O quão livre da Google o Chromium é?

Olá pessoal.

Diante de um monte de sites serem otimizados ou praticamente só funcionarem com o Chrome, estava pensando em usar a versão livre dele, o Chromium. Sei que o Chromium é aberto e serve de base par ao Chrome e a Google também contribui.

Gostaria de saber se existe alguma coleta de dados pelo Google se eu usar o Chromium e quão este projeto é independente da Google.

Obrigado.

Existe, tanto quanto no Google. O projeto é aberto, mas o Google é que dita as regras.

Por isso a comunidade criou o Ungoogled-Chromium.

Dizem que o Brave também é meio Ungoogled, mas não sei se 100%, porque ele usa a Chrome Webstore por exemplo, enquanto que no Ungoogled você precisa instalar extensões manualmente.

No Chromium se não estou enganado ele pede permissão para enviar dados de “desempenho e outras estatísticas” para o Google :thinking:

Como o Vivaldi se encaixa nisso?

Não só isso, ele vem com praticamente todas as funções de sincronizar com Google e tudo mais. O Chromium vindo direto da fonte é bastante dependente do Google ainda.

1 Curtida

Meio difícil algum navegador hoje que não esteja atrelado ainda que minimamente à Google. Em todo caso vou de Firefox usando outro buscador como DuckDuckGo e Ecosia. Por outro lado dependo muito do Gmail e ainda tenho o Youtube como principal site para vídeos.

1 Curtida

Vivaldi

O Vivaldi é um navegador da Web completo e personalizável feito por alguns dos desenvolvedores antigos do Opera (já que eles estavam insatisfeitos com a direção que o Opera estava tomando). Mas como isso se parece em termos de privacidade? As versões 1.15 e 2.0 foram testadas para compor este artigo. Programa usado para solicitações de teste: Mitmproxy.

Nível de spyware: médio

Vivaldi faz uma série de solicitações ao Google na inicialização e depois (as solicitações de proteção contra malware podem ser desativadas, mas as atualizações de extensão não parecem?). Telefona para casa a cada 24 horas com um ID exclusivo usando Piwik, um serviço de análise. Anti-privacidade Bing como mecanismo de pesquisa padrão. Código não totalmente aberto. Conecta-se a uma plataforma de análise que espiona seus usuários.

Os desenvolvedores do Vivaldi não respeitam sua privacidade

O Vivaldi se conecta à plataforma analítica Piwik [1] que usa para espionar seus usuários, o que é discutido em maiores detalhes em outras seções desta página. O que é mais notável sobre isso é a atitude da equipe de desenvolvedores de Vivaldi: os desenvolvedores que menosprezam as preocupações com a privacidade e insultam ainda mais seus usuários quando falam sobre serem espionados, não são desenvolvedores em quem você pode confiar. Abaixo está um discurso anti-privacidade de um moderador nos fóruns de Vivaldi:

@dib_ Pare de espalhar FUD. O Piwik, conforme empregado por Vivaldi, não é um “spyware”. Piwik não é uma “empresa de spyware” (a menos que Google, Facebook, Yahoo, TVGuide, Microsoft, Apple, NYT, Huffpo, Ancestry.com, WaPo, CenturyLink e McAfee sejam “empresas de spyware” - nesse caso, basta desconectar o computador e pronto para a cama). É irresponsável e malicioso de sua parte mentir sobre Vivaldi dessa maneira. Se você quiser saber o que uma conexão faz, pergunte. Mas não faça acusações imprudentes. [2]

Atualizações de complementos


Estas são as solicitações da Chrome Webstore, supostamente para atualizar suas extensões. Mas com um novo Vivaldi instalado, você não tem nenhum, então eles só realizam espionagem. E a primeira solicitação inclui “x-googleupdate-appid”, que provavelmente é uma identificação única . Não pode ser desativado.

Navegação segura do Google



Vivaldi está baixando as listas de proteção contra malware e phishing do Google, que está habilitada por padrão, mas pode ser desabilitada no menu Configurações.

