Ubuntu mate pedindo pra digitar usuario quando liga

Oi! Eu queria experimentar o fish como shell padrão no terminal só que sei lá por que depois disso quando eu ligava o sistema ao invés de aparecer só pra eu botar a senha como sempre, acabou pedindo pra escrever o usuário e só depois botar a senha.

Por quê isso aconteceu e como fazer pra voltar ao normal de ligar o sistema já com meu usuário selecionado pronto pra botar a senha e entrar no sistema?

Oi @steph, você pode me mostrar como está o seu arquivo de configuração do GDM por favor?

Dá um cat no terminal:

cat /etc/gdm3/custom.conf

E cola o resultado aqui por favor, só pra ver se tem algo anormal ali. :slight_smile:

Dentro dessa mesma pasta, tem um outro arquivo que pode dar algumas dicas pra gente:

cat /etc/gdm3/greeter.dconf-defaults

2 curtidas

Oi @Dio o mate também usa o gdm? Eu esqueci de botar que era ubuntu mate :blush:

eu acabei formatando e desisti de tentar o fish por causa do que aconteceu :sweat_smile:

mas eu basicamente segui o passo de instalar o fish pelo comando sudo apt-get install fish e depois echo 'fish && exit 0 || exit 1' >> ~/.profile e aí quando reiniciei aconteceu o problema, daí formatei e também tentei com chsh -s /user/bin/fish e deu o mesmo problema :confused:

edit: tentei de novo nessa nova instalação mas dessa vez depois que instalei o fish fiz o que vc fez no tutorial pra usar o zsh, com o comando sudo pluma /etc/passwd pra mudar no meu usuário e encerrei a seção e deu o mesmo problema de ter que digitar o usuário e depois colocar a senha. Vi aqui que o mate usa o lightdm, em /etc/lightdm/ tem isso aqui:

no arquivo users.conf tem isso aqui:

#
# User accounts configuration
#
# NOTE: If you have AccountsService installed on your system, then LightDM will
# use this instead and these settings will be ignored
#
# minimum-uid = Minimum UID required to be shown in greeter
# hidden-users = Users that are not shown to the user
# hidden-shells = Shells that indicate a user cannot login
#
[UserList]
minimum-uid=500
hidden-users=nobody nobody4 noaccess
hidden-shells=/bin/false /usr/sbin/nologin /sbin/nologin

na pasta lightdm.conf.d tem esses dois arquivos:

no 1º arquivo tem isso aqui:

[SeatDefaults]

# For real usage of Arctica Greeter as Thin Client login
# system, remove the comment hashes for all options below

# we are very serious, we _want_ Arctica Greeter as LightDM greeter!!!
greeter-session=arctica-greeter

# don't show local user names at Arctica Greeter login prompt
#greeter-hide-users=true

# don neither show a username / password login prompt for local login
greeter-show-manual-login=true

# disable guest sessions (a guest session requires a valid default
# user-session parameter, see below)
#allow-guest=true

# enforce showing remote login feature
greeter-show-remote-login=true

# if on Ubuntu and Unity is not installed, this is a minimal user session type for
# default (guest) sessions (sudo apt-get install openbox)
#user-session=openbox

e no 2º arquivo tem isso aqui:

[SeatDefaults]

# don't show a username / password login prompt for local login
greeter-show-manual-login=false

edit2: com o comando sudo pluma /etc/passwd botei o bash de novo no meu usuário e o problema continua mesmo depois de reiniciar/encerrar seção :thinking:

OI @steph desculpe, não me atendei que era o MATE, ele usa outro greeter mesmo, acho que é o LightDM, mas em fim, agora você já formatou.

Provavelmente o problema foi realmente na forma com que você tentou mudar o seu shell padrão, existe um comando para isso, que é:

chsh -s `which fish`

O ‘chsh’ é o “change shell”, legal né? Então você pode ir e voltar com qualquer shell que queira com ele, por exemplo:

chsh -s `which bash`
chsh -s `which zsh`

Você teria que logar e deslogar para fazer efeito nessa mudança. Outra alternativa seria alterar pelo próprio terminal, assim você não muda o shell do sistema como um todo, mas só do app de terminal.

O MATE Terminal é um fork do que o GNOME tem, então imagino que seja parecido, se você ir até as configurações do terminal, no seu perfil, e chegar nessa aba “Comando”, e marcar a opção que diz “Executar um comando personalizado em vez do Shell padrão” e colocar na caixinha do comando personalizado o “fish”, toda vez que você abrir o terminal, o fish ou qualquer outro vai ser carregado.

1 curtida

Vou tentar como vc falou @Dio , tu sabe se tem algo estranho nos arquivos que mostrei? E pq será que mesmo eu voltando a usar o bash o problema continua? Eu tinha formatado mas mesmo assim tentei de novo pra ver se mostrava algo nos arquivos q vc pediu, parece ser uma mudança que ocorre logo após baixar o fish já que mesmo usando o bah e não o fish isso continua :thinking: