Troquei o PPA do Ubuntu pelo AUR do Manjaro (Arch). Fiz bem?

Na minha aventura de testar distros, instalar, desinstalar, quebrar o sistema, amar de logo em seguida me decepcionar, acabei caindo no mundo Arch Linux através do Manjaro (rolling release).

Confesso que eu tinha resistência de trocar as distros baseadas no Ubuntu e sua vasta comunidade e repositórios pra tudo que é lado. Dae cansei, porque não tinha interface gráfica que me satisfizesse, fosse ela através de um Mint, Ubuntu, Deepin ou Elementary… por mais que encontrasse pontos bons nelas.

Resolvi ver o que esse tal de Arch Linux tinha de tão bom, pois falam muito bem dele… mas esse conceito de ser tão “manual”, não funciona muito comigo, foi daí que resolvi conhecer melhor o Manjaro, que seria o “Arch Linux simplificado”. Fiquei receoso por talvez não encontrar apps, já que qualquer desenvolvedor cria para Ubuntu, então como seria isso no mundo Arch e seu repositórios AUR?

Surpresa! Tem TUDO na loja de apps… tudo e muito mais. Fiquei eufórico com isso e aliviado ao sentir que eu não precisaria mais ficar caçando PPAs e acabar ficando na mão porque aquele PPA não cabia para a versão que eu estava usando, até mesmo porque é um saco ficar add repos e inclusive pode quebrar pacotes, etc. Por fim, é com o Manjaro que estou conseguindo usar o Gnome de modo leve, feliz e contente… é como se ele administrasse melhor a RAM e CPU do meu intel i3, 4gb e vídeo integrado.

Agora a pergunta que fica é: será que estou só em uma lua de mel com o Manjaro e sua “loja de departamentos”? Os repositórios oficiais + AUR + suporte a Flatpak e Snap são mesmo eficientes e dão conta de um usuário entusiasta e curioso? É bem mais eficiente do que os Ubuntu e Debian based da vida? É mesmo bem mais estável como eu tô sentindo aqui?

Além dessa pergunta, queria abrir uma votação.
Qual dessas distros você considera ser a mais leve e estável?

  • Ubuntu
  • Linux Mint
  • Elementary
  • Debian
  • Arch Linux
  • Manjaro
  • Fedora

0 votantes

4 Curtidas

Tenho configurações parecidas com as suas, provavelmente o Manjaro rodaria bem na minha máquina.

Mas tenho umas dúvidas, você usa o seu computador para quais tipos de atividades como programação, jogos, criação e manipulação de imagens ou é apenas um usuário comum?

1 Curtida

Por mim, não só fez bem como fez muito bem.

O AUR é muito mais dinâmico que o PPAs: não precisa ler uma bíblia para conseguir contribuir um pacote pra comunidade, vários pacotes já vem com soluções testadas pela comunidade embutidas, e tem vários programas proprietários que o dono nunca sonharia em empacotar para Arch, já que o AUR é só uma coleção de scripts e tecnicamente não há nenhuma violação de direitos autorais ao baixar o .DEB oficial, gambiarrear e reempacotar localemente.

E não tem “You Have Held Broken Packages”, “Can’t Update Securely” e outras frescuras do APT.

Como entusiasta, o Arch é um sonho.

4 Curtidas

Tô pensando em dar uma segunda chance pro manjaro KDE, usei ele uma vez mas eu era bem noob ainda, tinha começado a usar Linux não devia nem ter uma semana

2 Curtidas

@Guarazinho eu para vídeos e músicas, downloads, edições de imagens, redes sociais… em internet sou hard user, o que provoca um maior uso do sistema, já que costumo abrir muitas abas no navegador. O Gnome do Manjaro tbm não é assim “veloz” na minha máquina, mas roda bem, ou seja, acaba sendo um ótimo custo beneficio entre “consumo de hardware X produtividade e praticidade”

@Capezotte é exatamente essas características que me convenceram a instalar o Manjaro, mas vou te falar que ainda assim precisa ser esperto ao instalar algo da loja, visto que são muitas opções do mesmo app/pacote e acho importante saber escolher um fornecedor ativo nas atualizações e instalar a versão correta, já que nem todos tem uma descrição adequada.

