O que você sente falta e/ou não gosta no Linux?

As vezes a instalação do Linux Mint dá pau sim, mas é só não assinalar o campo de baixar drivers proprietários etc que aparece durante a tela de instalação e depois escolher a forma de instalação. A mesma coisa c/ o Ubuntu. Assim a instalação rola suave e vc, efetua as instalações dos drivers seguindo a tela de boa vindas do Mint e no caso do Ubuntu, deve aparecer algo assim. (no 19.04 aparece).
Sobre questões de partições, vc deve estar se referindo a instalação avançada. Não sei se no link que passei tem essa forma de instalação, mas no Youtube tem vários vídeos que explicam esse tipo de instalação.

2 Curtidas

Evidenciei isso. Foi quase traumático. hahaha

Então, eu fiz todo tipo de instalação, assinalando ou não a opção de baixar os drivers proprietários e ainda assim não funcionava. Digamos que já tenho uma certa experiencia em formatação. Sempre consegui instalar o Ubuntu em dual boot com Windows, separando a raíz, /home e definindo o Swap. Com o Ubuntu nunca tive problemas na pós-instalação e só abandonei o Ubuntu pq infelizmente o 18.04 estava apresentando congelamentos no sistema. Ao tentar o Mint é que começaram as dores de cabeça. Eu instalava e não dava certo de jeito nenhum, mesmo tentando todo tipo de formatação. Só na última tentativa é que finalmente funcionou e eu não fiz nada demais. A instalação simplesmente deu certo sem nenhuma justificativa kkkk

então, as minhas instalações, num SSD de 120 GB, são todas criando a partição EFI, / e /home, sendo esta última(/home) em HDD separado. Tenho Manjaro Gnome, Ubuntu e Linux Mint instalados.
Este é o desktop do Ubuntu 19.04

3 Curtidas

Algo que eu sinto falta é um aplicativo que funcionasse como o wine pra abrir aplicativos do Android. Não sei se é possível, mas seria bem interessante.

1 Curtida

Possível é, o problema é o bendito playservices

1 Curtida

É possível e está sendo feito, é o Anbox.

O problema é o fato de Linux ter root (muitos apps e jogos têm medo disso e não rodam quando detectam essa capacidade) e apps que necessariamente só reagem a touchscreen, não ao mouse interno do Android.

Já experimentei, e apps que dependem do Play Services mas sem checagem de root pegaram de boas.

2 Curtidas

Não é exatamente o root mas o sandboxing privilegiado, pelo sandbox do chrome funciona de boas, o maior problema que impede apks de serem executados mesmo via Native Client é a dependência do playservices atualizado

1 Curtida

A coisa que mais sinto falta é aplicações de investimentos nativas para linux e também ports para Wine e similares, visto que isso é um mercado extremamente específico e nichado, isso não tem muita atenção de desenvolvedores, até encontrei uma alternativa, mas só serve para a bolsa americana(utilizando um pacote no R) e eu não tenho um capital suficiente pra investir lá.
Atualmente creio que as melhores “alternativas” são web applications entretanto não tão boas assim para Day Trade.

1 Curtida

Para abrir um app na inicialização no Deepin, é só ir na gaveta de apps e clicar com o botão esquerdo e depois em “adicionar na inicialização”

3 Curtidas

Um ppa, flatpak, snap ou appimage do ISic da Intelbras para outras distribuições linux fora o Suse.

2 Curtidas

Bom eu sou novo nesse mundo estou com dual boot com windows 10/ubuntu 19, estou curtindo a esperiencia e a falta de progrmas de terceiros ainda não me afetou muito, minhas queixas são essas.

1= sinto falta das soluções da Microsoft, tipo, Edge, paint 3D, onenote, e afins
2= sinto um downgrade de sistema, o ubuntu não tem alguns soluções praticas quanto o que se encontra no Windows 10, exemplo, linha de tempo, botoes de funções no windows Explorer, e certas coisas básicas, tipo ícones de remoção de pendrive,
3= falta de certos programas, o Kdlive não é tão intuitivo quando o Vegas.

1 Curtida

Já testou esse NixNote.org?

Com relação ao restante, quando se trata do Linux seria ¨dar murro em ponta de faca¨. Como envolve o fato de ser aberto, livre, gratuíto, toneladas de distribuições diferentes… Esses problemas ainda vão demorar bastante para serem resolvidos.

2 Curtidas

@Vinicius1, se você estiver usando o Gnome, terá que instalar algumas extensões, se não me engano. Acho que tem uma para remover dispositivos móveis que para ser instalada no painel superior. Mas se vc abrir o Nautilus dá para remover por lá tbm, sem extensão, eu acho.

