Software para configuração de periféricos ainda é um problema no Linux

Recentemente ganhei um mouse do tipo “gamer” da HyperX. O mouse é todo configurável e tem botões que podem mudar de função, o problema é que o mouse não tem suporte ao Linux. O programa para configuração/customização dele só existe para Windows e ainda é exigente, pois só aceita ser instalado através da loja do Windows 10. Ou seja, quem usa Windows 8.1 ou 7 não terá como usar e quem usa Linux ou MacOS idem, até mesmo que usa Windows 10 e removeu completamente a loja terá problemas.
Esse mouse acaba sendo uma exceção, já que é comum software para periféricos terem apenas um programa que funciona para qualquer Windows, ao menos acima do XP. Para atualizar o firmware do mouse, também necessita desse programa… Forçando indiretamente o usuário a ter que optar pelo Windows 10.

Antes de ter esse mouse, tinha um da Redragon, que poderia ser configurado pelos próprios botões (sem necessidade de software), mas era bem simples e sempre que desligava o PC tinha que refazer essa configuração do zero o que tornava massante com o tempo já que o mouse não salvava as configurações. Ele funcionava no Linux de boas, mas era bem simples no que podia configurar. Comprei ele justamente porque sabia que não teria como configurar e queria evitar dualboot, uso de máquina virtual etc…

Não faz muito tempo adotei um SSD para meu computador, mas ainda uso HDDs (um misto de ambos). A questão é que para atualizar o firmware do SSD necessita instalar um programa e este programa só está disponível para Windows e macOS, deixando o Linux de lado. Isso acaba forçando o usuário a ficar no Windows, ou pelo menos usar um dualboot para poder atualizar o firmware do SSD, ridículo.

Também tenho um teclado da HyperX. Esse também tem software próprio para configurar, mas é menos exigente, funcionando no Windows 7, 8.1 e 10. O problema é que, como já podem imaginar, não tem suporte pra esse programa no Linux e não tem como configurar o teclado sem esse programa.

Já tive um mouse da Razer, faz bastante tempo. Lembro que havia (ou ainda há) um projeto feito pela comunidade Linux que suportava vários mouses da Razer (acho que se chamava open-razer), mesmo sem a Razer ter suporte oficial no Linux. O problema é que da lista enorme de mouses compatíveis, o meu não estava lá. Hoje esse mouse não funciona mais logo torna-se irrelevante se há ou não suporte.

Esse tipo de coisa sempre me afastou do Linux. Não necessariamente a falta de suite Adobe e Office (nem uso), mas a falta de programas para modificar/configurar os periféricos. Em alguns mouses, teclados, o Linux acaba instalando um tipo de driver genérico que só funcionava o básico do básico acarretando na perda de configurações, plug n’ play. Atualmente tenho pesquisado por várias marcas de mouse, teclado, ssds, mas ainda não encontrei nenhuma que tenha software com suporte ao Linux. O máximo que encontrei foi suporte para macOS e olhe lá… Isso parece um problema que poucos falam, em alguns casos tem como resolver parcialmente já que a comunidade cria esses ports, mas nem sempre existe ou é completo quanto o original, fazendo você perder muita coisa das configurações e limitando a usabilidade do seu periférico dentro do Linux. Há também o fato de que muito desses ports não tem suporte a atualização de firmware do produto.

E aí? Vocês já passaram (ou passam) por esse tipo de coisa? Acho que não vale a pena comprar um mouse ou teclado caro (acima de R$500), cheio de funcionalidade para que no fim você tenha suporte a um mouse/teclado barato (de menos de R$150) sem nenhuma ou com funções parciais, não é? :pensive:

1 Curtida

Sim, é que esses produtos utilizam softwares de configuração proprietários. O ideal para usar o usuário de Linux é sempre comprar mouses, teclados, etc que sejam configurados sem o uso de software, é algo que sempre deve ser visto antes da compra. Em alguns casos existem softwares que contornam esses problemas como o Pipe:


Mas, pela sua descrição não servirá para o seu caso. Esse hardware é muito limitador, sempre que possível fuja de periféricos cheios de exigências.
4 Curtidas

No tocante a SSDs e placas-mãe, às vezes a solução é meio inusitada, mas… suporte a MS-DOS.

