[Opini√£o] Sorria ūüôā Voc√™ est√° sendo espionado! ūüēĶ

N√≥s vivemos em um mundo totalmente conectado, em uma √©poca em que √© poss√≠vel fazer (quase) tudo por meio da internet. Podemos ouvir m√ļsicas, assistir filmes, s√©ries, pedir um lanche, fazer compras, ver not√≠cias, conversar com nossos amigos e familiares, fazer uma reuni√£o de trabalho, consultar o saldo banc√°rio, etc.

Hoje podemos fazer coisas que antes pereciam impossíveis, isso é algo realmente impressionante. Porém nem tudo são flores… Se por um lado a internet facilitou nossas vidas, por outro lado ela nos deixou dependentes, com algorítimos que nos prendem e nos viciam cada vez mais. Mas você já se perguntou por quê? :thinking:

As redes sociais e v√°rios outros servi√ßos dispon√≠veis na internet seguem, na maioria, modelos de neg√≥cios muito parecidos: Oferecem o servi√ßo de gra√ßa, por√©m com an√ļncios
Assim ganham dinheiro :moneybag: para se manterem de pé.

Mas como isso funciona? Como se ganha dinheiro com um serviço gratuito?
Resumidamente: Coletam os dados que você dá ou gera ao navegar e os transformam em mercadoria.
Informa√ß√Ķes como sua idade, sexo, lugar onde voc√™ vive, onde esteve, seu ip, seus gostos pessoais, etc, s√£o coletados.

Com esses dados, pode-se direcionar os an√ļncios de acordo com o gosto de cada usu√°rio, assim aumentando as chances de clicar numa propaganda que est√° oferecendo um produto/servi√ßo de seu interesse.
‚ÄúCom a faca e o queijo nas m√£os‚ÄĚ, fica muito mais f√°cil de se conseguir parcerias comerciais com empresas interessadas em fazer an√ļncios personalizados para os usu√°rios.

N√≥s somos observados o tempo todo (sim, inclusive nesse exato momento :male_detective:). Enquanto estamos conectados na internet, estamos gerando dados e alimentando esse grande mercado. √Č praticamente imposs√≠vel de fugir disso‚Ķ

Não só as empresas espionam, mas os governos também. Veja o exemplo da China que vigia sua população ou os EUA com o famoso caso Snowden. Entre outros…

Ser√° que isso tudo vale a pena?
Será que vale a pena perder a privacidade em troca de serviços gratuitos?
E se a internet tivesse tomado outro rumo?
Você se sente confortável ao saber que está sendo vigiado?
Não te incomoda nem um pouco o fato de saberem praticamente tudo o que faz online (e até mesmo offline)?

Podemos ser comparados com vacas leiteiras :cow2: (eu sei, é muito estranho :joy:): Os fazendeiros dão às vacas o pasto e em troca retiram o leite para vender. Já as grandes empresas nos dão os serviços gratuitamente e em troca coletam nossos dados e vendem para outras empresas.

Os algorítimos trabalham para nos deixarem cada vez mais engajados, mais dependentes, presos em nossas bolhas virtuais, para assim gerarmos mais e mais dados.

√Č desconfortante pensar nisso, saber que vai ter um algor√≠timo ou algu√©m observando tudo o que a gente faz :confused:
Claro, existem nuances, questão de segurança e outras coisas que isso envolve, mas uma coisa é certa: Não existe privacidade online.

OBS: Essa é uma opinião pessoal minha :slight_smile: :v:

9 Curtidas

DuckDuckGo


20 chars

3 Curtidas

Tenho um tópico sobre alternativas a alguns serviços da Google :slight_smile:

2 Curtidas

Só vai mudar o fornecedor…
Ou se está na Internet com tudo devassado, ou se está offline. Não há alternativa, por mais que você acredite que há.

