Vale a pena ultilizar o budgie desktop?

Eu estou tentando sair da vida de distro hoping e parar quieto em algum flavor do fedora pela frequência de atualizações e estabilidade

Atualmente estou usando o fedora com gnome puro, mas ele parece pesado pra minha máquina.
vendo vídeos no YouTube por exemplo sinto ele ficando lento coisa que não acontece no kde e no xfce

Vi o vídeo sobre o Ubuntu budgie a algum tempo e pensei em usar o fedora budgie, mas eu não encontro muita coisa sobre ele, parece que esse ambiente foi abandonado ou tem um desenvolvimento muito lento, tudo que vejo dele parece antigo pouquíssima coisa parece ser recente mas sem nenhuma mudança

Minhas perguntas são, vale a pena ultilizar esse ambiente em 2024? Ele realmente foi abandonado ou só tem um desenvolvimento lento? E ele é leve comparado a outros ambientes como o próprio gnome que ele é baseado?

Eu gostaria de testar eu mesmo o desempenho dele mas voltei aos estudos recentemente e tô cheio de trabalhos pra fazer e procurando emprego no tempo livre. agradeço muito caso alguém possa me responder qualquer uma dessas dúvidas e peço desculpas pelo textão

Pelo que sei o Budgie é tipo um fusão entre Gnome e KDE, se é mais leve que o Gnome, pelo o que eu experimentei é sim mais leve, pelo menos no meu PC com Ubuntu que recentemente testei, agora sobre o desenvolvimento não lhe sei dizer.

1 curtida

O Budgie está com o desenvolvimento muito ativo, que conta com um site frequentemente atualizado. O projeto do Budgie começou ligado ao da distro Solus, mas faz um tempinho que passou a envolver times que aplicam esse ambiente gráfico a outros sistemas. A meu ver, a inclusão do Budgie entre as opções oficialmente reconhecidas pelo Fedora é um reconhecimento de que o projeto é consistente, e vale dizer que está sendo oferecida uma versão em Budgie até na série do Fedora “imutável”.

Aliás, o Ultramarine Linux, baseado no Fedora, tem desde a origem o Budgie como seu desktop por excelência.

2 curtidas

O desenvolvimento não dói abandonado e o budgie chegou no fedora agora , inclusive essa é a primeira versão budgie

1 curtida

Sobre leveza, sim , ele é estranhamente mais leve sendo que usa o mesmo core do gnome praticamente, só que ele tem uma abordagem ainda de ficar no gtk 3 pelo menos no enquanto, pelo contrário o desenvolvimento do budgie tá bem ativo e agora recebeu reforços, tá trabalhando pra suportar wayland inclusive

1 curtida

Já testei o Budgie no Debian e no Arch, e achei meio “cru”, já que essas distros trazem o DE sem modificações. O Fedora também não costuma fazer muitas modificações nos ambientes gráficos. No Ubuntu Budgie e no Solus (a distro que “criou” o Budgie), a experiência deve ser melhor.

Eu prefiro o KDE Plasma, ou até mesmo o GNOME, que trazem um ambiente mais completo e uma experiência mais coesa em qualquer distro que você instalá-los. Além de que o desenvolvimento e implantação de muitas tecnologias novas no Linux desktop acontece primeiro nesses dois ambientes, um exemplo é o Wayland.

1 curtida

Quem suporta o budgie do fedora é o desenvolvedor da interface, e tudo que ele faz no solus incluindo temas e personalização vem no fedora

2 curtidas

Recentemente chegaram a cogitar até mesmo o fim do solus, e nisso ele pensou em o fedora se tornar a distribuição principal, inclusive ele suporta duas isos, o fedora normal e o Onyx onde o segundo é imutável e seu sistema principal

2 curtidas

Estou um pouco atrazado aqui mas queria deixar meu 5 centavos.

Desde de sempre venho usando linux e durante 10+ anos fui distro hopper, trocando de OS uma vez por mes ao menos. Recentemente tenho usado Ubuntu para trabalhar e Manjaro pra jogar:

  • Ambos estao utilizando GNOME nas suas versoes e customizacoes da distro, mas no Ubuntu tenho usando o i3 nos dias que preciso digitar muito.