@Davi.qb vai fundo colega! Acho que agora com olhar mais técnico, você conseguirá enxergar Manjaro de forma mais clara enquanto os recursos dele.

3 Curtidas

Eu não uso Ubuntu a um bom tempo . Instalo, testo e volto pra família Arch(Manjaro).

Acho um saco ter que sair adicionando ppa e a cada upgrade de versão da distro correr o risco de dar ruim. Da um problema tem que sair revirando fóruns de Internet.

Pra mim Rolling release + aur + wiki do arch não tem nada igual. Deixo a raiz em btrfs + timeshift e a chance de dar problema é quase 0.

1 Curtida

AUR é 100% confiável? E pq o Arch não aumenta mais seu repositório?

Como o Debian é o mais conservador…
Arch também para quem “manja dos paranauês” e não faz besteira também certamente é bem estável.

Não é 100% confiável, embora eu nunca tenha tido problemas com ele e nunca ouvi falar de alguém que também tenha tido. Para usar o AUR com mais responsabilidade, é necessário saber ler o pkgbuild, embora eu mesmo não saiba lê-los. Mas a base Arch eu sinceramente acho imbatível: depois que a experimentei, nunca mais quis saber de pacotes deb e do apt. O pacman é rápido e simples (melhor que ele só o yay, também do Arch).

Também gostei muito do Manjaro. Já estava cansado de adicionar PPA’s que destruiam tudo e depois o apt dizia: tem pacotes estragados

Parece que foi a cura do SDA para mim :smiley:

2 Curtidas

Tecnicamente não. Já ocorreu caso de malware no AUR, por exemplo.

O principal problema do AUR é que é uma Wikipédia de shellscripts e lá qualquer um pode enviar qualquer coisa. Apesar de eu pessoalmente nunca tive problemas com pacotes de lá e nunca ter visto scripts suspeitos por lá, é importante essa ressalva.

Mas o Arch faz isso. Inclusive, a seção community do repo do Arch Linux é feita justamente de programas que ficaram extremamente populares no AUR e que o pessoal dos servidores do Arch então tomaram responsabilidade.

Claro que nunca vai ter o mesmo tamanho do repositório do Debian e do Ubuntu, já que é muito esforço dos maintainers atualizar em sincronia e com rapidez um monte de pacotes praticamente todo mês, e que não é possível eles distribuírem programas proprietários sem complicações quando não se tem um time de advogados como a Canonical.

1 Curtida

Pra não dizer que não existem repositórios de terceiros existe um repositório chinês que já possui uma penca de pacotes do aur compilados:

“GitHub - archlinuxcn/repo: Arch Linux CN Repository” GitHub - archlinuxcn/repo: Arch Linux CN Repository

2 Curtidas

Quais os diferenciais desse repositório?

Sempre que possível o ideal mesmo é usar AppImage, Snap e Flatpak. Em geral são seguros e não “quebram” sistemas.

2 Curtidas

Já tem o Chromium, Chrome, Android Studio, RClone e outros pacotes prontos para instalação.
Pacote que hoje estão no AUR.

Quebrar um sistema é uma coisa relativa. Se a pessoa não tem conhecimento nenhum de linux pode quebrar a maioria das distros. Para não quebrar o sistema é só ler as mensagens na desinstalação de um pacote. Eu só uso AppImage, Snap e Flatpak em ultimo caso.

E você acha esse repositório mais seguro que o AUR?

Seguro mesmo só repositório oficial, mas depois de 1 ano de uso não vi ninguém reclamando.

Sobre os PPAs e repositórios de terceiros, eu respeito sua opinião, mas discordo parcialmente, afinal, quem nunca esteve com o sistema redondinho e após uma simples atualização do sistema teve problemas justamente por causa de repositórios adicionais?! Pelo menos no Ubuntu e derivados era situação recorrente.

O problema é quando um repositório de terceiros sobrescreve alguma biblioteca de um repositório principal. Se isso não acontece então a chance de dar problema é menor.

O ArchLinuxCN é mantido e assinado por um dos Trusted Users (a maçonaria de mantenedores do repositório oficial) do Arch. Ele com certeza é mais confiável que o AUR.

2 Curtidas