3 Curtidas

Existem alternativas que buscam a privacidade do usuário. Sempre terá algum dado coletado, é impossível fugir disso :man_shrugging: :confused:
Se alguém quiser privacidade, terá que viver numa ilha deserta desconectado do resto do mundo :joy: :joy: :joy:

2 Curtidas

como diz a introdu√ß√£o do watch dogs 2:‚ÄúVoce pode se achar imune e ignorar os riscos,mas sua sombra digital ja foi comprometida‚ÄĚ

2 Curtidas

Empresas coletam seus dados. Voc√™ sabe que empresas coletam seus dados. Empresas anunciam na internet. O algoritmo escolhe VOC√ä para ver o an√ļncio.

Nesse ponto que VOC√ä deixa de ser um mero humano com comportamento autom√°tico, com comportamento previs√≠vel, e passa a ser um humano consciente. Voc√™ se faz v√°rias pergunta antes de clicar no an√ļncio ou item recomendado: Eu necessito disso? Ser√° que isso √© verdade? E se fosse eu naquela situa√ß√£o? Saber mais disso vai transformar minha vida de forma positiva?

Ent√£o voc√™ vai parar de ser ordenhado. Voc√™ vai tomar a dianteira da sua vida e parar de responder automaticamente aos est√≠mulos. O algoritmo agora √© seu aliado, pois estar√° recomendando conte√ļdos de qualidade, conte√ļdos semelhantes a outros que voc√™ decidiu serem positivos para sua vida.

Mais que isso, voc√™ vai importar menos de ser espionado. Estar√° usando um conceito de √©tica: ‚ÄúO motivo pelo qual voc√™ precisa fazer escondido, √© o mesmo motivo pelo qual voc√™ n√£o deve faz√™-lo‚ÄĚ. Ao falar do chefe para um colega no whatsapp, voc√™ j√° imagina que o chefe poder√° ler aquilo, mudar√° as palavras e, no dia que tiver que faz√™-lo pessoalmente, estar√° tranquilo em dizer o que j√° foi ensaiado.

A vida e o mundo é pra frente. Os tempos de anonimato não voltarão mais, não enquanto a era da informação reinar. Não há sinais de uma hecatombe mundial, não no prazo de uma vida humana, então continue se preparando para seus passos serem seguidos, cada vez mais de perto.

4 Curtidas

Se a pessoa não tem algo a esconder, não tem muito problema em ter seus dados coletados. Além disso, anonimato é impossível, rastros irão ficar no caminho, de alguma forma.

O que incomoda √© o fato de que tudo o que a gente faz, √© coletado, onde a gente est√°, o que pesquisamos, o que gostamos, etc. √Č como se estiv√©ssemos em uma pris√£o, vigiados a todo momento, como se fossemos suspeitos de algo sem nunca termos feito nada para isso. E n√£o tem como fugir disso, n√£o h√° liberdade para isso‚Ķ

Os algorítimos vão se aprimorando para nos recomendar o que nos interessa, para nos manter engajados. Mas o problema é que isso vai nos deixando dentro de uma bolha, a gente vê o que nos agrada, como se o que não agradasse nem sequer existisse
Se a pessoa n√£o perceber isso, ficar√° presa em uma ‚Äúrealidade paralela‚ÄĚ.

E na verdade isso já acontece… :thinking: :v:

Minha opini√£o: essa t√°tica das empresas de vender informa√ß√Ķes para anunciantes come√ßou a bombar depois da crise de 2007/2008, quando os governos abaixaram os juros, quando o jurus subirem novamente e com o fato do uso de adblocks subirem cada vez mais esse modelo vai se reduzir (MINHA OPINI√ÉO)

1 Curtida

O uso de adblock pode afetar, mas n√£o acho que vai diminuir a coleta de dados
Porque muita gente usa as redes sociais pelo celular e os adblocks funcionam na maioria nos navegadores
Sei que existe adblock para bloquear propagandas em apps, mas ainda é desconhecido

