Os Motivos Pelos Quais Devemos Chamar o SO De GNU / Linux

O FAQ está em inglês, usando o Google tradutor você terá uma fácil compreensão do conteúdo traduzido para o português.

GNU/Linux FAQ by Richard Stallman

2 Curtidas
2 Curtidas

Acho deveras conservador ou algo do tipo chamando-o assim. Até porque nomenclaturas “erradas” a TI até tem umas ae.

Claro que devemos saber o porquê e ser GNU Linux e afins, no entanto, forçar tal mudança não tem real sentido. Sabemos o que significa já

Não faz sentido chamar de “GNU/Linux”.
Imagina se colocássemos o nome de todos os projetos/empresas que tem algum software na distro ou que contribuem para o seu desenvolvimento, ficaria um nome enorme.
Claro, as distros linux só são o que são por causa dos softwares do GNU, porém nem por isso é certo chamar de “GNU/Linux”. :slight_smile:

3 Curtidas

Então é um assunto complicado por que nem todas as distros usam todos os softwares GNU um exemplo é o Alpine que focam em ferramentas como Clang+LLVM e Musc
https://distrowatch.com/table.php?distribution=alpine

Se você leu o FAQ viu que não tem nada haver com ser conservador.

Você leu o FAQ? Pq eu li e pra mim fez todo sentido.

Camarada, eu posto aqui um FAQ que possui um embasamento técnico e você me vem com achismos do canal Toca do Tux? Inclusive menciona o Minix no FAQ também.

Ninguém é obrigado a chamar algo pelo nome, por mim podem chamar até de “sistema do pinguim”, mas que há bons motivos pra chamar de GNU / Linux há.

1 Curtida

Eu acho que o FAQ todo se resume nestes 2 tópicos:

Why do you call the system we use GNU/Linux and not Linux? (#why)

Most operating system distributions based on Linux as kernel are basically modified versions of the GNU operating system. We began developing GNU in 1984, years before Linus Torvalds started to write his kernel. Our goal was to develop a complete free operating system. Of course, we did not develop all the parts ourselves—but we led the way. We developed most of the central components, forming the largest single contribution to the whole system. The basic vision was ours too.

In fairness, we ought to get at least equal mention.

See Linux and the GNU System and GNU Users Who Have Never Heard of GNU for more explanation, and The GNU Project for the history.

Why is the name important? (#whycare)

Although the developers of Linux, the kernel, are contributing to the free software community, many of them do not care about freedom. People who think the whole system is Linux tend to get confused and assign to those developers a role in the history of our community which they did not actually play. Then they give inordinate weight to those developers’ views.

Calling the system GNU/Linux recognizes the role that our idealism played in building our community, and helps the public recognize the practical importance of these ideals.

Entendo perfeitamente o seu ponto de vista, pois se existe a filosofia de usar/divulgar livremente o software/SO desde que sejam dados os devidos créditos, então à partir disso, sim, é importante chamar de GNU/Linux.

1 Curtida

Concordo em partes mas como fica os outros projetos como o KDE? :thinking:
Se fomos dar créditos teremos que dá a todas empresas e comunidades que contribuem e não só o GNU :slight_smile:

Mas você só está levando em consideração 1 motivo. Sem o GNU não estaríamos usando uma distro nesse exato momento, ao menos não se tratando de GNU/Linux, talvez uma BSD.

Olha, eu não entendi bem esse “resumo”, mas se você leu todo FAQ sabe que não é apenas por divulgação/créditos.

Isso antes hoje em dia é possivel compilar o kernel com o LLVM+Clang e usar o Musl invés do Glibc, além de que o Linux é tanto KDE quanto GNU, o GNU é sim importante mas não justifica ditar as regras sobre como chamar o Linux :neutral_face:


Não… Realmente não é apenas divulgação/créditos, as a real “importância” para a nomenclatura seria isso…

Como o @Keviny citou, hoje é possível compilar o Linux sem o auxílio do GNU, como foi feito no Alpine (Se eu não estiver enganado…). Neste caso seria correto chamar apenas de Linux e esquecer de sua origem? Seria correto chamá-lo de GNU/Linux se não foi utilizado o GNU para esta distro?

Seguindo até mesmo a colocação do FAQ, todo programa criado deveria seguir a mesma linha de dar créditos ao compilador/linguagem em que foi feito…

Não volto atrás no que eu disse, GNU/Linux por questão de filosofia.
Mas é sempre importante abordar este tipo de assunto, porque existem muitos usuários GNU/Linux que nem se quer pararam algum dia para se preguntar o porque do GNU na nomenclatura.

3 Curtidas

Man, entenda, ngm tá ditando regras aqui, se você acha q deve chamar o sistema de “sistema pinguim”, ótimo pra você. O ponto aqui é que há bons motivos para chamar de GNU / Linux. Outra coisa, sobre compilar o Kernel e fazer o que você disse, acha q se fosse assim muitos usuários iriam migrar do Windows para o Linux? Usuário comum geralmente procura um sistema pronto!

Como disse concordo com os créditos mas não concordo com a parte em que temos de chamar de GNU Linux quando não estamos usando somente os dois
Is It Linux or GNU/Linux? | Linux Journal

Gaël Duval que foi o fundador das distribuições Mandrake/Mandriva e agora envolvido no desenvolvimento do eelo (um clone do Android focado em privacidade), diz o seguinte:
"Eu entendo as pessoas que defendem a ideia de chamar de GNU/Linux. Por outro lado, eu não vejo por que nesse caso não usaríamos “GNU/X11/KDE/Gnome/Whatever/Linux. Pessoalmente, estou confortável com ambos, Linux e GNU/Linux, mas eu utilizo simplesmente Linux, porque adicionar complexidade na comunicação e no marketing geralmente não é eficiente.”

1 Curtida

Não faz sentido dar créditos ao compilador/linguagem em que foi feito, aí você já está forçando a barra. O fato de ser feito com algumas distros, como o Alpine, não desmerece o que já foi feito por parte do projeto GNU. Inclusive, sou a favor de reconhecer outros projetos, porque não? Deveríamos usar a nomenclatura de um SO apenas pelo nome do kernel?