Por que o Deepin e o ElementaryOS enjoam rápido?

Não consigo ficar no Deepin e ElementaryOS
Me sinto preso igual ao Windows e MacOs kkk

1 Curtida

Eu te entendo, é pq eles tem um cópia visual que ñ atende as suas expectativas.
Vc só para de ficar “saltando” de distro pra distro quando vc aceita e se acomoda com a funcionalidade e aparência da msma, ou seja, quando ela se torna coerente pra vc.

1 Curtida

No meu caso parei no Solus kkk
Você salta bastante? Kkkk

Então, eu uso linux desde 2013, minha primeira distro foi o Ubuntu 13.04.
No início, tinha uma esquizofrenia de ter o sistema todo atualizado, ou seja, a cada no Rolling Release eu atualizava.
Aí, quando cansei de usar o Unity (que era meio bugado), rodei por todas as interfaces possíveis, inclusive a Pantheon do Elementary (que no início tbm era bem bugada).
Então, nenhuma era como a primeira (Ubuntu), então, voltei definitivamente pro Ubuntu, lá pela versão 17.04 ou 17.10.
Mas, quando lançaram a 18.04 (LTS) com o Gnome, e com toda aquela expectativa do Unity8, eu até usei, mas como me decepcionou pra caramba, larguei o Ubuntu e, finalmente, dei uma chance ao Linux Mint.
E, como disse acima, ele tem a interface, desempenho, funcionalidade e ferramentas mais coerente que já vi.

1 Curtida

E, admito tbm q ñ espero usá-lo pra sempre e q estou aguardando a LTS 20.04 do Ubuntu. Porém, existem alguns defeitos que existem dentro do Ubuntu, e obviamente por isso não o uso agr, então, fico numa digamos “falsa esperança” de q “tudo seja corrigido na nova LTS e, finalmente, voltarei a usá-lo”, só q agr estou muito cético e “vacinado” ao Ubuntu, desde a decepção da 18.04, por isso, caso quando sair continuar com os mesmos problemas, eu nem mexo no Linux Mint, vou ficar por aqui msm.

1 Curtida

A interface que eu amo é o Budgie, ela é bonita e simples (na versão do Solus)
Obrigado pelo seu comentário, te desejo mais sorte, coelho kkk

1 Curtida

kkk, vlw, pra vc tbm, eu testei a Budgie tbm, mas bem no início, deve estar diferente, vou dar uma olhada no Solus.
PS: A diferença de antes pra agr é q quando pensava “em dar uma olhada em determinada distro” significa q eu ia instalar ela haha, mas agr eu baixo e testo no Vbox, já é uma evolução, né? kkk

Sim. KKK
Mas cuidado ao testar o Solus, ele é um amorzinho kkkk

1 Curtida

Deve ser porque o Deepin e o Elementary OS tem um visual “engessado”, são pensados para usar daquele jeito, sem mudar o visual, assim como o Windows e MacOS… Se bem que o Gnome também tem disso, mas é “mais fácil” de se modificar :thinking: :slight_smile:

3 Curtidas

É bem isso mesmo, amigo kk

1 Curtida

Eu não diria que eles enjoam, o problema em meu entender se deve ao fato deles centralizarem certas escolhas visuais, como não possibilitarem a instalação de outras interfaces gráficas/DEs, apesar de saber a razão.

A grande verdade é que essas distros são muito belas, mas te mantém muito preso a beleza, toda distro tem seus problemas, o “pulo do gato” é você encontrar uma base sólida de seu agrado, e ir modificando uma interface a seu modo…
Tive problemas assim, até que percebi que para meu uso pouco importa a interface, desde que todos os programas que eu use fiquem funcionais e responsivos( eu odeio problemas de compatibilidade, como no gtk), no momento estou usando o gnome vanilla modificado a minha maneira.
tenho certeza que a comunidade vai te ajudar a encontrar seu porto seguro.

1 Curtida

Essa promete. O 19.10 está incrível.

Eu acho que quem enjoa é a pessoa, não o S.O.! Talvez a pergunta correta seja: Por que eu enjoo rápido desses sistemas operacionais?

Isso leva a um terceiro ponto para reflexão sobre o próprio mecanismo do “seu eu” sobre gostar e deixar de gostar. É uma pergunta sobre você, não sobre os sistemas. Talvez encontre ansiedade, vontade de fazer coisas diferentes, tédio crescente. Como seria o ideal para você? Ideal seria ser sempre diferente? Mas essa vontade de ter sempre o que não têm não causa sofrimento?

Só um toque para reflexão, nem precisa falar nada sobre isso. Abraço!

3 Curtidas

Enjoar de um sistema não é culpa dele, e sim da pessoa que o usa, você provavelmente espera algo dele que não conseguiu e por esse motivo acabou enjoando.

Vejo muita gente falando que enjoar de um ou outro sistema, se você quer um sistema pronto, para usar e não fica se preocupando em editar uma coisa aqui e outra lá, eles são ótima, pois já tem a interface dita por padrão e você apenas precisa instalar os programas e usar.

se você quer uma DIY então existem outras DE que lhe irão ajudar mais que essas, para deixar o sistema do seu jeito.

mas se nada te agrada, talvez você precise procura ajuda.

2 Curtidas

Muito bem observado! Parabéns pela clareza, simplicidade e objetividade em explicar algo complexo de forma tão simples. Eu realmente ainda não tinha pensado por essa perspectiva.

@Grimpop compartilha da mesma linha de raciocínio.

1 Curtida

Então, pra mim “incrível” é o Gnome estar tão polido e leve sendo q um dia já foi tão pesado, isso q me parece um ponto positivo pra usá-lo novamente. Agr, defeitos q existem no Ubuntu como a quantidade exagerada de apps inúteis no menu, a mal integração de snaps com a loja, a duplicação do app de atualização (tal função poderia ser feita pela Loja), a “gambiarra” da extensão pra funcionar o Desktop, isso entre outros motivos é o q me distancia do Ubuntu, visto q comparando o Linux Mint, q tem uma suíte de ferramentas do sistema completa, é um descaso da Canonical entregar o sistema dessa maneira, todo bagunçado e com tantas incoerências.