Eu testei praticamente todos os window managers que eu achei pela internet, ate os mais obscuros que voce possa imaginar, sobre o Budgie especificamente eu nao gostei porque sempre tem alguma coisa que nao fecha com o resto, dando aquela impressao de Windows 10 no acabamento.

A razao pelo qual eu fiquei com Gnome 'e muito menos interessante do que voce iamgina: 'E mais facil e praticamente igual em todo lugar.

O Budgie no meu caso sempre causou problemas, seja travando, Gadgets que quebram a interface quando eu clico, tela de login toda estranha e assim vai. Fora um deal Breaker pra mim que foi o fato do Plank ter um bug, se voce coloca a doc no lado do monitor, voce nao consegue mais arrastar telas para outro monitor por aquele lado da tela. Esse 'e um exemplo, mas tem varios outros “bugzinhos” que quando voce mais precisa de agilidade, eles te quebram.

Talvez para alguem que nao liga pra essas coisas, ou um usuario avancado e com tempo de fazer esses ajustes vale a pena, mas no meu caso, depois de XX anos em linux eu so quero algo que funcione, entao pra mim nao rolou.

Se voce gostar mesmo do Budgie, eu recomendaria fazer um Benchmark de UX. Simule o seu dia dia no computador em um budgie sem customizacao veja se para o seu uso, ele entrega tudo que precisa sem causar interperies.

Budgie 'e muito bonito e cheio de addons que podem fazer sua experiencia ser ainda melhor, e como ja disse o mestre “O melhor jeito de saber se serve pra voce 'e testar”

1 curtida

já testei, gostei e não usei, porque o plasma mostrou-se mais adequado. uso-o no meu trabalho e sua semelhança com o windows ajuda bastante. mas só vc poderá dizer se vale a pena ou não.

1 curtida

eu to nessa fase do distro hopping desde que entrei no mundo linux a quase 1 ano ja kkkk, ate comprei um pendrive de 32GB pra usar o ventoy e testar varias de uma vez, mas to me forcando a parar quieto em um lugar agr e to no pop-os pelo cosmic que parece estar chegando

eu testei o budgie por uma semana tive a mesma sensação com a aparência dele e heaven menu que não acostumei com o jeito que ele funciona. mas ele funcionou legal aqui super leve daria pra usar tranquilo se eu não ficasse muitas e muitas horas na frente do not hsuah

Vou dar uma resumida em como está o desenvolvimento atual do budgie. Eles desistiram de atualizar esta versão atual, alem de defasada ela esta presa no x11, todos os esforços estão sendo destinados a portar o sistema pra wayland, e aparentemente isso vai acontecer em uma velocidade absurda (menos de 2 anos)

E após isso ficar pronto, o budgie vai ser apenas wayland, sem suporte a x11 mais.
Então pode parecer q ele não ta sendo suportado e nem recebendo atualizações, mas é pq a agua bateu na bunda e o fim do x11 ta chegando cada vez mais perto.

2 curtidas

O buggie está preso ao gtk3 e ao x11, na minha opnião existem opções melhores de DE. Também tenho o fedora instalado no meu desktop, instalei a spin do i3 nele, depois instalei o sway, hyprland e gnome (tudo isso para testar os wms etc). Não sei porque mas achei o gnome instalado dessa forma (sem ser pela iso principal) muito pesado e sempre tinha um bug para arrumar que aparecia no journalctl.
Ao invéns do buggie te aconselharia instalar o kde. Hoje eu uso apenas o kde no meu desktop, removi todos os twm e o gnome. O kde está bem estável no meu caso.

P.S. Eu também já fui distro hopping, mas hj eu não vejo mais sentido em mudar de distro no meu caso. Como já testei as distros principais (debian, arch e fedora) as outras acabam “sendo mais do mesmo”. Minha preferêcia é, respectivamente: Arch Linux (com kernel padrão e o lts), depois o fedora e por último o debian.

1 curtida

O cabeça do projeto do Budgie, Joshua Strobl, gosta de ousar, e é por isso que a próxima edição do Budgie vai ficar livre da base GNOME e mergulhar de vez no Wayland.

Deve ser essa ousadia que atraiu o interesse do Projeto Fedora. O Budgie “furou fila” e foi logo posto como opção entre os Fedora Atomic Desktops.

Quem quiser um ambiente gráfico atualizado desde a base, com as qualidades da programação contemporânea, provavelmente vai querer experimentar a nova geração do Budgie.

1 curtida