou não ser baseados naqueles mantidos por desenvolvedores de kernel. Essas versões do kernel não são hospedadas em kernel.org e os desenvolvedores do kernel não podem fornecer suporte para elas».

The Linux Kernel Archives - Releases

Por exemplo, o Kubuntu 16.04 LTS (Xenial) foi lançado com o Kernel 4.4.0-21, há mais de 5 anos ─ agora está na revisão 4.4.0-211. ─ Há 3 dias, foi descoberto um bug, e presumo que logo será lançada nova revisão.

3 curtidas

Não é qualquer pânico, é kernel panic!

Não resisti…

3 curtidas

“Palma, palma… não priemos cânipo”.

Os Kernels do 20.04 LTS, graças ao fork do Synaptic que o Mint criou para facilitar a vida do usuário.

Notar que o suporte da Canonical ao 5.8 termina em Agosto.

O do 5.4 vai até 2025.

Uma vez, comparei pelo Synaptic os zilhões de Kernels do Kubuntu com os zilhões de Kernels do KDE Neon ─ são exatamente os mesmos.

(mas ninguém alfineta a KDE e.V. por “parasitar” os repositórios da Canonical :wink: ).

2 curtidas

Bacana, pessoal…Agradeço a todos pelos esclarecimentos…Agora está tudo mais claro…Valeu, abraço…

2 curtidas

Amigo, marque uma resposta como solução então

1 curtida

Porque o KDE gera valor pra Canonical, o KDE Neon é um “ppa” bootável, eles também não fazem ataques gratuitos

Este tópico foi fechado automaticamente 3 dias depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.