As 10 principais distribuições Linux de 32 bits em 2022 (ou: O que está acontecendo com as distribuições Linux de 32 bits?)

O Linux suporta hardware mais antigo, graças à comunidade. E cada vez mais os desenvolvedores abandonam o suporte a 32 bits, porque é necessário esforço adicional para mantê-la, além de 64 bits, e o número de sistemas de 32 bits vem reduzindo diariamente.

A maior parte do hardware fabricado antes de 2007 possui CPUs baseadas em arquitetura de 32 bits, os i386, i586, i486 e x86. E o fabricado após esta data é majoritariamente de 64 bits e pode ser considerado moderno.

Recentemente, muitas distribuições Linux abandonaram o suporte à arquitetura de 32 bits. Mas alguns projetos ainda são fortes e oferecem aos usuários a opção de executar as máquinas mais antigas com funcionalidade total.

Então segue a lista das dez melhores distribuições Linux que ainda suportam sistemas de 32 bits!!!

1. Debian

O Debian Linux é a base de centenas de distribuições Linux em várias arquiteturas: x86-64, arm64, armel, armhf, i386, mips, mipsel, mips64el, ppc64el, s390x e, futuramente, riscv64.

Suporta uma ampla variedade de hardware e inclui pacotes gratuitos ou não. Todos os principais ambientes da área de trabalho estão disponíveis para instalação.

2. MXLinux

É uma distribuição baseada na ramificação estável do Debian, para usuários que desejam um sistema que suporte hardware mais antigo ao moderno. Ele é popular porque foi cuidadosamente criado para oferecer um sistema perfeito e estável com seus aplicativos e ferramentas nativas.

3. Q4OS

Também baseia-se no ramo estável do… Debian (!!!) e traz os ambientes KDE e Trinity. Vem com um instalador de 32 bits e outro para Windows.

Foi criado como uma alternativa ao Windows XP, quando a Microsoft o descontinuou em 2014, fornecendo uma alternativa estável de 32 bits para muitos usuários.

4. NixOS

É uma distribuição independente, perfeita para DevOps e usa um script de configuração para várias tarefas, incluindo instalação. Ele não é para usuários iniciantes ou médios, nem foi projetado para ser um sistema focado no usuário final.

5. Void Linux

Distribuição independente, segue o modelo de lançamento contínuo. Vem com o X Binary Package System (XBPS), que ajuda você a instalar aplicativos e pacotes diretamente das fontes. Além disso, ele usa runit como sistema init, em vez de systemd.

Ele fornece um instalador de 32 bits com os pacotes mais recentes, juntamente com os métodos usuais de instalação de 64 bits e ARM. Assim, você pode experimentá-lo rapidamente. Também suporta os principais ambientes de desktop, como Xfce, Cinnamon, LXDE, LXQt e muito mais.

6. Zorin OS Lite 15.3

Distribuição Linux excelente e popular, uma fusão do desktop Xfce e GNOME 3. Vem com uma versão Pro e Lite, esta fornecendo um instalador de 32 bits.

Atualmente, esta versão suporta apenas a versão de 32 bits, que suporte termina em abril de 2023. Depois desse prazo, somente 64 bits, pois o Zorin rem como base o Ubuntu LTS. E este descontinuou a imagem de 32 bits na versão 20.04 LTS.

Portanto, você pode usar o Zorin OS 15.3 Lite até abril de 2023 e aproveitar sua bela área de trabalho e recursos adicionais.

7. Porteus

Porteus é uma versão do Slackware Linux com KDE 4.0+, pode ser executado a partir de um Live USB/CD e o tamanho do instalador é de 300 MB, perfeito para hardware mais antigo baseado em CD.

8. antiX

É OUTRA distribuição baseada no ramo estável do Debian e traz alguns recursos interessantes. Vem com um instalador de 32 bits com quatro variantes – Full, Core, Base e Net. Possui opções de desktop IceWM, Fluxbox e ROX, usa sysVinit & runit como sistema init.

9. BunsenLabs Linux

É o sucessor do Crunchbang Linux, baseado (advinhem?) na ramificação estável do Debian. Ele traz o gerenciador de janelas Openbox e o painel tint2. Além disso, alguns brindes, como as predefinições do Conky, e o jgmenu, o tornam uma distribuição de 32 bits bem projetada.

10. Alpine Linux

Alpine Linux é uma distribuição Linux de quase duas décadas, criada para desenvolvedores e usuários avançados. É único e oferece uma variante de 32 bits, entre outras arquiteturas.

Em sua essência, ele usa musl e BusyBox em vez de ferramentas e pacotes GNU. E o OpenRC como sistema de inicialização.

É perfeito para conteiners e hypervisors e muito segura. Mas não é focada no usuário iniciante.

FONTE: aqui

5 curtidas

Tem o Elive também:
https://www.elivecd.org/

A vida útil do Zorin Lite 15.3 termina em breve, em abril de 2023, juntamente com a do Ubuntu na edição que lhe serve como base, a 18.04 LTS.

Debian e os sistemas baseados diretamente nele ainda servirão a máquinas de 32 bits por mais um bom tempo. Além das derivações do Debian já citadas, indico o SparkyLinux e o Raspberry Pi OS para PC.

Para além da base Debian, além de NixOS, Void, Porteus e Alpine, indico o Mageia e o OpenSUSE Tumbleweed.

A post was split to a new topic: Onde baixar a versão arm64 do Elementary Os