Problemas na inicialização do linux, devido a flag do sudo

Tentei rodar o mysql-workbench através de docker, pois um colega do discord disse que tinha prolemas.
Rodou uma versão super arcáica, e eu não conseguia sair, então fiz um stop no docker.
Depois disto não coneguia mais usar o sudo, obtendo a mensagem

sudo: /usr/bin/sudo deve ter como dono o uid 0 e tem definido o bit setuid

Procurei diversas soluções no google e nenhuma resolveu.
Não consigo mais entrar no linux. Estou no windows agora, pois tenho dual boot.

Olá @sidglas :wave:

It is a trick one, é como se a estrutura de permissões foi destruída, tipo aquelas tentativas de funcionar “a lá Windows Mode” :joy:

Qual seria a distro linux que você usa? Dependendo da versão você pode tentar um recovery para imagem anterior usando as opções avançadas do grub. No Ubuntu por exemplo, você poderia segurar o Shift depois do BIOS/UEFI. O detalhe é ser dual boot, não sei se poderia dar mais problemas… Já que você consegue acessar com o Windows, recomendo fazer back up.

Tem outras alternativas como o chmod 4755 neste caminho por exemplo:
chown root:root /usr/bin/sudo && chmod 4755 /usr/bin/sudo

Mas, faça o back up, vai que destrua o Windows ou aguarde outras pessoas que já resolveram este problema responderem.

:v:

Obrigado Ruksu, já havia tentado esta solução de chmod e tantas outras que fui vendo no google, mas nenhuma funcionou. Então me etreguei ao destino, rs, e reinicializei a máquina.
Caí na tela preta do linux (uso f11, pois o meu dual boot não funciona então através dele eu escolho o boot). Se escolho o meu ubuntu 20.4 fica nisto.
Já li também sobre esta possibilidade de recovery. Mas vou esperar mais um pouco pra ver se alguém tem uma luz.
Eu tinha acabado de colocar a máquina dentro das minhas necessidades, isto dói, rs, Cara, só por teres tentado já me ajudou muito. Foi tentando ajudar um colega do discord que tava com problemas no workbench que caí neste problema. Dele eu recebi um boa noite… rs
Ruksu, obrigado. Tamos aí!

1 Curtida

Eu entendo esse sentimento, muito ruim, esta tudo legal funcionando do jeito que nós queremos e de repente zás, como diz o chespirito…

Acabei de ver os comentários no Discord.
Mas vamos lá, se preferir, vamos tentando resolver, unimos as forças e vamos pesquisando, aprendemos junto, isso é ficar forte 2x mais rápido. Deixa eu fazer umas pesquisas aqui para ver.
E também vamos ver se aparecem outras pessoas com idéias.

:v:

1 Curtida

Poxa se tiveres força eu só agradeço. Hoje eu não ouso fazer mais nada na máquina, mas ler e pesquisar sim;
Quem sabe Deus ou Dio dá uma força?
seguimos juntos então.

1 Curtida

Tenta o seguinte, caso não tenha tentado.

No modo root digita
pkexec chmod a=rx,u+ws /usr/bin/sudo

e

pkexec chmod 4755 /usr/bin/sudo

e reboot para ver.

eu tentei antes algo semelhante ou igual. acho que igual. mas agora eu não consigo mais, pois para entrar só no modo de recuperação que eu acho arriscado agora. Tou cansado e não quero fechar com com mais um erro.
Tu já fez alguma vez este recover? è complicado? Eu tinha feito na ordenm unvertida. e o reboot foi o derradeiro, que não ocorreu

O Recovery é como se fosse uma “máquina do tempo” ele volta para uns dias atrás como estava o sistema funcionando. O que pode acontecer é que coisas que você fez depois do Recovery não vão estar mais lá. O Ubuntu faz automático é fácil.

Quando você for para logar no Ubuntu com o F11, você segura o Shift para aparcer a tela grub, então você vai em opções avançadas e lá vão estar as imagens de datas anteriores. Clicou e o Ubuntu faz o recovery automáticamente.

Meu receio é acontecer problemas no Windows já que é dual boot, por isso é bom fazer back up pelo Windows.