Pelo que eu me lembro a Crucial manda as atualizações de firmware em dois formatos, o programinha deles e uma ISO com um MS-DOS pré-configurado só para atualizar o firmware do SSD. As atualizações de BIOS da Dell também têm versão tanto para Windows quanto para MS-DOS.

Uma ótima opção são os usuários de qualquer distro Linux, independente de possuir ou ter interesse em comprar esses periféricos, enviar e-mail para esses fabricantes, comentando EDUCADAMENTE sobre o problema.

3 Curtidas

Concordo plenamente com o @Daigo quando compramos ou temos intenção de comprar algo, se não houver suporte para Linux seria uma atitude fantástica entrar em contato com o fabricante.

Esse é um hábito que precisamos muito desenvolver (eu inclusive) porque dessa forma, os fabricantes terão números mais claros para avaliar a demanda por seus produtos no ambiente Linux.

:vulcan_salute:t2:

4 Curtidas

Esse é o problema, esses mouses, teclados não existem para serem comprados ou estão extremamente escondidos em alguma outra dimensão na qual não tenho acesso, hehehe.
O máximo que dá pra fazer é comprar um que tenha suporte parcial através da comunidade Linux, pois de suporte OFICIAL da empresa, por exemplo, Razer, HyperX, Redragon eu não conheço. Não conheço nenhuma empresa que tenha uma versão de seus softwares para Linux e olha que procurei muito.

Piper é uma solução ótima pra quem tem mouses da Logitech, o que não é meu caso.

Desconheço tal solução.

Tenho um SSD da Kingston, pouco tempo teve atualização pra firmware, só foi possível atualizar através do programa deles disponível para Windows. Ou seja, se não tivesse Windows nem iria saber de tal atualização e não teria como fazer, ao menos não por meios fáceis.

Eu até fazia isso, mas hoje já não tenho mais paciência. Já recebi respostas bem “sínicas” e “estupidas”.
Na prática pode até ajudar a longo prazo, mas a curto prazo você só quer uma solução para o problema o mais rápido possível.

2 Curtidas

tenho um mouse da logitech m510, mas nao consigo configurar também :frowning:

1 Curtida

Cara por exemplo, você está interessado em um teclado mecânico, normalmente a maioria dos de entrada e medianos principalmente nacionais e chineses trabalham sem a necessidade de um software proprietário para ajustes, esses ajustes são via de regra feitos no próprio dispositivo, o problema nasce mesmo é com dispositivos premium que são feitos pensados quase que exclusivamente em Windows. Uma dica é sempre checar a informação no site do fabricante, quando você encontra uma informação do tipo “dispensa o uso de software adicional” ou coisa equivalente há 99% de chances de ser compatível com Linux. Vou dar um exemplo não comparando qualidade (porque são categorias diferentes), mas, apenas para que você visualize o que digo.

Veja esse teclado da Fortrek:


Note o descritivo no item “operação”: “Não requer a instalação de driver para funcionamento (Plug &Play)”

Agora veja esse teclado da AOC:


Agora note o item " SOFTWARE EXCLUSIVO AOC G-TOOLS" mais no fim: “O teclado AOC AGON AGK700 possui a tecnologia essencial e exclusiva AOC G-Tools, que permite a programação macro, execução de comandos complexos e personalização de luzes RGB para gerenciar seus perfis de usuário.”

Esse software adicional de gestão é possivelmente um impedimento nativo não intencional para o uso em Linux. O primeiro deve funcionar tranquilamente em Linux e o segundo tem os seus percalços. Claro que provavelmente os ajustes por software trazem mais features que por hardware, mas, certamente trazem menos dores de cabeça.

Eu tenho um Logitech que dá certo e outro que não.

1 Curtida