Você usa Linux no Trabalho?

linux

#61

Fala fera blz , uma pergunta quais software usa ? eu trabalho como editor fotográfico estou tentando migrar tudo para linux tem alguma recomendação como se acostumar ?


#62

Fala Mestre… deixa te dá uma dica.
Achei que você fosse da área de TI… mas segue uma dica. Costuma-se utilizar em parque operacionais Windows/Linux o SCCM (System Center Conf. Manager), justamente para minimizar o impacto dos técnicos instalarem o S.O manualmente.
É gerado imagens dos S.O já com tudo instalado, e realizar divisões por setores. Dai, é mandado bala via deployment para as maquinas.

Abraços.


#63

Ótimo! Mas como fazer um software desenvolvido para funcionar em Windows XP e que tem uma base de dados importante para a empresa, funcionar em um ambiente Linux sem virtualização?

Além disso, as estações de trabalho comportam softwares que necessitam ser compatíveis em sua plenitude a toda a documentação existente, um histórico de mais de 30 anos de funcionamento.

Honestamente, não sei o que vai acontecer com o fim do suporte ao Windows 7 mas acredito que o setor TI da empresa preferirá pagar o suporte estendido a migrar para o WIndows 10. Linux, infelizmente, está bem distante de nossa realidade aqui na empresa…


#64

No trabalho, Windows 7 x64.
Em casa, Linux Mint 19.1 XFCE.


#65

Cara, nesse caso ai a TI da empresa tem que planejar migrar esse banco obsoleto para um banco atual, protegido e seguro… Não faz nenhum sentindo a empresa ter dados em banco obsoleto rodando em S.O que não são mais suportados.
30 anos de uma empresa dessa forma, é um tiro no pé.


#66

eu acho muito legal o lubuntu, principalmente pela leveza dele.


#67

uso o novo ubuntu 18.04 em casa no meu computador pessoal e amo d+ com a interface gnome :smiling_face_with_three_hearts:


#68

Uso Mint no trabalho, meu trabalho é voltado para area administrativa, meu note acer velho da conta. Alem disso temos servidor Ubuntu para nosso site, aplicativo e plataforma


#69

Sim, a cerca de um mês apaguei definitivamente a partição Windows, que de fato eu usava basicamente para rodar um jogo em específico.
Como decidi usar o tempo que destinava ao jogo para definitivamente voltar estudar programação, adotei as facilidades do mint definitivamente.
Até para meu dia a dia, em outras tarefas (comerciais, contabilidade e gerais) o linux atende 100%.


#70

Eu gostaria muito de usar Linux e ferramentas livres no meu trabalho, é um sonho, mas utópico a esta altura. Como falei, é uma multinacional com mais de 63.000 empregados diretos e muitas sedes administrativas, bases, unidades operacionais e demais escritórios. Todo esse conglomerado rodando sistemas de automação, controle, ERP, softwares legados, documentação com mais de 30 anos de história entre XLS, DOC, DGN e DWG. Ou seja, Mudar toda essa base não é simples, não é barato e pode gerar muitos problemas. Portanto, na minha opinião de leigo, eu creio que o setor de TI da empresa permanecerá com as soluções mais “confiáveis” e me arrisco a dizer que sim, a empresa pagará o suporte estendido ao WIndows 7, ou mesmo migrará para uma versão do Windows 10.

Alguns passos já foram dados e temos o LibreOffice e o Inkscape liberados para a instalação nas máquinas corporativas, mas sem o treinamento dos funcionários, estas são apenas opções adotadas por entusiastas como nós.

PS.: A exemplo de problemas de compatibilidade, estou tentando instalar um software chamado Intouch da Wonderware em uma máquina com Linux (WINE) e não estou obtendo sucesso.


#71

Sou médico e uso Linux mint cinnamon no computador pessoal há bastante tempo. Tinha o Windows 10 nos notebooks do consultório, o meu e o da secretaria, na época usava um programa para Windows chamado Hidoctor que funciona como prontuário eletrônico. Acontecia que tanto ao desligar quanto ao ligar o computador era surpreendido com atualizações do Windows 10, que demoravam 30 minutos ou mais.
De manhã muitos pacientes precisam ser atendidos logo, para irem ao trabalho, e tinha que explicar que o sistema estava ruim, e que precisavam esperar um pouco, e logicamente eles ficavam aborrecidos.
A empresa Hidoctor lançou uma versão web do software , totalmente funcional.
Então migrei primeiro o meu computador para Linux mint cinnamon e emitia as receitas e atestados gerados no Libre office em uma impressora HP ink tank GT 116 e escaneio documentos em uma multifuncional HP 2136 que serve como backup de impressão também, utilizando apenas cartucho preto barato.
O computador da secretaria continuava travando e reiniciando.
Mostrei a ela o Linux mint cinnamon e ela viu que tudo funcionava.
Estes travamentos do notebook da secretaria impediam de gerar a guia de atendimento , que é gerada online para o paciente assinar , o que era outro transtorno , pois tinha que ser feito em um formulário padrão em papel, assinado pelo paciente, e quando o computador voltava a funcionar ser digitado e gerado uma guia sem assinatura que era grampeada a primeira. Fora que gerava uma impressão negativa no paciente , e mais uma vez tínhamos que dizer que o sistema não estava funcionando. Um dia conversei com a secretaria que ia instalar o sistema Linux computador dela , mas que ela poderia optar ao ligar o computador pelo Linux ou Windows 10.
Na hora do almoço instalei o sistema no notebook dela. E tudo foi rápido e funcionou imediatamente.
E ela nem quer saber mais de iniciar pelo Windows 10.
Tudo funciona em plataforma web.
Tudo roda redondo.
Outro dia ela disse: acho que travou a impressora.
Abri o gerenciador de impressão que dava mensagem de impressora unplugged, ou seja , desconectada, tinha mal contato na conexão usb e foi só trocar de porta usb que funcionou.
Depois comprarei outro cabo usb.
Ela ficou surpresa por não ter que reiniciar como antes.
Agora só Linux mint cinnamon.


#72

Trabalho com Linux desde 2006. Atualmente estou trabalhando para ter uma remaster focada no trabalho em nuvem (ChromeOS like), com a possibilidade de rodar programas offline. Focarei em startups, micro e pequenas empresas, para meu projeto, o Tiger OS.

Em casa uso o RadiX.


#73

Sou 1/2 sysadmin e 1/2 dba na empresa em que trabalho, lá utilizamos linux em alguns servidores. Temos RHEL, SuSE e esxi. Nas estações é windows mesmo, por política da empresa.