[Editando]
Que maravilha!!! agora fico tranquilo. porque o pior foi feito hoje, no fim mesmo, quando inventei de subir aquele docker-compose; Resta saber quando foi o último, mas eu te conto daí.
Ainda não decidi nada, mas instalei o DiskInternals Linux Reader - Consigo ver a partição linux.
Então acho que tenho que explorar melhor as informações, talvez vocês @RuKsu @Deleterium e quem mais? possam me ajudar melhor.
o docker-compose que eu rodei foi:
Primeira vez
version: “2.1”
services:
mysql-workbench:
image: ghcr.io/linuxserver/mysql-workbench
container_name: mysql-workbench
environment:
- PUID=1000
- PGID=1000
- TZ=Europe/London
volumes:
- /:/config
ports:
- 3000:3000
cap_add:
- IPC_LOCK
restart: unless-stopped
Segunda Vez
version: “2.1”
services:
mysql-workbench:
image: ghcr.io/linuxserver/mysql-workbench
container_name: mysql-workbench
environment:
- PUID=1000
- PGID=1000
- TZ=Europe/London
volumes:
- /(pwd)/configu:/config
ports:
- 3000:3000
cap_add:
- IPC_LOCK
restart: unless-stopped

A diferença está em volumes.
Na primeira rodada começou a sair muiiiiiitas mensagens e eu parei não me lembro como
Na segunda vez eu coloquei um volume, acho qeu de forma desastrada, achando que ia gravar no meu diretório. Parece que gravou, rs, já vou dizer porquê.
Olhando a estrutura dos arquivos pelo programa, foi gravado no início do /
/
(pwd)
.cache
.config
.dbus
.local
.mysql

Tenho impressão que estas pasta são por causa do volume da segunda rodada.
O que vocês acham?

1 Curtida

Qual a distribuição linux? Tentou verificar a integridade dos arquivos instalados?

Ubuntu 20.4
Eu não tentei verificar a integridade dos arquivos. Tentei as milagrosas soluções do Google. Mas não funcionaram. O resto tá nas outras respostas rs.

Dá pra usar o debsums pra converir os hashs dos arquivos. Se houver arquivos diferentes da época da instalação, ele vai dedurar. Daí precisa reinstalar o pacote forçando sobrescrever arquivos.

Dá uma olhada nesse vídeo a partir do minuto 35:

–Edit:

Aliás, essa dificuldade de resolver problemas no apt e dpkg que eu acho a fraqueza do debian e derivados. Funciona muito bem enquanto não há alteração de arquivos dos pacotes, mas se algo acontecer é complicado de resolver.

1 Curtida

Acontece que eu nao consigo entrar no sistema de jeito nenhum. Eu deveria ter aguardado mais opiniões antes de ter reiniciado.
De qqr forma agradeço muito por deixar estas informações. Agora eu não entro nem por opções avançadas para Ubuntu.
@Deleterium tem dicas boas aqui. Assim que resolver vou ler mais a fundo.

Massa as dicas do vídeo. Assiti todo. Assim que eu tiver recuperado o linux, eu pretendo colocar em prática. Talvez até partir pro fedora (corrigindo) debian

Tentou iniciar em runlevel 1? Achei algumas instruções.

Tem opção de vc entrar no sistema fazendo CHROOT em alguma distribuição live. Certeza que vc consegue acesso.

Valeu, Knimer.
fiquei meio preocupado, só tem um comentário de alguém que reclamou que não conseguia mais bootar depois de fazer o procedimento.

Eu tou por enquanto analisando e sei que na pior das hipóteses vou reinstalar.
Qualquer outra informação eu agradeço.

Eu tenho o pendrive da instalação, pelo qual da pra entrar só pra teste; será que ajuda?
Não sei se viu que instalei o Diskinternals Linux Reader (no windows lendo o linux, como se fosse um explorer, mas tem vários recursos que não estou ousando usar)

Obrigado por acompanhar aqui comigo

O que o @knimer sugeriu não deve dar problema nenhum.

É só colocar o systemd.unit=rescue.target no final da linha (como recomendou o tutorial) e deixar o boot prosseguir.

O pior que pode acontecer é que o sistema não consiga iniciar, mesmo assim.

Mas se conseguir, vai ser útil para investigar o problema.

1 Curtida

bootar pelo pen, também é um caminho que pode ajudar a identificar o problema.