Uma mudança esperada no Firefox!

Confira o post completo no blog: https://diolinux.com.br/softwares/mudanca-no-firefox.html

O Firefox é um navegador de internet bastante popular e está preparando uma mudança significativa em seu design, confira algumas novidades.

5 curtidas

Um dos redesigns que pode ocorrer, pelo meno no Linux, é tirar esse espaço que tem entre os botões de janela e as guias. Eu tenho TOC com isso: Screenshot_20210225_114515 .

Vai em “Personalizar” e desativa “Barra de Título”, no canto inferior esquerdo.
Em algumas DE, funciona. Em outras, não.

1 curtida

É exatamente por ativar essa opção que isso acontece, eu uso o KDE Plasma.

tenta seguir este tutorial do Pessoal do Deepin em Espanhol para ver se funciona.
Fiz uma vez no Deepin e funcionou.

1 curtida

O Firefox é um navegador ótimo, o único defeito dele é que não tem suporte ao Microsoft Teams, me obrigando a usar no mínimo um outro navegador (o app do Teams é extremamente mal otimizado, especialmente no Windows).

E sei lá, não me empolga essas mudanças, eu nem ligo muito na aparência do navegador.

2 curtidas

A questão é que o Teams não tem suporte ao Firefox. O que está acontecendo é que a popularidade do Firefox caiu a tal ponto que os desenvolvedores só se importam agora com os navegadores Chromium-based.

O que fez a popularidade do Firefox cair:

  • A dependência do Google para pagar as contas: o Firefox é ofertado com o Google como buscador padrão, e a Mozilla recebe por isso.
  • O Google Chrome passou a oferecer um início mais rápido que o Firefox nos HDs.
  • O Google lançou serviços que boicotaram o Firefox. Era e ainda é comum ter problemas com serviços do Google rodando no Firefox, fora que as funções de voz só podem ser usadas em um navegador Chromium-based. Não importa o que a Mozilla faça, é um boicote de uma concorrente que conseguiu fazer todo mundo usar seus produtos.

Prevejo que o futuro será dividido entre Google Chrome e Microsoft Edge, e a Microsoft vai sim lançar serviços e fechar acordos para que serviços de terceiros funcionem melhor no Microsoft Edge do que nos navegadores concorrentes. Netflix, por exemplo, alguns dizem que o único navegador que oferece suporte a 4k é o Microsoft Edge (não é o Edge que é o melhor, mas é uma limitação imposta por software desenvolvido pela Netflix que ao detectar outro navegador acaba por diminuir a qualidade).

Veja bem, o Prime Vídeo é outro que não quer funcionar bem no Linux, oferecendo apenas suporte a qualidade SD no Linux. Mas se usar o Wine e o Firefox, a qualidade aumenta. O problema não é o sistema operacional, mas uma limitação imposta por meio contratos ocultos do público entre a Amazon e a Microsoft.

4 curtidas

O Firefox 89 está lindo :heart:

6 curtidas