Os novos notebook Samsung Flash seria uma boa opção para rodar alguma distribuição Linux?

linux
#1

Olá galera, sempre usei Windows e atualmente vi muitos vídeos do canal do Dio e cheguei na conclusão que quero migrar TOTALMENTE para o linux. Ultimamente vi que a Samsung vai lançar uma linha de notebook aqui no Brasil, com memória do tipo Flash, Intel Celeron e 4GB de RAM (são notebooks voltados para estudo). Queria saber se seria uma boa comprar esses notebook para instalar alguma distro Linux neles

0 Likes

#2

Não posso dizer nada sobre esse notebook em particular, mas já tive dois notebooks da Samsung e o Linux funcionou sem nenhum problema.

1 Like

#3

Dei uma pesquisada nesse modelo, acho que ele tem bons specs para a categoria e um visual bacana, mas o preço não é condizente com a proposta, o mais barato que encontrei foi 2.100 no Buscapé, por cerca de 2.300 você compra um notebook com Core i5 de oitava geração e 8GB de RAM, o lado negativo seria a tela HD com painel TN e HD de 1TB ao invés de SSD.

1 Like

#4

Eu vou esperar entrar no varejo para baixar o preço. Mas o que mais estou entereçado é a tela Full HD e o acabamento, porque quero um Notebook resistente para durar bastante

1 Like

#5

Também estou atrás de um notebook, mas não encontrei nada no mercado do jeito que eu quero. Estou atrás de uma máquina com Core i5 de oitava geração, 8GB de RAM e tela full HD IPS, todos que encontrei tem tela HD e painel TN.

1 Like

#6

Melhor é pegar do i5 pra cima… visando usar o computador a longo prazo.

E se atentar as marcas… tem muita porcaria sendo vendida, como se fosse boa (e usando outro nome :+1: - entendedores entenderão).

2 Likes

#7

Eu comprei um bem semelhante e absurdamente mais barato. Um HP stream 11 4Gb. Roda muito bem com o ubuntu mate.

1 Like

#8

Com o valor desse note, dá pra comprar um E30 da samsung e com o dinheiro que sobrar colocar um SSD nele e usar o HD original como um HD externo…

1 Like

#9

A Positivo tem a linha Positivo Quad/Stilo alguns com Linux inclusive com um Celeron Dual Core 2 gb de ram e 32 gb de ssd,o Linux até roda mas é muito limitado devido ao espaço,o Linux em si não ocupa muito espaço,mas sobra pouco mais de 10 gb pros arquivos ai é complicado…

1 Like

#10

Uma coisa q notei recentemente foi o sumiço de alguns tipos de config de note. Era mais comum ter configs boas relativamente baratas por conta de ausência de alguma coisa, o mais comum sendo a placa de vídeo dedicada.

Hj ou vc compra algo de config mais modesta ou se quer um pouco mais vai ter de 'aceitar o pacote todo ’ e pagar muito caro. Se vc ñ precisar de placa de vídeo dedicada, por exemplo, pra um note q seja pra programação, vamos dizer, ñ encontra fácil, principalmente se comprar de marca. Se quer mais ram vai ter de levar placa de vídeo, se quer um SSD maior vai ter de levar o i7 ao invés do i5 q poderia te atender e por aí vai.

3 Likes

#11

Sim, além das opções atuais serem ruins o valor subiu bastante. Uma coisa que não entendo é insistirem nas telas em HD com painel TN, no exterior as fabricantes estão utilizando painéis 4K em monitores 1440p, porque elas alegam que é mais barato fabricar um único tipo de painel, o custo claramente não é um problema.

Outra coisa que não faz sentido é cobrar muito mais caro por um SSD, um SSD de 240GB e um HD de 1TB custam o mesmo.

2 Likes

#12

É simples nos 2 casos, o brasileiro compra, eles podem mandar aquilo q sobra pra cá, a gente tem problema pra importar, q os outros ñ tem, já q esse é o tipo de equipamento q ñ é só diversão, tb alavanca as empresas.

Temos esse mesmo problema com a maior parte dos eletrônicos e com carros em maior ou menor medida, dependendo de qual.

2 Likes

#13

Eu vi um vídeo sobre aqueles notebooks, não compensam, são muito caros por tanta pouca coisa, onde já se viu hoje em dia 64GB de armazenamento, tenho um SSD de 120GB e já acho muito pouco, mesmo sua config mais top é muito pouco armazenamento. Acho que rodaria Linux sem problemas, mas não vale a pena investir 2 mil naquele notebook.

1 Like

#14

Me parece que isso se deve, em grande parte, pelo analfabetismo tecnológico do Brasileiro (somado com o protecionismo do mercado local e a inércia de órgãos fiscalizadores).

Marcas que entregam verdadeiras porcarias, deveriam ser banidas (do que adianta essas empresas gerarem imposto, se quem perde nessa equação é sempre o consumidor). Mesma coisa os celulares… essa maldita insistência nos 3GB de RAM e os míseros 3.000mAh.

Laptop é outra coisa que vem cobrando caro e entregando pouco. Não quero entrar na questão de nível construção… Mas a insistências das fabricantes em entregarem produtos “sem sal”.

Na minha visão, USB 2.0 deveria ser totalmente abolida… até mesmo, a leitora/gravadora CD/DVD… Outra falcatrua, é essa história de HD Híbridos (te colocam 8GB de memória rápida… e o resto, é a lentidão pura). Telas antireflexivas e teclado retroiluminados devem ser itens básicos!

Infelizmente, a gente se depara com alguns artificios sujos… “Quer GPU Off? Tem que pegar a versão de 15”!"… “Precisa de mais RAM? Tem que pagar uma fortuna a mais, para ter mais RAM”… “Quer SSD? Isso é muito caro pra ti, pode abrir a carteira”… e assim vai.

Ainda quero ver notebooks modulares… que permitam o usuário “montá-lo” ou fazer os devidos upgrades ao longo do tempo (hoje só se pode trocar a RAM - qdo não é soldada; e a troca do HD).

2 Likes

#15

por isso que eu ainda ganho grana com manutenção… tem gente que compra pc e logo ja sai fazendo upgrade… coloca o custo de ssd na compra do note…

0 Likes