Vale a pena comprar um Raspberry Pi (4)?

Tendo em vista seu cenário é muito válido sim!
Veja só este outro tópico e poderá ajudar bastante:

1 curtida

Boa noite
Acho que seria mais interessante comprar no mercado livre um gabinete para PC com fonte de 200 watts , uma placa mãe itx com conectores para porta paralela , serial e Pci express e um pente de memória de notebook de 4 GB , utilizar um HD modesto ou SSD de 120 GB.
O gabinete sai a 250,00 , a placa itx sai a uns 500,00 , o SSD uns 140,00 e a memória uns 140,00 . Você conecta em uma Tv atual pela HDMI que dispensa caixa de som.
Apesar do preço mais alto você conseguiria rodar o Linux Mint com acesso a praticamente qualquer linguagem de programação , a imagem na tv seria muito boa , o computador seria x86-amd64 o que te permitiria uma flexibilidade muito maior , as saídas paralela e seriais te permitiriam fazer projetos de automação,a saída Pci-e permitiria o uso de placas de expansão , você poderia usar o computador ligado a tv para trabalhar ou transformar ela em uma smartv com central multimídia.
Se conectar um HD grande e deixar esta CPU ligada direto , consumindo menos de 20 watts , você teria um servidor em casa tanto de arquivos quanto de impressão.
O custo-beneficio seria muito, mas muito melhor e você teria múltiplas possibilidades.

Legal Denis!
Obrigado pela contribuição.
É uma muito boa possibilidade também.
Fiquei na dúvida de qual processador irá embalar tudo nessa mobo mini-itx.

No mais, ainda penso que um gabinete acabaria gastando mais energia e ainda tem a desvantagem do porte. Mas é tudo relativo ao espaço e comodidade que cada um busca.

Mantendo a mesma linha de pensamento em termos de montar um gabinete com periféricos externos, hoje eu investiria em, ainda assim, montar numa plataforma ARM com um CM4.
Teria ainda mais possibilidades para trabalhar as interfaçes IoT uma vez que é o propósito direto das placas e acessórios ao ecossistema Raspberry Pi.

Quanto ao sistema, a base de pacotes e softwares que rodam em x86, tendo base o Mint, por exemplo é muito similar ao que roda no aarch64. O port do softwares esta ampliando significativamente a caba versão nova que sai para ARM. Em termos de navegador, Firefox, Chromium, Vivaldi, Brave e vários outros estão por lá. Quanto a linguagens de programação, nem sei dizer se há alguma que seja exclusiva de x86 a ponto de não rodar em arm, e por isso que tudo tem virado cloudready. Inclusive o investimento da AWS, Oracle e outras sobre datacenter e cloud em ARM está crescendo em escala burtal, altíssima aderência.

Exitem limitações sim, com certeza, por exemplo para quem deseja desenvolver APPs, ai aperta por que atualmente a Google não da suporte para aarch64, embora tudo que ela produza tem o objetivo maior em rodar em aarch64 vido os smartphones todos atuais que são com essa arquitetura. Mas o Android Studio não é liberado para aarch64 mais por questões de business/negócio do que pela capacidade ou não de computadores ARM. Acredito que isso mudará em breve com essa mudança real de mercado focando em ARM. Não fosse assim uma gigante como a Apple não apostaria seu futuro nessa linha.

No entanto, volto a dizer que não existe um certo e errado e sim o que melhor serve para cada um. E com certeza se eu ganhasse um mini serve do jeito que você especificou ficaria bem feliz! Mas montar do zero que iria para outro caminho.

Obrigado novamente pela participação!

Eu tenho 2…

O primeiro é a versão original, que acabei comprando por impulso ao conhecê-lo numa feira (Latinoware). E ter contato com o bichinho naquela época, algo que ainda estava em conceito, era fantástico.
E o fornecedor, na oficina, fez loucuras com o bichinho, como emular um servidor web.

O outro é um 3, aí já roda uns emuladores, ou dá para usar como computador “decentemente”, especialmente considerando o custo x benefício e o consumo energético.

Para “aprender a programar”, vai ser muito frustrante, a não ser que seja algo específico relacionado a hardware ou querer “fazer acontecer” numa arquitetura cliente x servidor, fisicamente separada.

Eu nem sei o preço que está hoje, no RPi original paguei o preço de tabela com um descontinho na feira, no 3 foi da China a preços de dólar melhor que hoje.
Mas dá para ter um media center ou servidor mais parrudo e com baixo consumo de energia por pouco a mais, bem mais escalável.