UU - Feedback da Comunidade

Oi, eu não consegui pensar em um bom título para o que irei dizer agora mas, vamos lá:

Se completou 1 ano desde que vim aqui apresentar a proposta que deu o impulso definitivo ao projeto que estou participando atualmente como líder da equipe de designer e fiquei esse tempo todo sem dar mais uma resposta desde a última atualização que fiz porque acabei me afastando dos fóruns de Linux por medo de rejeição, perseguição e julgamento. Essa pandemia não está sendo fácil e estou aqui agora porque estou tentando novamente quebrar essa barreira de medo que acabei desenvolvendo esse tempo todo.

Em relação ao Ubuntu Unity (o projeto que faço parte), eu vi o vídeo produzido pelo canal, li todos os comentários e como na época eu não sabia lidar com feedback negativo eu pedi alguns conselhos no Ubuntu Discourse, onde o Alan Popey e outros membros acabaram por me orientar sobre como prosseguir e lidar com essa questão:

De fato, a versão testada no vídeo apresentava grandes problemas, que foram corrigidos na V4 lançada em Agosto, a qual essa nova versão trouxe estabilidade e rapidez para o sistema e para o Unity em si.

Atualmente o projeto caminha para a próxima versão (21.04), e a versão atual disponível para os usuários comuns além da atualização pontual lançada recentemente do 20.04.2 LTS, tem a versão 20.10 Groovy Gorilla, que tornou o sistema mais rápido e trouxe as novas artes, as quais eu fiz junto com os meus outros colegas de equipe pensando em expressar a nossa paixão pelo projeto, para que ele possa ter o seu brilho e seja a alternativa direta para quem não curte a versão principal com GNOME.

A versão 20.10 trouxe o Yaru Purple e o Kupfer para atalhos e mais outros ajustes para tornar a usabilidade mais confortante e outras correções de bugs. Se caso vocês quiserem baixar essa versão recente, esse é o link:

https://ubuntuunity.org/download/

Bem, se caso vocês encontrarem algum bug ou tiverem alguma ideia legal que queira compartilhar com a comunidade, eu deixo aqui o link do nosso grupo no Telegram:

Eu estou aberto ao feedback de cada um de vocês, para que possamos melhorar e aprimorar o que precisa ser feito. Participar desse projeto é algo que, me inspira todo dia a criar coisas novas e tentar melhorar para entregar aos usuários, uma identidade que represente nossa vontade de fazer as coisas acontecerem e serem melhores a cada dia.

Obrigado por ler e eu estarei lendo o que colocarem aqui logo abaixo.

8 curtidas

Olá @allan_ch :wave:t2:

Muito legal nos mostrar este projeto do Unity no Ubuntu, uma interface gráfica bem interessante, eu gostava muito dela, senti bastante falta. Isso é bem legal me deixa feliz e desejo todo sucesso com esta jornada. Parabéns!

:pray:t2:

1 curtida

È a vida cara

Vou dar minha mais sincera opinião, muito provavelmente vou até ser banido por ela uma vez que… foco @ Natanael.755! cara, eu sinto te falar mas a interface do Unity por mais legal que seja está basicamente congelada no tempo, se você quiser continuar mantendo uma distribuição inteira com ela sem tirar ela sem tirar ela de dentro do Cubo Stasis que a Canonical colocou, vai precisar lidar com a ideia de que você vai está lidando com um público que está funcionalmente extinto, ou seja tem usuários mas a tendência é que eles diminuam cada vez mais em velocidade cada vez mais acelerada até que você seja o último, e é óbvio que… com forme o tempo mais hate vai surgir, é a vida cara… a humanidade funciona assim


Mas nem tudo está perdido…

“se você quiser continuar mantendo uma distribuição inteira com ela sem tirar ela sem tirar ela de dentro do Cubo Stasis que a Canonical colocou”

Prestou atenção quando eu disse isso certo? Pois é a entropia nesse caso pode ser revertida (aproveita que é raro) e você deu o primeiro e mais importante passo (se não percebeu foi fazer isso):

Mas agora você precisa escolher o que você quer fazer:

Você quer realmente manter o projeto nesse caso, eu sugiro uma rebase quase completa:

  • Troque TODOS os apps do GNOME que estão sendo utilizados atualmente, por equivalentes ou do XFCE, do MATE, ou ainda do Cinamon, vou dar alguns exemplos:

    • Nautilus → Nemo (apenas, faça o tema se enquadrar)
    • Gnome System Monitor → XFCE Task Manager
    • Rythmbox → Parole

    O objetivo é simples, eliminar o uso de CSDs nos apps que vem por padrão no sistema, isso trará coesão visual com o sistema

  • Use o gtk3-nocsd isso vai matar de vez o CSD vindo de apps do repositório, mas atenção aqui, esse Hack vai introduzir um bug visual que é duplicar o titulo das janelas, mas esse bug é fácil de corrigir, basta colocar um arquivo CSS na pasta de configurações do gtk (~/gtk-3.0/gtk.cs) com essa linha:

headerbar,.titlebar:not(headerbar) {color: rgba(0,0,0,0);}
  • Use a ordem “correta” dos botões minimizar, maximizar e fechar, como você usa o lado esquerdo use assim: Fechar, Maximizar e Minimizar

