Sera que pra nós gamers, linux ta chegando ao fim?

Entrei nesse mundo de linux faz uns 5 anos. No inicio fui migrando aos poucos, usava windows pra algumas coisas e linux pra outras até pular totalmente pro manjaro.
Meu foco sempre foi jogos, porém oq eu gostava de jogar ja existia ali (Dota, cs, rocket league, rust, ark etc).
Meu top 3 jogos na steam são rust, cs e rocket, todos com mais de 2 mil horas cada.
Apesar de as vezes passar a “vontade” de jogar um pubg etc não era algo que me sentia forçado em voltar pro windows no momento.
Infelizmente ano passado (me corrijam caso eu esteja errado), rust deixou de ser atualizado pra linux, oq me deixou bem triste na época, simplesmente tive que parar de joga-lo ficando apenas com cs , rocket e adotando o dota 2 pra variar +.
Essa semana leio a triste noticia de que rocket league vai deixar de ser atualizado pra linux, oq me deixou + triste é q eu tinha muitas skins e dinheiro investido nele, havia assinado twitch prime pra pegar skins dele etc, e a partir de março, será menos 1 dos meus jogos favoritos no manjaro.
Entrando pela steam via navegador e olhando a lista de “mais aguardados”, você só consegue ver jogos com bandeiras windows na lista. Em novidades populares tbm.
Vendo o top10 mais vendidos de linux, adivinha quem esta la? O rocket league…
Vendo próximos lançamentos grandes como new world, cyberpunk etc todos com lançamento pra windows apenas.
Serviços de jogos como gamepass (o qual entendo e compreendo ser só windows), origin access, os jogos free que a epic vem dado etc, todos só pra windows.
Parece que aquele reboliço causado pela valve em 2013~2016 (com tomb raider, mad max e outros grandes titulos sendo portados) morreu.
Vejo linux em declínio no steam stats e vejo essa caminhada pro velho monopólio da microsoft.
A valve lançou o novo VR compativel com linux, comemorei muito pq ja era 1 ponta pé inicial, porém, o novo half life é só pra windows tbm…
Nem a valve quer nos apoiar mais parece…
Seria essa uma luta perdida? Não q eu enxergue isso como uma guerra, porém na minha visão dual boot não faz sentido, e com tristeza dou adeus a esse mundo linux hj. :frowning:
Desculpem o desabafo

5 Curtidas

Dá uma pesquisada sobre esse assunto nos vídeos do Diolinux. Verá que está bem por fora do assunto.

qual video exato você me recomenda amigo?

Não sou gamer de Pc, gosto muito de console. Mas, (na minha opinião) não acho Linux, Mac bom e viável para jogar, muitos jogos só com “gambiarra” para funcionar. Não faz sentido para mim a pessoa fazer gambiarra sendo que no windows é só clicar baixar e jogar.
Amo Linux, mas para outros afins.

4 Curtidas

Pena que oq eu gostava de jogar no windows, tbm era só clicar e jogar no linux.
Infelizmente não vai ser mais…

Jogos da steam sim, estou dizendo títulos que não tem oficialmente para Linux. Se eu fosse gamer em Pc eu usaria windows. Linux tem muito potencial mas tem coisas que eu prefiro ir pelo mais óbvio.

1 Curtida

Sim tudo chega ao fim, é normal coisas deixarem de ter suporte tem tanto coisa no próprio Windows que não é mais suportada. No caso do Rocket League também tem a questão de a desenvovedora ter sido comprada pela Epic Games que não suporta Linux, e quer meio que se retirar da Steam.

Ao mesmo tempo que aconteceu essas coisas “ruins”, aconteceu tanta coisa boa. O próprio lançamento do proton pela Steam, melhora nos drivers de vídeo pra Linux, DXVK, Lutris e tantas outras coisas. A vida é assim, algumas coisas vão outras voltam. Eu mesmo me animei a jogar no PC por causa do Linux, comprei Crysis ontem na GOG( o jogo é velho mas só tenho uma placa integrada), instalei pelo Lutris com alguns cliques e ta rodando tão bem, jogo CS pela steam também, comprei todos os Half-Life pra jogar além de alguns outros jogos. O acho que o Half Life Alyx vai sair pra Linux eventualmente.

