"A Revolução do Ray Tracing!" E o Linux com isso?

Raytracing é uma técnica de renderização usada em computação gráfica para simular a maneira como a luz se comporta em um ambiente tridimensional. Não é uma técnica patenteada pela Nvidia ou por qualquer outra empresa específica. Em vez disso, é um método amplamente utilizado na indústria de computação gráfica há décadas.

Embora a Nvidia tenha contribuído significativamente para popularizar o ray tracing em tempo real por meio de sua arquitetura de GPU e bibliotecas como o RTX, a técnica em si não é exclusiva da Nvidia. Outras empresas de hardware gráfico, como AMD e Intel, também implementaram suporte ao ray tracing em seus produtos.

Além disso, muitos softwares de renderização e engines de jogos oferecem suporte ao ray tracing, incluindo soluções de código aberto como o Blender, o que significa que desenvolvedores independentes podem implementar o ray tracing em suas próprias criações sem depender necessariamente de tecnologias patenteadas ou proprietárias.

Com isso, a Valve/AMD suportam o driver vulkan para AMD no Linux: RADV (usado no SteamDeck e default em todas distros Linux). A AMD também tem o AMDVLK, mas como costuma render menos que o RADV de modo geral além de ter menos atenção, ou ser mais lento na questão de correções de bug’s relacionados a games / proton por razões obvias (Valve).

Resumindo a história, em 2021 o principal dev do RADV chamava a implementação de “O pior raytracing do mundo” e em 2024 temos o Mesa 24 com uma implementação já mais rápida do RT. Ainda tem bug’s, não é compatível com todos os jogos e tem um problema crônico (que parece afetar todas placas de todas plataformas do mundo) de perda de desempenho.

Em meus testes recentes estou notando evolução, mesmo não usando a ultima arquitetura lançada pela AMD. Mas ainda tive casos de games travarem ou apresentarem baixo desempenho.
Veja aqui o Crysis 3 remastered rodando Ray Tracing no High (esquerda Mesa23 direita Mesa24):

Acredito que o RT é uma técnica importante para o mundo dos games, pois pode promover melhorias visuais, mais realismo, imersão etc…além de representar uma evolução tecnológica em si.

No meu hardware o RT ainda não “compensa” no sentido de que prefiro rodar a 144hz no high usando o sistema antigo de iluminação.

Bom, essa história toda é o que sei de como está no lado da AMD.

E você? já conseguiu rodar satisfatoriamente um game com RT no Linux? Seja com Nvidia / AMD / Intel?

6 curtidas