A tendência é cada vez mais as pessoas usarem smartphone ao invés de PCs/notebooks (a não ser que seja para algum trabalho específico)

Se os bloqueadores de an√ļncio em apps se popularizarem, a√≠ sim poder√° ter uma mudan√ßa mais efetiva

Outra questão é: Como ficaria as redes sociais e os serviços que ganham dinheiro com a coleta dados? As pessoas começariam a pagar por esses serviços?
:thinking: :slight_smile:

Cada vez mais o que se v√™ s√£o bloqueadores ‚Äúmale√°veis‚ÄĚ, ou seja, deixando passar propaganda ‚Äún√£o invasiva‚ÄĚ, como se existisse propaganda n√£o invasiva.
E os bloqueadores precisam sobreviver também. E vão partir para cobrar de você ou vão começar a liberar publicidade de quem pague a eles.

Cada vez mais o governo exige seu celular em cadastros oficiais. Por que exigiram o recadastramento de todo mundo que tinha pr√©-pago? pr√° poder monitorar, claro. A desculpa √© sempre ‚Äúpara sua seguran√ßa‚ÄĚ. Ora, a melhor seguran√ßa √© sempre n√£o fornecer dados, certo? O que foi o ‚Äúcadastro positivo‚ÄĚ, sen√£o a permiss√£o para que agentes privados tivessem acesso a seus dados?

N√£o tem sa√≠da. Ou voc√™ se habitua a ‚Äún√£o ver‚ÄĚ publicidade e n√£o se importar com seus dados de navega√ß√£o, ou cai fora do mundo online.

1 Curtida

Existem v√°rias alternativas aos servi√ßos e aplica√ß√Ķes famosas que priorizam a privacidade. N√£o d√° pra fugir de todos os rastreadores, mas d√° pra amenizar bastante :slight_smile:

Ano passado fiz esse post aqui no fórum.

1 Curtida

Tem um site que é bem interessante, chama-se Restore Privacy
São post e reviews de serviços que prometem respeito à privacidade do usuário :slight_smile: :v:

Exatamente. Cada vez mais as pessoas ser√£o respons√°vel pela ‚Äúrealidade paralela‚ÄĚ na qual vivem. Quem gosta de arma, tiro, bandidagem, inevitavelmente ser√° bombardeado com esse conte√ļdo. Quem procura aulas de programa√ß√£o, vai receber overdose desse conte√ļdo. A pe√ßa chave para pular de realidade √© refletir as escolhas. Uma consequ√™ncia disso √© ter que aceitar opini√Ķes completamente divergentes, pois outras pessoas estar√£o em outra realidade. E vai ser dif√≠cil at√© conversar com pessoas de outras realidades, pois o pensamento estar√° consolidado com fatos que justifiquem aquele comportamento, afinal o mundo tem mais de 7 bilh√Ķes de pessoas e sempre haver√° um exemplo de algo que a pessoa quer acreditar.

1 Curtida

Aí que tá o problema. Cada um acredita no que quer e os algorítimos ajudam a consolidar esse pensamento, por mais que não seja real, para a pessoa será

Se isso for explorado com m√°s inten√ß√Ķes (e est√° sendo), pode ter um impacto enorme na sociedade

Se cada pessoa tivesse consciência do que as redes sociais são capazes, pensariam duas vezes antes de fazer qualquer coisa :slight_smile: :v:

cara voc√™ escreve de maneira muito fluida e divertida, na moral come√ßa um blog J√Ā

1 Curtida

J√° fiz um ‚Äúblog teste‚ÄĚ no ano passado, apenas por curiosidade, para saber como era e tals. Mas eu n√£o tenho conhecimento para isso :joy:

1 Curtida

cara todo mundo tem algo para compartilhar e você escreve massa d+, eu recomendo cara. Pense a respeito.

1 Curtida

Prefiro fazer postagens aqui no f√≥rum. Porque assim eu ajudo a comunidade com mais conte√ļdo :slight_smile: :v:

1 Curtida