Possível redução no número de jogo nativos para Linux

Boa noite a todos

Uso o linux desde 2008 mas comecei a jogar nele a pouco tempo.
Eu tenho visto o lançamento de novas versões de jogos que tinha suporte nativo para Linux mas que deixaram de ter o suporte. Isso é só impressão minha ou vocês também tem notado esta redução?

Exemplos que eu notei:

  • F1 2015 e F1 2017 tinham versão nativa, F1 2018 e F1 2019 não tem
  • Torchlight II tem versão nativa, Torchlight III não terá
  • Dirt Rally tem versão nativa, Dirt Rally 2 não tem
  • Dirt 4 tem versão nativa, Dirt 5 não tem
  • Rocket League tinha versão nativa, mas agora perdeu

O que tem acontecido? São casos isolados? Ou os desenvolvedores estão desistindo de fazer versões nativas por algum motivo?

Obrigado
Jorge

Graças ao Proton agora os ports pra linux e mac serão inúteis…
Ja q essa ferramenta procura manter tudo “universal” pra qualquer plataforma, alias portar acaba saindo “caro” e demorado kkkkkk então esse e o futuro dos games pra plataformas “não NT/DOS”(sei q o DOS ja nem e visto mas acaba fazendo parte)

2 Curtidas

O problema do jogo não ser nativo é que ele não tem suporte oficial do desenvolvedor.
Se o jogo não rodar corretamente, não dá para enviar e-mail para o desenvolvedor solicitando as correções.
Um jogo que seja somente para windows pode até rodar usando o proton ou o lutris mas no momento que houver uma atualização ele pode parar de funcionar e você, como consumidor, não pode reclamar com o desenvolvedor.
Imagine a seguinte situação: você compra um jogo de windows por R$100,00 , você joga tranquilo por algum tempo usando o proton, o desenvolvedor lança uma atualização e o jogo para de funcionar. Neste caso, você precisa se virar para fazer o jogo voltar a funcionar. Mas se o jogo fosse nativo, você poderia solicitar que o desenvolvedor resolva o problema.

2 Curtidas

Proton é o futuro para jogos Linux e MAC é mais fácil para as desenvolvedoras e comunidade fazer o port via proton do que fazer algo nativo ainda mais que a próxima versão do proton será possível rodar jogos em DX12 sem contar que o port acaba com um problema conhecido na comunidade linux onde os jogos nativos rodam melhor em uma determinada distribuição, versão especifica ou ate mesmo amarado em versões de drivers AMD e Nvidia.
Tenho vários jogos na Steam e com exceção a alguns jogos mais antigos que dependiam de bibliotecas como Games For Windows ( tais jogos que nem as versões mais recentes do Windows roda), não tenho problemas com atualizações e nenhum deles deixou de rodar. Se eu não estou enganado jogos da EA já não são mais bloqueados por ant-cheats quando se tenta jogar partidas online utilizando Linux/Proton.

1 Curtida

Eu acho q as empresas vão dar suporte ao proton, não sei como funciona o proton na parte do desenvolvedor do jogo, mas se ele der um pequeno suporte e os anticheats tbm, temos uma maneira facil e barata de “portar” o jogo, tanto pra Mac quanto pra linux

1 Curtida

Eu não acho que os dois sejam mutamente exclusivos nem que os dois estejam necessariamente associados.

Já é notório que vários jogos nativos são cidadãos de segunda classe em relação à versão de Windows, atualizando e corrigindo bugs mais tarde, não tendo cross play, etc., como as séries Borderlands e Civilization.

Enquanto isso, há mais de um caso de um jogo corrigindo bugs em nome do Proton especificamente, como os jogos indie Lumote e Wolcen e até o AAA No Man’s Sky.

1 Curtida