Open source está em Marte

Eu pensei em utilizar o título “O código livre foi para o espaço”, mas imaginei que haveriam reclamações de “bait”. Semânticas à parte, vivemos um momento único de diversas formas, seja pelo avanço da ciência ou pela situação pandêmica mundial.

No último dia 19 de abril, o primeiro voô controlado remotamente em outro planeta foi executado com sucesso graças ao poder do software livre e do desenvolvimento colaborativo. Segundo informações do GitHub, aproximadamente 12.000 pessoas contribuíram em repositórios que foram utilizados pela NASA no projeto Ingenuity.

Para termos uma ideia do desafio de engenharia que é a construção de um projeto como o Ingenuity, é importante pensarmos que além dos 6.000 funcionários do JPL, equipes de empresas gigantes como AeroVironment, Lockheed Martin e Qualcomm também estão envolvidas. E por baixo de todo o metal, plástico e vidro, rodam códigos criados colaborativamente por milhares de desenvolvedores de código aberto em todo o mundo, que muitas vezes, não tomam consciência da importância de suas contribuições.

:vulcan_salute:


Links

9 Curtidas