@Roldon
Já usei o Nix Note. Não tive uma experiência muita boa, infelizmente. Por enquanto só a versão web está funcionando melhor.

3 Curtidas

instalei essa extensão ontem mesmo, peguei essa dica com o Dio

3 Curtidas

Na verdade a extensão places-menu, que é uma extensão oficial e vem instalada por padrão em algumas distros que fornecem o modo clássico tem essa funcionalidade clicando no menu locais.:+1:t6:

3 Curtidas

Sim sim, isso eu havia conseguido com aplicativos comuns, o problema esta com aplicativos instalados pelo PlayOnLinux, mas fuçando em várias coisas consegui uma maneira de fazer kkkk

1 Curtida

É um saco instalar League of Legends e não tem MMORPG decente nem PES.
Fora isso, não sinto falta de nada do Windows.

1 Curtida

Quando eu sai do Windows a minha maior dificuldade com certeza foi aprender a fazer a instalação com pendrive bootável e tals. Eu era um usuário básico do tipo “clique em avançar forever”, mas minha curiosidade era maior então eu dei uns paus no meu pc umas 2 vezes até que deu certo kkk.

O segundo ponto foi aprender a usar alguns comandos para instalar programas pelo terminal, a questão de se adaptar a interface acho que vocẽ tem que tentar abraçar ela como ela é no começo pois no Windows e Mac você nem tem tantas oções para personalizar.

A falta de “design” pode ser porque não existe um time de design, aí a tarefa sobra para o time de desenvolvimento que detém pouco ou nenhum conhecimento sobre design. Se observar o Deepin e o Elementary (principalmente) eles tem uma grande preocupação nessa questão de UX e UI do sistema enquanto outras interfaces não tem o foco no design mas em outros aspectos como no caso do XFCE e LXDE que focam na leveza.

Eu sai do Mint para o KDE Neon e não voltei porque no KDE encontrei funcionalidades muito específicas que tornam minham experiência mais agradável do que no Mint, alguns meses atrás tentei usar o KDE e não consegui porque achei muito confuso e hoje acho demais. Então é uma questão de esperar e ganhar experiência nesse novo mundo e saber que nada é igual ao outro.

De programas eu ainda sinto falta de um alternativa ao After Effects e recentemente descobri o Olive Editor que para edição tenho gostado muito. Para fazer produção de capas de YouTube eu uso aquele site Canvas e para edição de texto uso o Google Docs pela conveniência de poder acessar em qualquer lugar.

E o KDE é foda demais! Posso usar aquele design clássico do Unity que eu amo, posso ter uma Mac ou então um Windows e isso tudo usando funcionalidades nativas do KDE.

4 Curtidas

PES que eu saiba estar rodando recomendo dar uma olhada nesse site para conferir:
https://www.protondb.com/search?q=pes

1 Curtida

Olha, pra ser bem sincero, acho q nao sinto falta de quase nada, para o q eu preciso, o Linux me atende muito bem obrigado rsrs. Mas acho que algumas coisas poderiam vir para o pinguim, algumas mais perto outras mais longe, são elas:

  • Melhor gerenciamento para notebooks híbridos (tanto Intel + NVIDIA, quanto AMD + AMD), creio que esteja perto de acontecer :man_dancing:

  • Na parte da Intel, ter aquele app de gerenciamento deles, por usar QT, pode estar chegando também :raised_hands::clap:

  • Na parte da AMD e NVIDIA também, os apps de gerenciamentos e “frus-frus” deles, pode nao ser importante para alguns, mas isso chama a atenção do “afegão médio”. (Pode ser em um Futuro não tão distante tb.)

  • Jogos como PUBG, Fortnite, R6 e afins rodando pelo menos com o WINE/Proton/DXVK e afins. Tudo indica que os “marditos” anticheats deles podem aterrizar no Pinguim e assim fazer esses jogos funcionarem, ou quem sabe uma versão nativa dos jogos (essa ultima possibilidade meio distante rsrs)

  • ERPs terem uma versão nativa ou funcionarem de forma descente no Wine (esse acho q ta bem longe, pois depende das empresas q desenvolvem).

  • Macros em VBA terem uma maior compatibilidade com as suites OFFICEs nativas em Linux, como LibreOffice, WPS Office e FreeOffice (uma Guerra Infinita??? :thinking::rofl:)

  • Programas e sites de bancos, tem alguns que ainda não estão “tãoooooo” usável

  • Programas e sites de alguns órgãos Públicos e afins, como de Justiça e etc. Pra usar no Linux os caras pararam em 2006 parece :rofl::rofl:

Acho q é isso, na minha opinião, acho q as distros Linux estão 90% aptas para serem usadas pelo “afegão médio”, pois o básico que eles precisam já esta no sistema.

2 Curtidas