5 coisas para fazer após instalar o Ubuntu

https://diolinux.com.br/sistemas-operacionais/ubuntu/ubuntu-first-steps.html

Aplicativo Ubuntu First Steps traz uma forma simples de personalizar as configurações da distro

5 curtidas

O artigo precisa de uns polimentos, os links de Youtube não carregaram até a hora que abri o link (14h22). Mas tá bem legal o texto!

Sinceramente, sei que era uma piada, mas por trás dela vem o conceito de rejeição ao terminal. Isso é muito ruim, pois acaba gerando estatística para que os desenvolvedores tendam a esse caminho. Sinceramente, entraríamos na caixa do Windows. Percebam que o MacOS é amigável e tem terminal. Terminal é a fonte de poder do Linux, permite que coisas “fora da caixa” sejam feitas, temos que entaltecer essa grandeza do Linux e incentivar que os novatos procurem conhece-lo, não é esse bicho-papão. Hoje em dia, é questão praticamente de copiar e colar ali, mas você acompanha os bastidores da ação, pode buscar soluções para alguma particularidade do seu sistema que pela “janelinha” não seria fácil. Sou a favor que a interface gráfica possa realizar as tarefas necessárias, sem contudo que isso signifique algo em detrimento do terminal. Ambos são necessários e importantes…

5 curtidas

Eu praticamente só mexo na dock, e o dconf editor me atende muito bem por sinal

Muito bom ótima postagem parabéns​:blush::clap:

Ótima postagem, o terminal é nosso amigo. Tenho utilizado o fedora ultimamente e minha instalação de pacotes é feita toda via terminal. Funcional e muito mais útil do que utilizar o Dnf Dragora, que até hoje não consegui que funcionasse de forma correta

1 curtida