Rodar Windows 10 que tenho em Dualboot, em uma Virtual Machine

Fala pessoal, tenho uma dúvida, mas antes vou contextualizar minha situação:

Tenho um Notebook Intel Core I5 com 12 gb de Ram e 1tb de HD, nela tenho instalado o Windows 10 (com licença) e Ubuntu que transformei em Kubuntu, instalei o KDE Plasma saindo do Gnome.

Ambos, em Dual Boot, funcionando corretamente e atualizando corretamente, gosto muito de usar Linux, tudo fica mais rápido e fluido no Linux, mas tenho pelo menos uns 3 softwares que só rodam no Windows, inclusive softwares adquiridos que precisam de banco de dados SQL que esta instalado em um servidor onde trabalho, ou seja, no momento não tenho como instalar esse software via Wine, e não tenho uma versão para Linux.

Fico alternando, quando estou em casa com ele, uso basicamente Linux e no trabalho boot no Windows, mas gostaria de ficar só no Linux e rodar o “Meu” Windows que já esta instalado em uma “Janela” dentro do Linux.

É possível através de uma dessas Virtual Machines, usar o Windows 10 que tenho instalado com tudo que tenho instalado nele?

Ps.Já tentei Virtual Machine, mas tenho que instalar o Windows dentro dela, não é isso que eu preciso. Meu Windows tem muitas coisas da empresa que não tenho como reinstalar.

1 Curtida

Se eu entendi, você quer rodar um clone do seu windows no virtualbox pelo Ubuntu? Se for, não, isso não é possível. Você até pode criar uma imagem do seu hd ou cloná-lo, o problema é que ele não será bootável. O clone ou a imagem serão úteis para recuperar o sistema de algum erro ou “reinstalar”, mas você não conseguirá usar no virtualbox. Por um motivo simples, como já disse, ele não é bootável. E, que eu saiba, não tem jeito de fazer isso ainda.

1 Curtida

Teoricamente é possível, mas precisa saber bastante o que se está fazendo.

É basicamente dar o Virtualbox acesso ao seu disco, iniciar uma duplicata da sua máquina, e orar para a máquina virtual e máquina real não corromperem os dados uma da outra (escrevi alarmisticamente, mas basta garantir que nenhum SO tá com as mesmas partições montadas ao mesmo tempo - em termos mais simples, não iniciar o Linux dentro do Linux nem tentar acessar o disco do Windows pelo Linux enquanto o Windows roda).


Apenas uma teoria, o Wine me atende e não consigo testar

Outra opção seria criar um disco rígido virtual, instalar o Windows 10 de forma básica nele (Com o tamanho da partição igual ou maior ao do Windows 10 instalado no PC real) e depois duplicar a partição que contém os arquivos. Fazendo as etapas 3 e 4 do tutorial que postei acima talvez de conserve até mesmo a ativação.

1 Curtida

Parece uma solução interessante. Talvez se você tiver outro HD para rodar o clone torne a coisa menos arriscada. Pretendo testar essa solução no futuro.

Obviamente, é necessário ter em mente de que o Windows passará a usar os drives do virtualbox e que haverá uma perda de performance por conta de todo o overhead de virtualização.

É a solução menos arriscada. Quando eu estava pesquisando, achei relatos de gente que tinha arranjos com mais de uma unidade e fazendo isso sem ressalvas.

Acho que não vai ser grande problema no caso do @Tadeu. Ele tem um PC potente o suficiente para virtualizar e só utiliza a VM/dualboot para gerenciar o servidor da empresa dele.

Valeu @Capezotte , vou ler com calma o post que me indicou acima. Por cima, vi, e é exatamente isso que eu gostaria de fazer.

Não havia pensado nessa questão de corromper dados, mas essa consideração do @rberlim, de clonar em outro HD (tenho um externo) para testar por um tempo acho que seria uma forma “segura” de brincar com isso.

Também no clone, eu consigo ver se vai rodar o software que tenho na empresa, pois ele tem algumas dependências de determinados serviços do Windows, pois ele se conecta com a Receita Federal, com o e-frete além do próprio banco SQL que fica em outra máquina.

Bom, tenho bastante conteúdo para passar horas testando, quem sabe com isso, consigo abandonar a troca de S.O. pelo dualboot e consiga “bootar” 100% (ou perto disso) só no Linux.

Obrigado mais uma vez.

É bem fácil, aqui explico como:

Sensacional @FireMax, mais detalhado impossível.

Só me tira uma dúvida, não sei exatamente o que você roda no windows, mas na VM, você tem encontrado problemas com dependências de serviços Windows, ou mesmo de DLL´s que “bugam”, etc. Minha preocupação além de corromper dados (o clone seria a solução) são essas dependências e DLL´s de softwares muito pequenos e específicos, rodo alguns softwares que não são do mercado tipo (Word, Excel, Photoshop) são softwares para gestão de fretes para transportadora, emissão de Ct-e. Vou ter que testar isso.

Valeu pelo tutorial.

Converti por causa Microsoft Edge + Plugin do Banco do Brasil (meu PC continua autorizado) e Office 2013. No ápice da pandemia não queria ir no banco fazer uma nova autorização pro Linux. Não tive nenhum problema, só o Windows e Office pediram para reativar.

Antes de criar o disco virtual limpe a sua maquina, remova todos os apps que não usa, apague instalações anteriores do Windows e rode um CCleaner. Isso vai diminuir o tamanho da VM final.

Depois a máquina virtual estava funcionando ainda tive que remover os drivers antigos: Intel, Nvidia, Conexant. Só não consegui remover um bendito app da Asus, mas valeu a pena converter.