Terminal abre ao executar o eicar-test.com

Bom dia a todos.

Isso é sinal de que há algo do Wine instalado no sistema ?

Como faço para remover os restos do Wine antes instalado ?

Usando find / | grep wine aparecem muitos arquivos do wine que não foram removidos.

Agradeço

Uai, vc esta procurando n a raiz pq? a sua raiz foi contaminada? os programas Windows ficam é no wineprefix que era para estar na pasta de usuário.

A você quer desinstalar o wine? é isso? não sei como faz no bodhi linux.

Olá

Eu já desinstalei o Wine só que parece que ficaram restos dele no sistema porque ao executar o eicar-test.com abre uma janela do terminal o que significa que a extensão .com foi aceita e o Linux deveria estranhar essa extensão apresentando algum erro de não reconhecido.

É por isso que penso que tenha que se remover algo mais do Wine para que nenhum malware do Windows se aproveite dele para se infiltrar no sistema.

Uai, mas ai você tem que remover a associação com o arquivo, no Kubuntu é esse config aqui:

1 curtida

Pelo pouco que pude entender, numa pesquisa rápida, “eicar-test” é um arquivo para testar outra coisa – o funcionamento do Anti-Virus – e a “extensão” (exemplos: .txt, .csv, .com) é criação de cada usuário, ou talvez do “método” que o usuário seguiu para criá-lo.

Nada a ver com o Wine.

O Wine, propriamente dito, encontra-se nessas “pastas” – pelo menos, na partição-raiz do meu Arch – “/”:

$ whereis wine
wine:
 /usr/bin/wine
 /usr/lib/wine
 /usr/lib32/wine
 /usr/include/wine
 /usr/share/wine
 /usr/share/man/man1/wine.1.gz

… e na minha “home” – listando apenas “pastas”, até a “profundidade 3” – porque a lista completa seria enorme:

$ tree -d -L 3 ~/.wine
/home/flavio/.wine
├── dosdevices
│   ├── c: -> ../drive_c
│   ├── e: -> /run/media/flavio/Sites/sites/
│   └── f: -> /run/media/flavio/Works/
└── drive_c
    ├── ProgramData
    │   └── Microsoft
    ├── Program Files
    │   ├── Common Files
    │   ├── Internet Explorer
    │   ├── Windows Media Player
    │   └── Windows NT
    ├── Program Files (x86)
    │   ├── Common Files
    │   ├── InstallShield Installation Information
    │   ├── Internet Explorer
    │   ├── Macromedia
    │   ├── Windows Media Player
    │   └── Windows NT
    ├── users
    │   ├── flavio
    │   └── Public
    └── windows
        ├── command
        ├── Fonts
        ├── globalization
        ├── help
        ├── inf
        ├── Installer
        ├── logs
        ├── Microsoft.NET
        ├── mono
        ├── performance
        ├── resources
        ├── system
        ├── system32
        ├── syswow64
        ├── tasks
        ├── temp
        ├── twain_32
        ├── twain_64
        └── winsxs

(onde “flavio” é meu ID).

Portanto, esqueça “eicar-test” – e veja como é simples deletar o Wine em sua “pasta pessoal” (home). – No fundo basta deletar a pasta /home/seu-ID/.wine:

$ tree -d -L 1 ~/.wine
/home/flavio/.wine
├── dosdevices
└── drive_c

(As partições “Sites” e “Works” são invenções minhas – para que o Wine tenha acesso só ao meu “local de trabalho” e aos meus “sites”, e não aos meus zilhões de documentos em outras partições. – Ignore).

1 curtida