O que vocês fazem? atualiza ou formata?

vocês atualizam de uma versão para outra ou formata???

3 Curtidas

Eu sempre fiquei na base Ubuntu e prefiro atualizar de uma LTS pra outra 18.04 > 20.04 por exemplo.

2 Curtidas

Por experiência, em fixed eu formato, instalo do zero para evitar erros futuros. Até no Windows, quando fui obrigado a atualizar do 7 para 10 por conta do fim do suporte, eu apenas atualizei, mas, como o passar do tempo vão surgindo pequenos bugs que só se resolve praticamente formatando, então o melhor é fazer a instalação limpa.

3 Curtidas

No Ubuntu eu sempre faço a atualização quando sai uma nova versão (LTS ou não). Atualmente estou usando o 20.10. Logo que sair o 21.04 eu já atualizo.

3 Curtidas

Acho sempre melhor formatar e instalar de novo.

4 Curtidas

E no caso do fedora silverblue?
Dar um rebase ou instalar do zero?
@fastos2016

2 Curtidas

Eu uso rolling release… então, a ideia é ir sempre atualizando… mas como troquei o HD por um SSD, instalei limpo e foi legal, corrigiu vários bugs

4 Curtidas

Ultimamente eu tenho atualizado e dispensado a atualização via pendrive ou DVD. Acho que é mais simples e interrompe menos o meu trabalho. Posso deixar atualizando enquanto continuo fazendo outras coisas.

Outra vantagem é que eu controlo melhor a resolução de dependências. Desligo os repositórios adicionais, atualizo tudo voltando para os repositórios padrões e só aí faço a atualização de versão da distro. Depois de feita a atualização, se eu ver que está tudo ok, habilito de novo os repositórios extras e faço a troca dos pacotes para os deles (para ganhar suporte a codecs, emuladores mais atuais e coisas assim).

Uso openSUSE Leap. No Tumbleweed a distro é rolling, então o usuário não precisa fazer tudo isso que eu descrevi, mas vai atualizar mais frequentemente. Tem seus prós e contras.

4 Curtidas

Eu pulei do Fedora para um Ubuntu LTS.

Desde então, eu só atualizo de LTS em LTS.

2 Curtidas

Normalmente, eu formato. Não porque seja necessário, mas eu curto esse processo de formatação e reconfigurar tudo.

:vulcan_salute:

2 Curtidas

Atualmente dou extrema preferência a rolling, mas, caso venha a usar fixed como eu disse faço a atualização limpa.

2 Curtidas

Depende !! Tem alguns fatores que levo em conta

  • Tipo de uso da máquina
  • Quantidade de arquivos e dados
  • Tempo de suporte da distro

Um ex… tenho uma máquina com muitos arquivos e com o Mint XFCE instalado… na época instalei a versão 19 e fui atualizando até a 19.3 (base Ubuntu 18.04)
Como houve uma mudança brusca de base (18.04 p/ 20.04) resolvi não fazer o upgrade p/ o Mint 20 pra não correr riscos com algo que está funcionando perfeitamente…

Como o Mint 19.3 tem suporte até 2023, até lá eu tenho muito tempo pra me preparar e já instalar ele em uma nova versão e base

5 Curtidas

Só lembrando que essa é uma opção do usuário. Não há certo ou errado. Vamos evitar discussões acaloradas por conta de preferências pessoais.

5 Curtidas

Eu já alterei meu formato de usar computador inúmeras vezes, já fui de atualizar, formatar do 0. Atualmente dou preferência para o Cloud e Rolling Releases OS, Arch no caso meu. Mesmo sendo rolling release, hoje em dia eu gosto de formatar do 0, já fiz isso um monte de vezes com o Arch e cada vez que formato aprendo algo novo. Não sei como será meu perfil nesta parte daqui algum tempo. Isso para mim, :innocent: particularidade minha :joy: mas se for para trabalhar com empresas dai o certo é seguir o formato e padrão da empresa.

2 Curtidas

Geralmente só troco de versão quando vou ganhar alguma vantagem especifica ou quando a minha perde o suporte. Então geralmente formato de uma versão pra outra. De forma geral é sempre melhor realizar uma instalação limpa (formatação) de um novo S.O.

2 Curtidas

Eu só formato quando é realmente necessário. De resto, apenas faço as atualizações e vida que segue.

4 Curtidas

sempre formato

2 Curtidas

Eu abomino formatações (esses dias refiz uma instalação do Fedora para testar o btrfs), então eu sempre atualizo.

3 Curtidas

Como estou com o Gentoo, é milhões de vezes mais fácil atualizar do que reinstalar. Mas o meu Debian como sistema backup eu atualizo, até mesmo porque não tem repositórios de terceiros e o processo é mais tranquilo. Tenho um Linux Mint na máquina virtual que também atualizei e foi extremamente fácil, embora um tanto demorado por conta do acesso a disco das máquinas virtualizadas serem mais lentos.

Lembro aos colegas que atualizar parece mais difícil de primeira vista, mas se considerar o tempo pós instalação dos pacotes, pode não compensar… Especialmente se o usuário não foi malandro de salvar a pasta /home com as configurações personalizadas de seu ambiente de trabalho.

2 Curtidas

Se eu estiver usando Ubuntu ou algum outro da mesma base, prefiro fazer uma instalação limpa.
Normalmente eu também faço isso com o Windows 10.

3 Curtidas