Virtualização de sistema

Salve à toda comunidade. Com as obrigações a serem cumpridas em home office, devido a esse período que estamos enfrentando, estou tendo que trabalhar com programas que são utilizados pela empresa em que trabalho, e lá todos os computadores utilizam Windows, por isso tive que “ressuscitar”, uma máquina mais “antiguinha” que tenho aqui em casa, mas está no mínimo sofrível. Tudo isso porque preciso de programas como, Proteus, SolidWorks, NxGraphics, WindowsForm, Indusoft, MickroC, Pickit3, além de alguns programas que emulam portas seriais e infelizmente só os encontro para Windows. Alguns o Wine o deixam até usável, mas a maioria não. Pesquisando pela internet, eu encontrei esse tutorial do Leandro Pinheiro, onde ele utiliza uma virtualização pelo KVM (que aparentemente se distingue do VirtualBox ou VMWare).
Gostaria de saber se alguém da comunidade já utilizou ou utiliza esse recurso de virtualização, pois se realmente for eficaz posso instalar o Windows dentro do Ubuntu em minha máquina principal, que é superior a que estou trabalhando hoje.

1 Curtida

Não vi o video, mas já vou colocar minha experiência:

Fazendo a máquina padrão vai ficar lento. MAS:

  • Use uma partição física como disco para o windows, use o modo virtio-scsi para o disco. Precisa de uma iso específica para o instalador do windows achar o hardware. Isso vai aumentar entre 2 e 3 vezes a performance de escrita-leitura
  • Se está planejando usar bastante RAM (acima de 2G já é perceptível), configure a máquina virtual para usar hugepages. Precisa configurar o hugepages e precisa reservar a RAM pro windows já no boot. Na prática quando vc inicia o computador já está com a memoria alocada para ele, mas se quiser vc pode desalocar pra usar o linux. Porém depois não consegue mais realocar e precisa reiniciar a máquina pra reservar a memória de novo.
  • Se o seu computador tem duas placas de vídeos, vc pode usar GPU Passthrough e vai ter um desempenho de 90% pra mais da sua placa de vídeo! Novamente isso é alocado no boot e vc só vai ficar com uma placa pro linux. Se vc só tem uma placa de vídeo eu acho muuuuuito mais difícil conseguir funcionar (olha que com duas já é trabalhoso)
  • Tenha dois teclados e mouse, e dedique um exclusivamente à máquina virtual.
  • O som padrão fica dessincronizado cerca de 0,1s. Se a sincronia for essencial procure por ivhsmem e conseguirá.

É isso, dependendo da configuração da máquina vc pode ter um desempenho entre 30 a 95% de um windows instalado baremetal (direto no hardware).

2 Curtidas

Depende do tipo de resultado que você quer:

Se você presa por desempenho vai de KVM.
Se presa por facilidade vai de VirtualBox/VMWare.

Eu prefiro usa o VirtualBox pela facilidade e poder transportar a VM para outros sistemas.
Aliás, mês passado eu migrei do Windows para o Manjaro Gnome, se alguém se interessar vou deixar o passo a passo para converter a sua instalação Windows em uma VM:

1 - Criei um disco virtual do C: do Windows com uma ferramenta da Microsoft (Disk2vhd).
2 - Formatei o PC e instalei o Manjaro Gnome.
3 - Converti o disco virtual gerado para um disco do Virtualbox (VBoxManage clonehd /path/to/windows.vhdx ~/VirtualBox\ VMs/windows/win10.vdi)
4 - Criei uma VM no Virtualbox e anexei o disco virtual convertido.
5 - Iniciei a VM, o Windows reclamou da ativação, puxei o serial da BIOS (sudo tail -c +56 /sys/firmware/acpi/tables/MSDM) e ativei o Windows da VM.

2 Curtidas

Vídeo interessante sobre isso:

Seria muito interessante o Dio fazer um video sobre isso.

2 Curtidas

Obrigado @Deleterium, minha única dúvida é se realmente quando for fazer uso do Windows consigo uma performance melhor do que a que tenho hoje. No VirtualBox as configurações devem ser meio que “compartilhada” e no KVM, eu achei que poderia entregar uma performance melhor.
O computador que está com Windows é um Desktop com processador Dual-Core, 8GB RAM, 500GB de armazenamento e placa de vídeo dedicada NVidia Geforce 8400GS 1GB;
O Ubuntu está em um Notebook com processador i5-8ª ger., 16GB RAM, SSD 120 GB + HD 1TB e placa de vídeo dedicada NVidia MX150 2GB.

Eu acho que se vc pelo menos colocar uma partição específica pro windows, e instalar o windows com o driver de disco virtio-scsi, vai ficar melhor sim. Usa o driver de vídeo QXL e instala o driver adequado no windows.

Acho q o Ubuntu já vem com suporte a hugepages, então deve ser fácil reservar os 8G no boot. Mas isso não vai dar tanta diferença (no meu caso apenas tirou umas micro travadas que dava a cada segundo).


Ah claro, a virtualização tem que estar ativada no firmware e no kernel!

2 Curtidas

Experimenta Gnome Boxes ou virt-manager.

1 Curtida