Telefonando para casa

Da política de privacidade de Vivaldi: "Quando você instala o navegador Vivaldi (‘Vivaldi’), cada perfil de instalação é atribuído a um ID de usuário exclusivo que é armazenado em seu computador. Vivaldi enviará uma mensagem usando HTTPS diretamente para nossos servidores localizados na Islândia a cada 24 horas contendo este ID, versão, arquitetura de CPU, resolução de tela e tempo desde a última mensagem. Nós anonimizamos o endereço IP de usuários Vivaldi removendo o último octeto do endereço IP de seu cliente Vivaldi e então armazenamos a localização aproximada resolvida após usar um geoip local lookup. O objetivo desta coleção é determinar o número total de usuários ativos e sua distribuição geográfica. ". Então, eles (alegam) deletar “o último octeto” do seu IP. Quão generosos da parte deles. Este é o pedido completo:

Mecanismo de pesquisa anti-privacidade por padrão

O mecanismo de pesquisa padrão é o Bing, cuja política de privacidade declara: "A Microsoft coletará os termos de pesquisa ou comando que você fornecer, junto com seu endereço IP, localização, identificadores exclusivos contidos em nossos cookies, a hora e data de sua pesquisa e seu configuração do navegador. ". Para piorar, esses dados são compartilhados com terceiros: “Compartilhamos alguns dados de consulta de pesquisa não identificados, incluindo consultas de voz, com terceiros selecionados para fins de pesquisa e desenvolvimento.” (você não tem prova de que foi “desidentificado”, aliás). O Vivaldi tem outros motores pré-instalados e você pode facilmente alterá-lo, mas ainda assim, o padrão é tudo o que podemos avaliar.

Nova guia de sites

Por padrão, o Vivaldi contém alguns sites em sua página de nova guia que contêm muitos spywares, mas não faz nenhuma conexão automaticamente e esses sites podem ser facilmente excluídos.

Não pode ser construído a partir do código-fonte

"No entanto, é apenas o nosso trabalho Chromium que pode ser encontrado em https://vivaldi.com/source. Se você fosse criá-lo e executá-lo, nada será exibido, pois a IU HTML / CSS / JS está faltando. Esta IU é disponível apenas como parte de nossos pacotes de usuário final, que é coberto pelo EULA (no qual também incluímos uma versão compilada de nosso Chromium modificado). " [3]

https://spyware.neocities.org/articles/vivaldi.html

1 Curtida

Obrigado pelas informações.
Vou reavaliar o uso do Vivaldi e provavelmente ficar somente com o Firefox mesmo, que é o meu preferido.

1 Curtida

Sem nenhuma configuração, o Firefox é considerado pelos mesmo autores do artigo pior que o Vivaldi (nível alto de spyware).

Mas tem uns about:configs pra desativar para tornar o Firefox menos bisbilhoteiro (até 0, segundo eles):
https://spyware.neocities.org/articles/firefox.html

3 Curtidas

Nesse ponto o meu está ok.

Sim, a vantagem do firefox em relação aos demais está na flexibilidade de configurar ele, enquanto que nos chromiuns é mais limitado.

Interessante a leitura, não tinha conhecimento desse site ainda, obrigado por compartilhar :slight_smile:

As extensões atualizam sozinhas ou tem que ser manualmente também?

Não, mas lendo na FAQ dele, vi aqui que criaram uma extensão que busca extensões de forma anônima na chrome web store e as atualiza quando necessário.

Resolvi instalar o ungoogled-chromium pra ver como é. Estou instalando do AUR, começou logo depois do almoço e está compilando até agora. :astonished:

1 Curtida

Um browser é praticamente do tamanho de um sistema operacional. Até sistemas como o Gentoo costumam disponibilizar binários de browser porque é muito difícil compilar um.

Até tentei o Ungoogled Chromium do repo do Garuda Linux, mas ele constantemente fecha do nada com segfaults aqui.

o chaotic-aur estava com problemas, mas segundo eles corrigiram

Tem um Flatpak dele, devia ter instalado esse. :nerd_face:

Tô usado ele aqui, baixei a versão flatpak e instalei as extensões usando essa, até aqui é igual ao Chromium normal com pequenas diferenças kkkkkkkkk

1 Curtida

tem até versão appimage nesse github