Quais são os pontos positivos e negativos do terminal na sua opinião?

Seria legal compartilharmos o que gostamos e não gostamos no terminal. No meu caso:

Positivos
Consistência: É praticamente o mesmo em todas as distros e raramente funcionalidades são descartadas ou mundadas, não é raro utilitários persistirem por decadas.
confiabilidade: A maioria dos comandos raramente tem seu comportamento modificado e não é raro termos ferramentas estabilizadas com a mesma funcionalidade bem definida a decadas.
Flexibilidade: Em muitos casos o terminal é ou mais rápido ou mais capaz (instalação em massa de pacotes, criação/manipulação em massa de dados ou ainda manipulação refinada do sistema ou de dados).

Negativos
Linguagem criptica: A linguagem mais usada, Shell script, não é uma das linguágens mais transparentes por ai, concorrem para esse problema o abuso de conceitos como contextos e simbolos especiais por exemplo.

1 Curtida

Bem, pra usar o Terminal não precisa saber Shell Script como um todo. Isso se aplica caso você queira criar scripts para automatizar algo.


Pros

  • Rapidez

Muitas coisas que você faz pelo terminal digitando apenas um comando precisam de várias voltas e cliques por interface gráfica.

  • Sintaxe lógica

A maioria dos comandos é acionado junto de suas opções com abreviações de palavras existentes, que referenciam a função do comando em si.

Cons

  • Fragmentação de utilitários

Contrariando o seu “comandos iguais”, muitas distribuições embarcam utilitários diferentes para fazer a mesma coisa, mudando apenas a sintaxe, fazendo com que seja mais difícil migrar de uma distro a outra.

2 Curtidas

Bom eu penso que:

Positivo: Resolve tudo ou quase tudo, de quaisquer lugares e não importa a distância, idioma etc.
Negativo: Não é agradável para a maioria dos novos usuários.

2 Curtidas

Prós: automatiza e agiliza tudo.

Contras: nem tudo é possível pelo terminal. Eu acho :thinking:

2 Curtidas

Com certeza não para fazer o básico do básico, mas volta e meia você se depara com casos especiais quando realmente usa o shell para coisas mais vantajosas e começa a precisar:

  • Executar saídas de comandos.
  • Realizar operações 1 para muitos ou muitos para muitos (shell expansions)
  • Lidar com coprocessos, eventos, dependências, interatividade, etc.
  • escapeamento de texto.
  • etc.

Sim, você pode se dar ao trabalho de usar outra linguagem (e dar mais voltas em outros casos…) mas não necessáriamente isso corrobora os abusos de manipulação de texto em shell script e particularmente bashismos, de qualquer forma as coisas são como são porque consistência em termos de administração de máquinas é mais importante.

Porém existe um enorme ambiente relevante em comum, sh, Bash, utilitários (sed, grep, rm, mv, chmod, chown, user, groups, imagemagic, fmpeg, locate, find, rsync, sysctl, parted, etc) tradicionais, com mais de 20 anos de história e estabilidade. Se formos honestos este tipo de consistência não existe em lugar nenhum a não ser a linha de comando, agora óbviamente, consistência absoluta não existe em lugar nenhum.

De fato, o terminal não é lugar de trabalho e entretenimento extremamente dependente de interação visual como pintura, jogos 3D, etc.

1 Curtida