Qual distro rolling release é mais estável?

Olha, quero deixar claro que ainda estou um pouco incerto para afirmar, porém, o Clear Linux da própria Intel pode ser uma opção para se testar, ele é Rolling também, só não sei se ele tem tudo o que você precisa em termos de software.

2 Curtidas

Também estou querendo fazer isso.

Olha, desconhecia essa distro, principalmente por ser específica para cpus intel, gostei do que vi sobre ela. Chegando em casa, depois do trampo farei um teste, era algo que sempre procurei: uma distro específica para quem usa chips Intel. Valeu pela dica @Dio

1 Curtida

Teste em uma vm, Aqui em um hardware totalmente intel, foi a única distro que bugou no gnome-boxes, mas testando pelo pendrive direto na máquina rodou super bem, ele não possui particonamento não destrutivo, pelo menos até quando eu testei por isto não instalei no HD, não sei se vai encontrar tudo que precisa, mas o que estiver no flathub você pode utilizar, segue o mesmo modelo do Endless e Fedora SilverBlue.

1 Curtida

@Xterminator, amigo, o que seria esse particionamento não destrutivo? Vi essa frase em um vídeo de um br no yt, mas não entendi a explicação dele, se não for um incômodo pra vc, poderia me explicar o que seria?

Basicamente o sistema vai apagar o disco todo para ser instalado recriando a tabela de partições do zero, normalmente neste caso só existe a opção para particionamento automático sem dar a opção do usuário escolher os pontos de montagem como em um instalador normal (na máquina virtual o ClearOS permite esta opção) mas quando fui instalar no HD o instalador informou que a opção de particionamento não destrutivo ainda não tinha sido implementada, pelo que pude observar, até existe a possibilidade, quando tiver tempo vou verificar este procedimento descrito em Safe Installation do manual.

2 Curtidas

Fiz o que vc recomendou, instalei na vm, infelizmente o instalador é como vc disse, não da pra fazer particionamento manual, uma pena, não vai rolar o teste físico dela no sistema agora. Vou de arch/gnome mesmo e falando em gnome, vale a pena instalar o pacote gnome-extra no arch? Vai acrescentar alguma funcionalidade extra no gnome?

Não vale a pena, melhor você instalar os pacotes individualmente pois tem muitos jogos do GNOME neste pacote, daí o o que vale a pena instalar mesmo são estes, gnome-tweaks, gnome-usage, dconf-editor se você programa tem o gnome-builder e caso utilize, o evolution está neste pacote.
A relação de pacotes é esta, escolha o que quiser e instale manualmente.
https://www.archlinux.org/groups/x86_64/gnome-extra/

2 Curtidas

Entendi, agradeço pelos esclarecimentos, não estava querendo instalar o extra justamente por causa dos pacotes desnecessários que vem nele, instalarei eu apenas os 3 citados por vc mais o gnome.

PS: fiz a instalação do gnome e dos pacotes sugeridos por vc, diferente do fedora, o gnome no arch é uma maravilha, suave, liso, sem lags, tudo flui naturalmente. Estou apenas adicionando alguns pacotes pra deixar o gnome redondinho, alguns deles foram pra gnome software funcionar 100%, pois ela vem bugada, não funciona direito, só depois de adicionar alguns pacotes extras é que a mesma fica funcional.

A única coisa que está me incomodando é o comando vainfo, não sei dizer porque isso me incomoda tanto, mas fico zangado quando rodo o comando e não aparece as infos sobre o libva instalado, tipo essa img aqui do fedora 30:

No arch só aparece as do vainfo, do libva não aparece nada, vcs sabem como configuro pra que as mesmas aparecem ao rodar o comando vainfo?

1 Curtida

Qual nome desse desktop e esse? Curioso so

É o gnome, com algumas extensões, além de ícones e temas diferentes.

Então cara, não vejo muita diferença de desempenho no GNOME entre distros, no caso do Fedora alguns processos rodam em background como o dnf-daemon, dnf-makecache, packagekit e a gnome-software, talvez por isto tenha alguma diferença de desempenho quando estes processos estão em execução e somente nestes casos.
Quanto a questão do vainfo é falta de pacotes, verifique se tem estes pacotes instalados.
Captura%20de%20tela%20de%202019-07-06%2021-03-07

1 Curtida

Aquele icone de mostra a area de trabalho, qual é a extensão?

Verifiquei, todos os pacotes estão instalados, mesmo assim só mostra as mesmas infos do seu, do vainfo em diante, as infos do libva, como as que aparece na img acima no fedoram continuam sem aparecer. Creio que seja preciso fazer alguma configuração extra no arch para que as infos do libva apareça. @Xterminator, qual é o comando do fedora referente a esse do arch? Talvez assim seja mais fácil eu descobrir qual pacote esteja faltando no arch pra funcionar corretamente.

@T-Rex_numa_Suzuki, a imagem do fedora ali foi baixada pelo google, mas a extensão é o arc menu, ele permite vc alterar o ícone, ai coloquei esse do fedora, ficou bacana, melhor que o do próprio arc menu.

Rapaz aquele ícone lá no canto é de rede, o mostrar área de trabalho é a divisória no canto direto do painel me corrija se eu estiver enganado, é só configurar nas opções da extensão.

Fiz alguns testes com Sabayon a muito tempo achei ele bem rapido, qual a opnião de vocês já que ele também é rolling release.

1 Curtida

Rapaz vou verficar pois as imagens que postei são no Arch(EndeavourOS).
Aqui tem além disto mesa e intel-ucode, nada mais mesmos pacotes do Fedora 30 e do Fedora Rawhide.
Já experimentou encerrar a sessão para que o driver seja recarregado? não sou adepto do reiniciar para estas coisas, mas faça em último caso, pois isto só necessita reiniciar o servidor gráfico.

2 Curtidas

Sabe no cato direito que do Windows 10, tem uma barrinha queria coloca ela no Linux, e onde vc click para mostrar a area de trabalho e minimiza tudo

1 Curtida

Algumas interfaces tem essa opção na configuração, como o KDE por exemplo. Nesta interface (Plasma) você pode adicionar um ícone com atalho (com a mesma função do Windows):

1 Curtida

Veja a opção mostrar área de trabalho nas configurações da extensão tá ali o cantinho selecionado.

2 Curtidas