Uma Distro Fixed Release do Arch

Oi pessoal,

Sou usuário de distros da base Arch há algum tempo e tem algo me incomodando: a quebra de dependências e afins após a atualização. Não tenho tanto problema com isso no arch, atualizo uma vez por mês quando eu lembro, mas vez ou outra voce abre um programa e pumba: ganha uma hora perdida tentando resolver. Isso e algumas dificuldades de configuração de impressora, disso e daquilo…

bom, voltei para o manjaro mas incrivelmente ele apresentou muito mais problema de quebra após atualização que o arch em si, o que me levou até o Linux Mint (acho mais bonito que ubuntu). Mas eu gosto da simplicidade do pacman (que o apt me parece atrasado), do AUR, do conceito de ter tudo o mais atualizado possível e fica aquela pulga para instalar o archlinux de novo.

E ai pensei, será que existe alguma distro fixed release na base arch? Fiz uma pesquisa mas não achei nenhum projeto nesse sentido então pensei em fazer essa distro. Então aqui vai meu questionamento: Usuários arch, teriam interesse? Conhecem alguma distro fixed release com acesso ao AUR? Usuários de outras bases, se interessariam por um projeto desses?

No início acho que seria mais uma refisefuqi até ganhar um corpo maior (isso se chegar lá) mas fica ai uma possível contribuição

Olá @vinicius_oliveira tudo beleza?

Antes mesmo de pesquisar me pareceu altamente improvável que exista uma distro fixed relase à partir de uma rolling - meio que não faz sentido. :slight_smile:

Não sei se temos usuários de Arch/Manjaro suficiente aqui para conseguir um feedback consistente, já pensou em postar isso no fórum do Manjaro ou do Arch?

:vulcan_salute:

Uma coisa que pode amenizar isso, é instalar pacotes LTS no Arch e se manter neles. Por exemplo, usar o Kernel LTS e o KDE Plasma LTS, usando softwares em flatpak e snap, assim dificilmente o sistema quebraria, imagino.

Tenho arch já um bom tempo…
Uns 10 anos…

E só tive problemas com softwares bibliotecas poucas vezes…
Nunca quebrou o sistema…
Normalmente fazia o dowgrade é esperava o conserto ou fazia path com conserto.
Mas no início tive que reinstalar algumas vezes.por falta de conhecimento do sistema
Tive os mesmos problemas com Ubuntu, mint, fedora e etc…

Engraçado que no manjaro tive sérios problemas, a pouco de quebrar o sistema umas 3 vezes…
Solucione, mas acabei desistindo do sistema…

Pois é kkkkkk
Eu pensei isso como uma forma de não voltar a ocorrer o problema, mas agora acho que foi meio exagerado

Eu tinha o kernel LTS no arch, mas não lembro se a interface era tbm (usava xfce)

@swatquest, então, nunca chegou a quebrar o sistema, mas um programa ou outro. E sinceramente ainda não aprendi a achar o pacote que quebrou e fazer o downgrade de forma automática, tenho que ficar procurando na internet como fazer isso.

acho que a intenção de criar uma distro dessas por mim mesmo é mais uma “aventura” que necessidade, embora eu gostaria de resolver esses probleminhas…

Como disse o @eddiecsilva, não faz sentido Fixed baseado em distro Rolling Release.

O que você pode fazer é evitar atualizar o sistema, continuar utilizando o AUR e atualizando aplicativos pontuais de sua necessidade, como atualização de navegadores e afins, e caso seja necessário atualizar as dependências para atualização destes aplicativos.

Utilizei por um bom tempo Arch, e para mim, é a melhor distro linux, porém como não estou com disposição de suportar quebras de app, mesmo que o fix seja feito em algumas horas, migrei para o Fedora para evitar este problema, porque não “consigo” deixar de buscar atualização diariamente (pensamento rolling release) e aplicar as atualizações caso houver.