  • Vai ter que fazer seu próprio Painel de Configurações, muitas coisas são tratadas como apps mas deveriam ser configurações, exemplos:

    • Usuário e grupos
    • Aplicativos iniciais de sessão
    • Atualizador de programas
    • Hora e data

    Passa um pente fino no menu, o unity tweaks deveria estar integrado tb

  • Me explica em 4 palavras ou menos respondendo a pergunta “O que é um pinguim sombrio e sua relação com o projeto”, difícil? Quando eu fui baixar, estava escrito Dark Penguin e apareceu um monte de pasta, eu sei o que é, mas pessoas que vão estar interessadas no seu projeto, não

  • Remova, qualquer app duplicado que tiver no sistema

  • Se você fizer isso acima, parabéns, fez 10% do que há pra ser feito, agora, você precisa pensar como um empreendedor:

    • Que problema você resolve com o Ubuntu Unity? A falta do Unity não é o problema, já é a solução, pra te dar uma luz, por que alguém pagaria R$ 778,00 reais no Ubuntu Unity? Se não entender o motivo de pensar que o usuário está pagando pelo sistema que é disponibilizado de graça, talvez precise de um curso de marketing… pra finalizar: como dizia o Grande Soldador: “Viu uma necessidade? Atenda!”
    • Sei que já pagaram domínio e talz… mas e o nome? Quando alguém pesquisa no Google, até a 4ª pagina 80% dos resultados fazem referencia a “Canonical descontinuou” e “como instalar no 20.04 LTS”, em outras palavras, para a Internet, o Ubuntu Unity morreu no 16.04, além de que Ubuntu e Unity começam com duas vogais iguais, isso geralmente ferra o SEO
    • Nunca coloque o usuário pra corrigir erros do desenvolvimento do sistema

Isso acima, é o mínimo do mínimo pra começar a sair da situação (a parte fácil), tem muita coisa faltando no projeto ainda, vou dar alguns exemplos, imagine uma criança de 5 anos perguntando isso:

  • Como eu faço pra saber quais os maravilhosos apps vem no sistema?
  • Quando sai a próxima versão?
  • Como eu faço pra instalar?
  • O que é root?
  • Como “Instalar” o Google Docs, Whatsapp, Messenger, Classroom, Teams (apps populares fora do repositório)? Lembrando que as pessoas tem aversão ao terminal, que tal ter um repositório com scripts pra instalar isso com um clique? Só que isso não mostra pro usuário que dá pra instalar, tem que resolver isso também
  • Como eu desenvolvo um app pro Ubuntu Unity? Tem IDE? Formato de empacotamento? Onde eu publico? Qual é o HIG?
  • Tô com uma dúvida besta, e tô com vergonha de perguntar, cadê o FAQ?

Pra finalizar, inove saia da matrix, vou mostrar um trecho retirado de uma matéria que eu acabei de extrair de um site de tecnologia bem famoso com modificações na escrita porque o site apresentou soluções, e espero de coração que você responda, uma solução inteligente:

“As pessoas praticamente já nascem sabendo utilizar, seu uso é muito simples, qualquer criança consegue usar um smartphone, porém quando passam pro computador desktop ou notebooks, mesmo dominando o Mouse e Touchpad, elas tem dificuldades em organizar os arquivos e janelas”


Pra finalizar, eu gostaria de dizer que, pro Unity 7 continuar vivo, ele precisa morrer primeiro, não vou explicar, mas espero que entenda o que eu quis dizer

2 curtidas

Olá @Natanael.755. Estarei em breve fazendo um novo post respondendo sobre esse e outros feedbacks recebidos aqui.

Obrigado pelo feedback.

Sinceramente, eu não peguei a época do Unity, pois quando fui tentar fazer a instalação do 16.04 há muito tempo, foi lá que evitei Linux por que cheguei até a estragar um pc tentando.

No Ubuntu 18.04 e 20.04, e provavelmente nos próximos, a primeira coisa que faço e irei fazer é desinstalar aquela dock direto na área de trabalho. Se for falar de design, é a pra mim a coisa mais chamativa do Unity, e eu já não uso. Acho que isso diz um pouco de como seria minha utilização com Unity, porém pode revelar minha ignorância, já que estou praticamente dizendo que Unity se resume àquela barra lateral com aquele menu diferente (que btw, tem blur!).

Eu gostei do esquema de cores no Ubuntu 20.04 Unity Remix, do blur no menu. E sinceramente, já que quando algo é OpenSource a gente não pode reclamar de nada por que não tá pagando, somos obrigados então a usar o que tem pra usar. Sendo assim, alguém gosta de Unity, e já que o Remix existe, a quantidade de pessoas é suficiente. Então, continue publicando! A última coisa que queremos é que faltem opções (que é a nossa única chance de encontrar o que precisamos), então sou a favor de existir um Unity Desktop, ainda que eu não use ele.

Uma dúvida, estão usando o Unity 7.X ou o fork, Lomiri?

Pq até aonde eu sei, muita tecnologia do Unity 7.X está muito defasada, sendo q muitas coisas foram descontinuadas, como o Compiz.

Bem, o Lomiri ainda não está desenvolvido o suficiente para usar em produção do desktop (eu diria que seu desenvolvimento está próximo da estaca zero!).

Mas, btw, o Mint não tá trazendo o Compiz pro Xfce?