Usar vários repositórios de uma maneira "híbrida"

Ola Pessoal!
Me bateu uma dúvida e sinceramente não vi muita confiança nas pesquisas web
Pode se misturar repositórios no Debian ao foco de sair do stable para o testing+unstable so alterando a source? Ou tem q mexer em mais algo? E será que funciona bem no dia a dia?

1 Curtida

Não, de maneira híbrida não (se entendi bem o que você quer dizer por híbrida), provavelmente você vai encontrar conflitos, como por exemplo um pacote X querendo gravar um arquivo A com uma receita de assado e um pacote Y querendo gravar o mesmo arquivo A com uma receita de cozido, do qual amos dependem com exatamente estas informações. Não tem como você abrigar na sua humilde máquina 2 arquivos A no exato mesmo lugar sob a mesma raiz do sistema. :slight_smile:

O que você pode fazer é atualizar o sistema para testing, ou fazer uma escolha seletiva sob seu próprio risco de pacotes para atualizar, vai exigir algumas mudanças exóticas para alguns nas configurações do APT. De qualquer forma, só costuma valer a pena para pacotes que não estão disponíveis no stable, não para atualizar pacotes.

2 Curtidas

Debian hibrido é o nome comumente utilizando quando usamos mais de um versão de repositorios no APT, portanto, qualquer mistura que você fizer que tiver mais de um debian na source seria hibrido, porém, não é simplismente mudar la, antes de usar comandos para instalar e atualizar pacotes você deve garantir que se APT saberá qual é a versão mais importante…

Como assim? Imagina que você colocou testing+unstable… a ideia é que você consiga baixar a pacotes da unstable que não estão disponiveis na testing, certo? e pronto, você tem uma prioridade :sweat_smile: afinal, isso significa dizer pro pc “Olha, se não tiver na testing, teria como tu baixar unstable?” e ele te responde “claro ue!”

Vou te mandar um link que mostra isso mais detalhadamente, mas a todo custo, todo cuidado é pouco, sempre deixe as versões mais estaveis com prioridade maior para evitar problemas com dependencias, acredite, é neste caminho que sem querer vc pode acabar quebrando o debian (sim, isso é possivel kkkk)

https://wiki.debian.org/AptConfiguration

3 Curtidas

No geral não é nem possível, as diferentes versões do Debian usam diferentes versões de pacotes “core” como o libc, o libglib, o core utils… e como o debian mantém os mesmos pacotes entre versões, no primeiro update na melhor das hipóteses você troca sem perceber o stable pelo testing sem nem passar pelo unstable

3 Curtidas

Anos atrás eu fiz algo assim. Seguindo tutoriais (claro, pois a parada é extremamente difícil e necesssita alto conhecimentos sobre as dependencias dos pacotes) usei o mesa da versão testing no stable.

Como foi falado precisa definir prioridades dos pacotes pro apt saber de onde instalar o que.

Resumo: Dar, dá! Mas é difícil!

3 Curtidas