Outra alternativa seria utilizar o Manjaro, que possui um “delay” para liberar as atualizações do Arch, mas mesmo assim você ainda estará suscetível a quebra de apps.

suspeita da causa desse quebra quebra aí…

1 Curtida

Então, a questão é que isso é impossível, os pacotes do Arch são compilados com base nas bibliotecas mais recentes seja do X, libwayland ou mesmo da glibc, se você fazer um Arch LTS vai ter que compilar pacotes na mão, e hospedar já que pelo que eu entendi vc quer uma distribuição…

Olha acho que o que o @Dio disse é uma boa mas o client do snap e flatpak ainda puxariam eventuais updates bleeding edge do sistema através do efeito cascata, ou seja você atualiza o client que atualiza uma dependência que é dependência de outro pacote… acho que única saída seria usar AppImages

1 Curtida

Uma coisa que você pode fazer é acessar o AUR através de uma jaula no sistema de arquivos como o proot

Eu preciso do Rstudio e Latex, que estão no Aur kkkkk

Eu preciso do Rstudio e Latex, que estão no Aur

o Latex você tem opções bem interessantes online como o Overleaf que você pode sincronizar com o dropbox e github.

Em relação ao Rstudio, ele mesmo tem uma forma de atualizar internamente. É um pacote extra que você instala e faz o upgradeR() direto no ambiente.

1 Curtida

Talvez, né? Mas ao menos eles são sandbox, então não afetaria tanto no sentido do app em si em relação ao sistema, as únicas coisas que seria “móveis ali”, seria o próprio flatpak e suas runtimes e o snapd, o daemon. Não sei se teria mais coisas que isso.

Segundo o flatpak por exemplo puxa 32 dependências sendo algumas core (ou seja, muitos pacotes dependem de versões específicas deles e esses pacotes não tem retrocompatibilidade ou a tem apenas parcialmente) por exemplo a glib2 que pelo que está aqui é a 2.44, se atualiza ro client do Flatpak pode ser necessário atualizar esse pacote, acontece que esse pacote é dependência de vários componentes do sistema, então teoricamente atualizar o flatpak, ele atualiza esse pacote e essa atualização pode forçar a atualização de outros componentes do sistema, o flatpak no Arch não é linkado estaticamente. É um exemplo de uma possibilidade

1 Curtida

Oi, para deixar mais claro até pra quem for ler o material aqui, estas são dependências do flatpak nesta distro (Pop!_OS):

dio@pop-os:~$ apt-cache depends flatpak
flatpak
  Depende: adduser
  Depende: bubblewrap
    bubblewrap:i386
  Depende: xdg-dbus-proxy
    xdg-dbus-proxy:i386
  Depende: libappstream-glib8
  Depende: libarchive13
  Depende: libc6
  Depende: libdconf1
  Depende: libfuse2
  Depende: libgdk-pixbuf2.0-0
  Depende: libglib2.0-0
  Depende: libgpgme11
  Depende: libjson-glib-1.0-0
  Depende: libostree-1-1
  Depende: libpolkit-agent-1-0
  Depende: libpolkit-gobject-1-0
  Depende: libseccomp2
  Depende: libsoup2.4-1
  Depende: libsystemd0
  Depende: libxau6
  Depende: libxml2
  Conflita: <xdg-app>
  Recomenda: desktop-file-utils
    desktop-file-utils:i386
  Recomenda: hicolor-icon-theme
  Recomenda: gtk-update-icon-cache
    gtk-update-icon-cache:i386
  Recomenda: libpam-systemd
  Recomenda: p11-kit
  Recomenda: policykit-1
    policykit-1:i386
  Recomenda: shared-mime-info
    shared-mime-info:i386
  Recomenda: xdg-desktop-portal
 |Recomenda: xdg-desktop-portal-gtk
  Recomenda: <xdg-desktop-portal-backend>
    xdg-desktop-portal-gtk
    xdg-desktop-portal-kde
  Sugere: avahi-daemon
    avahi-daemon:i386
  Substitui: <xdg-app>

De forma geral são algumas libs apenas, provavelmente não causariam problema, curiosamente o snapd tem apenas uma dependência:

dio@pop-os:~$ apt-cache depends snap
snap
  Depende: libc6

Eu fui dar uma olhada nas dependências do Flatpak e Snap no Arch e eu descobri que os desenvolvedores do Arch Linux não dão suporte a Snaps.

Para Flatpak e AppImage o suporte existe.

Para ter certeza absoluta eu fui verificar na Wiki do Arch Linux, pois nela está qualquer mudança ou explicação sobre o que existe no Arch e realmente, o Arch não dá suporte oficial para Snaps.

Quem quiser usar Snaps no Arch tem que instalar o Snapd através do AUR.

Não sei se isso é uma novidade ou se estou atrasado, mas a verdade é que eu não fazia ideia, então fica de aviso aos interessados (@vinicius_oliveira).

2 Curtidas