TigerOS - Cloud Desktop

xubuntu
#1

Creio que muitos de vcs já ouviram falar do ChromeOS, um sistema da Google que oferece um sistema cujo foco é o trabalho na nuvem. Inclusive sua loja de programas é o Chrome App Store.
Porém, esse sistema não permite a instalação de programas locais, como os demais OS.

Criei uma remaster com a premissa base do ChromeOS, porém, com a Gnome Software Center para a instalação de programas localmente (com suporte a Snap e Flatpack).

O sistema é bem simples, até porq não dá para esperar muito de uma ISO de 952mb.

Gostaria da ajuda de vocês quanto a melhorias. O link para download é:

https://drive.google.com/file/d/1ElHv_VoiX3f1XDaS74SAJb8nUWeWbq7e/view?usp=sharing

4 Likes

#2

Rapaz, é muita coincidência. Eu já estava preparando um netbook que tenho aqui em casa para instalar o Cloudready, da Neverware. Já tinha instalado antes, mas tive que tirar para fazer o meu imposto de renda. Pretendo voltar com ele assim que passar o prazo para entrega (caso precise fazer uma retificadora, o imposto do meu sogro e da minha cunhada que ainda falta), e aí vou instalar essa remaster sua. Parabéns pelo trabalho. Vou rodar no pendrive e posto aqui o que achei. Grande abraço!

2 Likes

#3

Consegui rodar o sistema no meu netbook. Por alguma inconsistência, tive dificuldade para rodar o chrome. Logo que lanço o programa, ele fica pedindo a chave da sessão, ou algo parecido. Fica uma janela pedindo uma senha que eu não tenho. Talvez tenha sido cadastrada uma senha, como eu já fiz com o Chrome na instalação do KDE. Esse é um ponto. Outro é a falta de um lançador para os aplicativos. Só consegui achá-los clicando com o botão direito na área de trabalho. No Cloudready tem um lançador, ainda que seja só para os aplicativos do chromium. Mas o trabalho está ficando legal. Consegui logar na internet. Só não consegui navegar, por não acessar o chrome. O Synaptic parece que funciona bem também, mas está configurado repositório do cd, o que não é necessário, pois não o encontra. Sei que é simples configurar, mas é só um ponto a observar. No mais, acredito que o trabalho está ficando bom, além de visualmente muito bonito. Espero poder usá-lo qualquer dia desses. Grande abraço.

0 Likes

#4

Obrigado pelo retorno Ricardo!

Essa senha do Chrome é um negócio idiota que ainda não descobri como remover, mas curiosamente, após a instalação, some. A senha é “big”, sem aspas.

É possível colocar o whisker menu posteriormente, mas a ideia é, tal como o Cloudready, deixar o usuário trabalhando via navegador, deixando os menus apenas ao clicar com o botão direito na área de trabalho.

Quando vc está rodando o sistema via livependrive, procura pelo cd quando roda o Synaptic. Isso é padrão da família Debian, mas concordo com vc e vou remover para a versão final.

1 Like

#5

Está visualmente agradável, quando sobrar um tempo vou fazer um teste.

Essa senha não deveria ficar em branco para que o usuário escolhe-se ela?
Já vim com essa senha pre configurada vai dificultar na utilização e divulgação por parte dos usuários.

Saudações.

0 Likes

#6

Pelo que o Daigo falou, depois da instalação não é solicitado mais a senha. Existem outras distros que já vem solicitando senha até para login, como é o caso do Debian live.

0 Likes

#7

Sim eu sei, eu me referia ao google chrome.
O povo já não vai muito com a cara dele, imagina verem ele vindo com uma senha de “criptografia” já pré estabelecida pelo sistema.

Eu não estava criticando, é só uma observação encima do que eu acredito que vai ter gente reclamando e até desencorajando a utilização do sistema (que não é o meu caso).

Saudações.

0 Likes

#8

Estou correndo atrás para corrigir essa questão. Mas vale o lembrete de que quando vc instala o sistema, não é mais solicitada a senha.

0 Likes

#9

@Daigo antes que me pergunte eu não gerei uma isso live pra testar mas modificando o arquivo e reiniciando a seção live não pediu mais:

O problema:

Isso é causado pelo pacote libpam-gnome-keyring


A solução:

Ao invés de remover, simplesmente edite o arquivo .desktop do chrome e passe o parâmetro --password-store=basic

2 Likes

#10

Seria legal também se já viesse com o kernel mais atual. O 5.0 tem compatibilidade com uma quantidade maior de drivers, inclusive o do meu adaptador tp-link archer. Abraços.

1 Like