1 Curtida

Na questão de que “o linux está decaindo na steam” é na verdade uma má interpretação provavelmente já que só mostra uma percentagem e não números inteiros, só quer dizer que o número de pessoas que usam a steam no windows tá aumentando e não que, obrigatoriamente, as pessoas estão deixando de usar o linux, mostra apenas o crescimento ou a diminuição do market share.

Eu usava o linux fulltime até que o desempenho de alguns jogos no meu pc por meio do wine/proton simplesmente não era satisfatório, agora eu tenho dual boot em que no windows eu apenas jogo os jogos que não tem pra linux ou não tem um fps decente, caso contrário eu jogo no linux mesmo.

Também fico bem desapontado por não conseguir jogar tudo que eu quero no sistema que eu quero, mas sempre que eu posso eu apoio a cena do ambiente linux, acho que quem faz questão disso deveria fazer algo parecido

2 Curtidas

Creio que tu fez uma pergunta retórica.

Como falaram, não dá para confundir porcentagens com números inteiros…

Mas olhando por outra perspectiva vejo mais de 6k e aumentando de jogos jogáveis via proton (tudo bem não é o ideal como ter suporte oficial, mas antes era tudo mato!) e a ultima vez que vi tinha mais de 3k de jogos nativos na Steam. Não sei vcs mas não estou muito preocupado com falta de jogos e nem com lançamentos.

De fato estamos tento menos ports de jogos AAA para Linux, creio que poderiamos dar mais atenção para jogos indi, sei que existe muito jogo tosco, mas existe algumas obras primas por aí!.

A “concorrência” da Epic não ajuda nem um pouco. Por outro lado vejo tecnologias como Vulkan e drivers de video, wine, proton, dxvk, emuladores… tornando Linux cada vez melhor para games.

Concluindo, creio que não adianta lamentar, como usuários podemos fazer apenas 1 coisa para a plataforma: valorizar quem nos suporta!

Comprar jogos nativos, se comprar jogos via proton também conta para a plataforma, dar atenção para bons jogos indi (aqueles que a globo não mostra no horário nobre) quando puder apoiar desenvolvedores Linux (muitos tem contas no patreon ou serviços do tipo) divulgar dicas, gameplays, mind share…

Você pode fazer tudo isso com duall boot caso queira!

4 Curtidas

Li seu post e lembrei de mim anos atrás, quando ainda estava em fase de migração pro Linux. Comecei com dual boot, até pq eu n entendia praticamente nada de Linux, pra ver o nível de conhecimento q eu tinha, eu sabia que Ubuntu era Linux, mas n sabia nem do que se tratavam as distribuições. Sempre fui gamer, comecei com consoles, fui para portáteis e hj em dia jogo apenas no notebook e tablet. Jogos online via desktop eu praticamente abandonei, até queria voltar para MMORPGs, mas só de saber que os desenvolvedores/administradores destes jogos estão cagando pra quem usa Linux, simplesmente me recuso a voltar. A solução que encontrei foi mirar nos jogos online pra mobile, no meu caso Android. No note só jogo alguns emulados, alguns jogos nativos gratuitos (acredite, tem vários bons jogos destes) e alguns via wine. Meu tablet é praticamente um " console portátil", pq ele tá cheio de jogos, a maioria RPG, tanto free quanto pay. Inclusive vejo + vantagens em adquirir jogos pela Google Play do que comprar jogos para o note. Dentre as vantagens estão:

  • Os preços

  • Pré requisitos para “rodar” jogos - é muito + fácil um lançamento de um novo jogo para Android rodar no meu tablet do que um lançamento para PC rodar no meu note (na vdd nem roda)

  • Simplicidade - por + simples que os jogos para Android sejam se comparados aos de Desktop, em questão de qualidade são praticamente tão bons quanto, obviamente estou falando de jogos bem feitos.

E o que eu quis transmitir com meu comentário? Que se vc gosta de Linux, irá encontrar algum meio de adaptar suas necessidades com relação à jogos.

2 Curtidas

Ok, pra fazer uma reflexão justa:

2 jogos muito jogados perderam suporte pra Linux (o motivo pra varia foi birra da Epic Store por ser inferior a Steam, relaxa que ela vai vir pro Linux se não quebrar)

Mas também 70% dos jogos da Steam, a maior plataforma de jogos do planeta passou a rodar no Linux, sendo 4/5 de todos os jogos Triple A atuais, e com um bom desempenho suficiente pra não se ter lags ou freeze, agora tem um detalhe sobre Half Life Alix, a Valve evoluiu muuuuuuuuito o proton depois do anúncio do HL, eu não dúvido que seja pra mostrar o poder do proton OU estão fazendo isso pra demonstrar a nova versão do Source2 já que a engine é WOCA eles poderiam fazer um port pra n plataforma em uma semana no máximo

A versão Linux é questão de tempo

E tem o vulkan também, que o mercado ta começando a usar.

Galera, entendo que varios single players vieram/estão vindo para o linux, só que onde passamos mais tempo são os multplayers etc.
Complicado eu ter 2mil horas em 1 tomb raider etc (não estou dizendo que o jogo é ruim, inclusive tenho os 3 ultimos) .
Existe muita coisa boa vindo mesmo, pena que a gente toma esses “golpes” de empresas que tem muito $$$$$ e só fazem por birra mesmo.
A epic tem 25 milhões pra dar de cupom em 1 feriado de natal (dados oficiais no proprio site do resumo de 2019) mas n tem 25 milhoes pra pagar alguém pra trazer a compatibilidade desse easy ant cheat logo…
O pior q ele deve ser 1 ant cheat bem barato pq 90% dos mulplayers atuais usam ele :S não sei que tesão esse povo ve em monopólio.
É uma parada que o próprio dio fala em 1 video dele, ngm quer q escrevam linhas e linhas de código pra linux, só abre as “pernas” e deixa o proton entrar (ou wine, lutris etc etc) rs.
Não é possivel que seja tão dificil assim de ser feito.

Boa parte dos que vieram pro Linux são multiplayer

Suportar Linux = Suportar SteamOS

Para mim, é justamente o contrário, comecei a lidar com Linux (de forma secundária) há mais de uma década e naquela época só se jogava praticamente games open source ou emulados, nunca se teve tanta opção e ferramentas quanto de 2012 para cá.

1 Curtida

Para gamers multiplayer, a aquisição do EasyAntiCheat pela Epic foi o começo de uma época difícil. O suporte desse rootkit mecanismo assegurador de jogo justo pelo Linux começou a ficar bem menos pontual. Inclusive, foi por isso que o pessoal do Rust deixou de suportar Linux. Considerando que SteamOS e Linux com Steam Runtime são basicamente a mesma plataforma, e que a Epic compete com a Steam em várias frentes, isso provavelmente não vai mudar tão cedo. Acho que dá pra dizer que a era de ouro de jogo dos grandes multiplayers no Linux acabou.

Agora, focar nesse mercado pra dizer que “nós gamers” ficaremos dependentes do Windows, não diria que a situação está tão ruim assim. Eu pessoalmente tenho muito mais atenção aos jogos single player, “couch coop” e indie, que é justamente onde soluções como Wine, Proton e mesmo o suporte nativo são mais viáveis, trazem menor impacto de performance e estão ficando cada vez melhores. Não precisei configurar nada para rodar boa parte da minha biblioteca e o que precisei configurar não foi muito mais irritante que esperar um First Time Setup na Steam do Windows.

Além disso, tem configurações como a do @willianlycan e de outras pessoas que eu conheço usuárias de Mac e Linux: usam sua plataforma desktop de escolha para multimídia e trabalho e deixam um console para jogar AAA. Estou inclusive considerando fazer o mesmo tendo em vista que o hardware e software do PC atualizam muito mais rápido: a placa gráfica do meu PC e o PS4 têm a mesma idade, mas só um deles roda jogos dos últimos 7 anos de forma consistentemente lisa.

1 Curtida

Os jogos feitos para PC são feitos para ser jogados cada vez mais com um hardware mais potente e se não for feito upgrades você vai ficando obsoleto, já os jogos de PS4 foram feitos (obviamente) para rodar no hardware do PS4, se você joga os mesmos jogos desde que você comprou a placa ela deve rodar com os mesmos fps a não ser que ele tenha sido atualizado ou o seu HW tá precisando de manutenção